ProUni: veja quem terá direito à bolsa integral no ano que vem

Os interessados em participar do ProUni devem conferir quem terá direito à bolsa integral no ano que vem, podendo ingressar em uma instituição privada sem custos.

O Programa Universidade para Todos (ProUni) é especialmente destinado aos estudantes brasileiros sem diploma de curso superior, que participaram da última edição do Enem e tiraram no mínimo 450 pontos na média das notas e não zeraram a redação. Por meio deste sistema, é possível receber tanto uma bolsa média quanto integral para ingressar em uma instituição de ensino; os interessados devem se atentar a quem terá direito à bolsa integral em 2023.

É importante ter em mente que as bolsas de estudo para faculdades ao redor do país são um benefício estudantil. Elas são oferecidas às pessoas que desejam cursar o ensino superior em uma instituição de ensino privada, mas por falta das condições financeiras necessárias, não conseguem arcar com a mensalidade.

No geral, existem várias formas de conseguir este auxílio, mas a mais conhecida e mais buscada entre os vestibulandos é o ProUni. O projeto do governo federal oferta vagas semestralmente.

Quem tem direito à bolsa integral do ProUni em 2023?

Antes de mais nada, é preciso cumprir alguns pré-requisitos para poder participar do ProUni. Como informado anteriormente, o desempenho utilizado no processo seletivo é do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) mais atual. A pontuação mínima para poder se candidatar é de 450 pontos ao longo das quatro provas, e o estudante não pode ter zerado a redação.

Da mesma forma, é preciso ter estudado o ensino médio completo em uma escola pública, ou também na particular, desde que na categoria de bolsista integral, com renda familiar mensal per capita de até três salários mínimos.

Por meio da bolsa integral do ProUni, o estudante contemplado fica isento de pagar qualquer mensalidade do curso. Afinal, o governo cobre o valor de toda a graduação em uma faculdade particular. Neste quesito, a renda per capita familiar não pode ultrapassar um salário mínimo e meio; este é o único critério distinto do das bolsas parciais.

Já no caso da bolsa parcial, de 50%, o governo cobre metade das mensalidades do curso. A outra parte das mensalidades é de responsabilidade do bolsista, e o pagamento deve ser feito diretamente com a instituição onde estuda, que emite os boletos com o desconto do programa. Neste caso, é preciso satisfazer pelo menos um dos critérios abaixo:

  • Ter cursado o ensino médio completo na rede pública;
  • Ter cursado o ensino médio completo na rede particular, desde que como bolsista integral da escola;
  • Ter cursado o ensino médio parcialmente na rede pública e na rede particular, desde que como bolsista integral na escola privada;
  • Ser pessoa com deficiência (PcD);
  • Ser um professor da rede pública, exercendo magistério da educação básica, integrando o quadro de pessoal permanente da instituição pública. Também é preciso concorrer a bolsas apenas nos cursos de licenciatura. Neste caso, não é necessário obedecer aos requisitos de renda.

Calendário preliminar

O Ministério da Educação divulgou em novembro as datas de inscrições para alguns dos processos seletivos de 2023, como o ProUni e o Fies. No caso do ProUni, as inscrições vão do dia 7 a 10 de março. A primeira chamada ocorre no dia 14 de março, e a segunda no dia 28.

O Fies também oferece financiamento de cursos superiores em instituições privadas, mas com uma taxa de 6,5% ao ano. A dívida só começa a ser paga após a formatura. As inscrições ocorrem entre 14 e 17 de março, e o resultado sai no dia 21.

Leia também

você pode gostar também

ONG Recode oferece curso gratuito para programadores

A formação para Programador conta com diversas horas de atividade. Fique por dentro dos detalhes sobre o curso gratuito da ONG Recode, e confira onde e como se inscrever.

Governo Federal oferece curso sobre Previdência Privada

Curso sobre previdência privada ofertado pelo governo federal é gratuito. Participante poderá obter um certificado de conclusão.

MEC oferece cursos online gratuitos de qualificação; saiba se inscrever

Oportunidades são direcionadas para diferentes áreas do conhecimento e pretendem capacitar pessoas interessadas.

Fies: projeto amplia prazo para o pagamento de dívidas pendentes

O PL 3016/22 que visa estender o prazo para a renegociação das dívidas do Financiamento Estudantil (Fies), tramita em caráter conclusivo e passa por análise na CE, CFT e CCJ.

Provas do Encceja já têm data para 2023; confira o calendário completo

As provas do Encceja, exame que oferece certificação de conclusão do ensino fundamental e médio, já têm data para 2023. Confira o cronograma e mais informações sobre o programa.

Inscrições do SiSU 2023 acontecerão em fevereiro; veja o cronograma

As inscrições do processo seletivo do SiSU 2023 devem acontecer em fevereiro, após antecipação do cronograma pelo MEC. Confira as datas oficiais deste e dos demais programas do governo.