Agente Censitário do IBGE: o que faz, quanto ganha e requisitos

Conheça um pouco mais sobre o cargo de Agente Censitário do IBGE, bem como os requisitos para se tornar um.

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) é um dos órgãos públicos mais disputados pelos concurseiros que desejam começar uma sólida carreira. Por exemplo, o cargo de Agente Censitário do IBGE é um dos que mais disponibilizam vagas para todas as partes do Brasil. Por isso, esse artigo vai te mostrar o que faz esse profissional, quanto ganha em média por mês e os principais requisitos para se tornar um.

Qual é o papel do IBGE em nossa sociedade?

O IBGE é considerado o principal provedor de informações e dados de todo o Brasil, já que está inserido em praticamente todos os segmentos da sociedade, além de atender às suas principais demandas (especialmente as mais urgentes).

A grande questão é que o trabalho executado por esse órgão público também afeta diretamente todas as instituições federais, estaduais e municipais. O fornecimento de dados estatísticos sobre o país em geral permite que sejam adotadas soluções ou medidas para os mais variados problemas de interesse público.

O que faz um Agente Censitário do IBGE?

O trabalho de um Agente Censitário do IBGE pode ser interno e externo, além de ser bastante diversificado, já que envolve contato direto com a população brasileira, seja de forma presencial ou remota. Esse profissional trabalha majoritariamente com a informação. As principais atribuições são:

  • Coleta de informações preliminares via telefone;
  • Cadastro dos dados no sistema;
  • Acompanhamento da coleta de informações;
  • Administrar, equipar, zelar e organizar pelo Posto de Coleta das informações;
  • Realizar visitas domiciliares (quando necessário);
  • Divulgar o Censo em toda a área de atuação que está sob sua responsabilidade;
  • Monitorar todo o processo de coleta de dados;
  • Organização de documentos administrativos;
  • Gestão da coleta de informações de pesquisa urbanística;
  • Esclarecimento de dúvidas;
  • Emissão de relatórios semanais;
  • Ministrar treinamentos;
  • Realização de entrevistas;
  • Adoção de medidas relativas à prorrogação de contratos, admissão e/ou desligamentos de Recenseadores;
  • Suporte durante o processo de pesquisas nos lares.

Como é possível notar, o cargo de Agente Censitário do IBGE exige determinadas habilidades. Afinal, esse profissional precisa ter informações confiáveis em mãos para que o seu trabalho seja desenvolvido da melhor forma possível.

Quanto ganha um Agente Censitário do IBGE?

O salário médio de um Agente Censitário pode variar entre R$ 1.700,00 e R$ 2.100,00, para uma jornada de 40 horas semanais. Essa variação salarial se deve ao fato de existirem os cargos de: Agente Censitário Municipal (ACM); Agente Censitário Supervisor (ACS) e Agente Censitário de Pesquisas por Telefone, que tem uma jornada de trabalho reduzida (30 horas semanais).

O Agente Censitário do IBGE também recebe os seguintes benefícios estabelecidos pela legislação: auxílio-transporte; auxílio-alimentação; auxílio pré-escolar; férias e 13º salário.

Quais são os principais requisitos?

Se você gosta de lidar com o público e se identificou com o cargo de Agente Censitário do IBGE, vai precisar ter concluído o Ensino Médio em qualquer instituição de ensino credenciada pelo MEC e, claro, ser aprovado em um concurso público desse órgão. Não é exigida experiência anterior do candidato que almeja trabalhar nesse cargo.

Os outros requisitos necessários para ocupar o cargo de Agente Censitário do IBGE são:

  • Boa capacidade de audição e habilidade de se comunicar de forma clara para fazer a coleta de dados da população e realizar as entrevistas;
  • Acuidade visual satisfatória para fazer o devido preenchimento dos questionários e leitura dos formulários, na hora da interpretação de croquis e mapas;
  • Plena capacidade de locomoção, já que é preciso executar trabalhos de campo dentro dos municípios;
  • Capacidade motora para o manuseio do dispositivo responsável pela coleta;
  • Noções de internet e lançamento de dados em sistemas operacionais;
  • Agilidade durante a execução das tarefas diárias.

Quais são as principais habilidades exigidas?

Quem almeja ter uma sólida carreira como Agente Censitário do IBGE, recomenda-se ter as seguintes características pessoais, para se dar bem nessa profissão:

  • Saber se expressar (clara e assertivamente);
  • Empatia;
  • Pontualidade;
  • Paciência;
  • Saber transmitir confiança;
  • Conhecimento do trabalho;
  • Saber lidar com imprevistos;
  • Capacidade de adaptação;
  • Responsabilidade;
  • Idoneidade;
  • Capacidade de solucionar problemas.

Se você tem o perfil profissional compatível com o de um Agente Censitário do IBGE, gosta de trabalhar com pessoas e lidar com desafios constantes, pode tentar um concurso público para esse cargo.

E aí, o que você achou da função Agente Censitário do IBGE? Não se esqueça de analisar cada aspecto citado nesse artigo para não correr o risco de investir em uma área na qual não tenha nenhum tipo de afinidade.

Leia também

você pode gostar também

Recepcionista: o que faz, salário médio e nível escolar

Recepcionista é o profissional responsável pelo atendimento aos clientes de uma empresa ou o público em geral.

Técnico Bancário: o que faz, quais os requisitos e quanto ganha

O Técnico Bancário é o profissional responsável pelas atividades técnico-administrativas das instituições financeiras, cobrindo desde a parte burocrática até o atendimento.

Auditor da Receita Federal: o que faz, quanto ganha e requisitos mínimos

O Auditor da Receita Federal é responsável pela fiscalização do cumprimento dos direitos previstos nos códigos trabalhistas e fiscais no Brasil.

Auxiliar de Serviços Gerais: o que faz, quanto ganha e requisitos mínimos

O Auxiliar de Serviços Gerais atua em diversas funções relacionadas à manutenção, organização e limpeza. Saiba mais detalhes sobre o cargo.

Engenheiro de Computação: o que faz, quanto ganha e formação

O Engenheiro de Computação é o profissional que atua na construção de hardwares e softwares tecnológicos, trabalhando tanto na parte externa quanto interna dos aparelhos.

Escriturário: quanto ganha, o que faz, nível escolar e outros critérios

Com salários de até R$ 2.300,00, a função de Escriturário é muito comum em agências bancárias. Conheça mais sobre o cargo.