Já existe data para nova liberação do dinheiro esquecido em bancos?

A última data prevista pelo Banco Central era 2 de maio, mas por conta da greve de servidores, a liberação sofreu atraso.

Já existe prazo para a nova liberação do dinheiro esquecido em bancos? Inicialmente, a data prevista para que a segunda fase do resgate dos valores começasse era 2 de maio. Contudo, uma greve de servidores do Banco Central atrasou o início. Confira detalhes em nossa matéria.

Informações sobre a nova liberação do dinheiro esquecido

A data da liberação do dinheiro esquecido em bancos segue sendo uma dúvida que muitos brasileiros desejam sanar. Quase quatro meses após a data prevista para a abertura da segunda fase, ainda não existe um prazo definido para o começo das novas consultas.

O Banco Central sequer ofereceu um motivo para a demora. Vale lembrar que a greve já foi finalizada há quase dois meses, no dia 5 de julho.

Por ora, interessados que conferem o site do Sistema Valores a Receber apenas encontram uma mensagem: “As consultas ao Sistema Valores a Receber estão temporariamente suspensas para aprimoramento”.

Logo abaixo, informam que, em breve, o BC divulgará a data de reabertura do sistema e informações sobre valores de falecidos. Com base no que já foi divulgado, a próxima fase do repasse do dinheiro esquecido deve permitir que os beneficiários possam utilizar novas categorias de saques. São, ao todo, sete novos casos:

  • Contas de pagamento pré-pagas ou pós-pagas encerradas que ainda possuam saldo disponível;
  • Entidades em liquidação extrajudicial;
  • Fundo Garantidor de Crédito (FGC);
  • Fundo Garantidor de Cooperativismo de Crédito (FGCoop);
  • Tarifas que tenham sido cobradas de forma indevida, não previstas em Termos de Compromisso assinados pelo Banco Central;
  • Parcelas ou outras obrigações com relação a empréstimos com cobrança de forma indevida, não previstas em Termos de Compromisso assinados pelo Banco Central;
  • Contas de registro que sejam mantidas por sociedades corretoras de títulos e valores mobiliários, bem como sociedades distribuidoras de títulos e valores mobiliários com a finalidade de registro de operações de clientes, que tenham sido encerradas com saldo disponível.

Contudo, no geral, o dinheiro esquecido no Banco Central costuma ser proveniente dos seguintes casos;

  • Contas corrente ou de poupança que foram encerradas, mas que ainda tenham saldo disponível;
  • Cotas de capital e rateio de sobras líquidas em cooperativas de crédito;
  • Valores relacionados a consórcios que tenham sido encerrados, mas não foram sacados;
  • Valores cobrados de forma indevida de tarifas, operações de crédito ou parcelas.

Consulta de Valores a Receber

Vale lembrar que os cidadãos interessados em retirar o dinheiro após a definição do prazo devem ter acesso à conta Gov.br, com nível prata ou ouro. Aqueles que já fizeram uma consulta inicial normalmente recebem uma data específica para retornar ao site do Valores a Receber.

Deste modo, com a liberação definitiva do BC, será preciso acessar o sistema e efetuar uma consulta, por meio do número do CPF e da data de nascimento. Após descobrir o valor disponível, só será necessário clicar em “Solicitar por aqui” para receber via Pix, ou via instituição para combinar a instituição financeira.

Passada a primeira fase, o sistema agora possui algumas atualizações, como o fato de não ser mais necessário realizar o agendamento para receber os valores. A partir de então, só é preciso solicitar o dinheiro logo na primeira consulta.

Junto da mudança, o Valores a Receber deve possuir novas informações repassadas por instituições financeiras. Assim, quem não tinha valores para receber na primeira etapa deve fazer uma nova consulta, já que podem haver novas quantias disponíveis.

Leia também


você pode gostar também

Concursos em 2022: mais de 73 mil vagas estão previstas pelo governo. Saiba mais

Previsão de vagas para concursos em 2022 precisa passar pelo crivo do Congresso Nacional. Ministério da Economia ao Congresso pode autorizar milhares de vagas.

Em parecer, relator da reforma administrativa mantém estabilidade dos servidores

Estabilidade dos servidores é um dos pontos mais polêmicos da reforma administrativa. Entenda a decisão do relator.

Privatização dos Correios não segue adiante após aprovação na Câmara; saiba a razão disso

Senado não encontrou um relator para a privatização dos Correios. A matéria segue parada na Casa sem prazo para ser votada.

WhatsApp: compartilhar print de conversa pode gerar indenização ao afetado; entenda

Decisão do STJ aponta que compartilhar print de conversa do WhatsApp, sem autorização prévia, é passível de indenização. Veja o motivo.

Concursos em 2022: mais de 40 mil vagas estão previstas pelo governo. Saiba mais

O Orçamento 2022 entregue pelo Ministério da Economia prevê a realização de vários concursos públicos no próximo ano.

Governo propõe valor do salário mínimo para 2022; alta poderá ser de 6,27%. Confira detalhes

O salário mínimo de 2022 pode chegar a R$ 1.169, sendo R$ 22 a mais do que a estimativa anterior. O valor deve ser fechado até início do próximo ano.