Estes 3 métodos fazem com que você não esqueça o que estudou

Conheça os melhores métodos de estudo que fazem com que você nunca mais esqueça o que aprendeu.

O principal motivo que leva muitos concurseiros a fracassarem nas provas do certame não é a falta de empenho ou incapacidade intelectual, mas sim a escolha de um método de estudo pouco eficaz. Por isso, continue a leitura que vamos mostrar os três melhores métodos de estudo que vão te fazer memorizar o que aprendeu e não se esquecer do que estudou. Pode acreditar, as suas chances de aprovação no concurso serão infinitamente maiores. Dá uma conferida.

Veja como não esquecer o que estudou

1) Invista pesado nas revisões

A maioria das pessoas esquece cerca de 70% do que aprendeu dentro do prazo máximo de 24 horas, caso não seja tomada nenhuma atitude em relação a isso. Saiba que o esquecimento é algo natural e inerente a todo ser humano. Dessa forma, a revisão é um dos melhores métodos de estudo que existem.

Por isso, para você não se esquecer das informações que acabou de aprender, reserve um tempo em seu já apertado cronograma de estudos para fazer uma revisão do conteúdo. Essa prática é um dos principais segredos para que o concurseiro consiga memorizar as informações necessárias.

Embora seja odiada ou negligenciada por muitos estudantes, fazer uma boa revisão (com bastante calma) dentro das 24 horas seguintes ao aprendizado, é algo crucial. Faça um resumo condensado do assunto que acabou de estudar e leia-o quantas vezes forem necessárias até conseguir memorizar.

A revisão evita temida “curva do esquecimento” e reforça os assuntos ainda mais em seu cérebro. Mas vale lembrar que as revisões precisam ser frequentes, ou seja, pelo menos uma vez por semana o concurseiro precisa rever tudo novamente, sem choro nem vela. Quanto mais você revisar, menores serão as chances de esquecer.

2) Mantenha o foco, custe o que custar

Na hora de estudar, é preciso ter bastante atenção para conseguir memorizar o conteúdo que precisa. Por isso, concurseiro, é necessário manter 100% o foco no que está fazendo, para que você tenha uma melhor compreensão dos assuntos.

Sabemos que manter o foco no dia a dia pode ser bem complicado. Dessa forma, para que nada atrapalhe a sua concentração, evite todas as distrações (possíveis e imagináveis), deixe o seu celular no modo avião ou desligado, bloqueie as notificações das suas redes sociais, desligue a TV, o rádio e elimine toda fonte de barulho ao seu redor (a não ser que você goste de ouvir música enquanto estuda).

Lembre-se de que absolutamente nada pode desviar o seu foco dos estudos e que quanto mais focado você estiver, mais chance tem de não esquecer o que estudou. Quando estamos completamente focados, a mente consegue compreender com mais facilidade e rapidez os assuntos. Não é à toa que esse é um dos melhores métodos de estudo.

Além disso, recomendamos que você não se esqueça de manter uma postura adequada enquanto estiver estudando. Para conseguir manter o foco, o ideal é que o concurseiro estude na mesa. Estudar deitado na cama ou no sofá da sala pode ser um convite tentador para aquele cochilo, principalmente em dias mais frios. Aí não rola.

3) Faça anotações à mão

Por mais que você tenha acesso a uma moderna tecnologia na hora de estudar, o bom e velho caderno de anotações nunca deve sair de cena. Anotar à mão os pontos mais importantes dos assuntos estudados, também é um dos melhores métodos de estudos que existem.

Quando você faz isso, o seu cérebro consegue reter com mais eficiência as informações necessárias e por um período maior de tempo. A dica aqui é anotar somente as partes que acredita que tenham uma maior relevância em todo processo de compreensão. Se existe uma forma de jamais esquecer aquilo que estudou é fazer anotações à mão.

Por mais que essa tarefa seja meio chata e dê um certo trabalho, pense nos benefícios que essa prática pode trazer na hora de encarar as provas do concurso. Não se trata de escrever até dar calos nos dedos, basta anotar aquilo que achar que pode cair nas provas e que precisa ser entendido (sem decoreba), combinado?

Não importa como serão as suas anotações: em tópicos, resumo corrido, esquemas, desenhos ou tabelas. Desde que as suas anotações sejam organizadas e passíveis de entendimento quando for revisar o conteúdo, está valendo. Por isso, se você não tem esse hábito, que tal começar a anotar com as suas próprias palavras os principais pontos dos assuntos estudados? Vai valer a pena, pode acreditar.

Agora que você conheceu os três melhores métodos de estudo para as provas do concurso público, a nossa última dica é: coloque todos eles em prática, para triplicar as suas chances de aprovação. Desejamos boa sorte.

Leia também


você pode gostar também

Concurso INSS: veja 5 dicas infalíveis para aplicar durante os estudos

As dicas infalíveis para aplicar durante os estudos do concurso INSS permitem que o concurseiro tenha mais organização nas etapas de aprendizagem e revisão do conteúdo.

Veja 5 coisas que você não pode colocar no seu currículo em 2022

Está procurando emprego? Saiba o que não colocar no currículo em 2022 e aumente as chances de ser convocado para uma entrevista.

5 profissões que pagam bem aos que desejam ter jornada de 20 horas semanais

Se você sempre sonhou em ter um alto salário mas sem trabalhar demais, conheça cinco profissões que pagam bem e trabalham pouco.

Profissões de Humanas: veja os 5 cargos mais bem pagos do Brasil

Sonha em começar uma carreira que paga um alto salário? Conheça cinco profissões de Humanas que podem transformar isso em realidade.

Este cargo de TI pode obter salário de R$ 17 MIL no país; veja qual é

Está pensando em se tornar um profissional da área da tecnologia? Confira o cargo de TI que pode ter salário de R$ 17 mil por mês.

7 profissões mais bem pagas para quem quer trabalhar no exterior

Sonha em uma carreira profissional fora do Brasil? Conheça sete profissões para quem quer trabalhar no exterior e que pagam altos salários.