Técnico em Enfermagem: o que faz, salário médio e requisitos mínimos

Para se tornar um Técnico em Enfermagem, é necessário concluir o curso equivalente em uma instituição de ensino credenciada pelo MEC e com registro ativo nos órgãos competentes.

A área da saúde é uma das mais prestigiadas do mercado de trabalho. E um dos cargos mais disputados é o de Técnico em Enfermagem. Isso devido à enorme demanda nos dias atuais.

Por isso, vamos te mostrar o que esse profissional faz, o valor do salário médio e quais são os requisitos mínimos para se tornar um Técnico em Enfermagem.

O que faz um Técnico em Enfermagem?

Esse profissional cumpre uma importantíssima função em toda a operação de uma unidade de saúde, seja ela pública ou privada. O Técnico em Enfermagem presta todo o atendimento necessário aos pacientes, seja na manutenção ou na prevenção da saúde.

Além disso, ele também faz uma espécie de triagem sobre o estado de saúde dos pacientes e informa para o corpo clínico (médicos).

O Técnico em Enfermagem, além de prestar toda a assistência necessária para a equipe de enfermagem nas mais variadas atividades, também oferece suporte ao enfermeiro nos cuidados com a saúde dos pacientes, auxilia no planejamento de todas as tarefas do dia a dia, monitora e controla o risco de infecção hospitalar.

Como é a atuação de um Técnico em Enfermagem?

Esse profissional é treinado para cuidar de pacientes que se encontram com a saúde debilitada, especialmente casos mais graves.

O Técnico em Enfermagem, que é supervisionado por um enfermeiro-chefe, presta atendimento para pessoas recém operadas ou que estão se preparando para fazer qualquer tipo de intervenção cirúrgica, garante a devida higiene do seu local de trabalho, dentre outros afazeres pertinentes à sua profissão.

Onde um Técnico em Enfermagem pode atuar?

O mercado de trabalho para esse profissional é bem vasto, já que a demanda por técnicos em enfermagem é cada vez maior. Ele pode atuar em clínicas diversas, hospitais, maternidades, consultórios médicos, casas de repousos, SPAs, academias, ONGs, postos de saúde, centros cirúrgicos, ambulatórios, postos de triagem, instituições de ressocialização, etc.

É conveniente ressaltar que a atuação do Técnico de Enfermagem deve ser feita, obrigatoriamente, sob constante supervisão de um enfermeiro de nível superior. Se você sempre quis trabalhar na área da saúde e bem-estar, opções de trabalho não vão faltar, certo?

Qual é a formação escolar exigida?

Para se tornar um Técnico em Enfermagem, é necessário concluir o curso equivalente em uma instituição de ensino credenciada pelo MEC e com registro ativo nos órgãos competentes. O curso tem duração aproximada de 2 anos, onde o futuro profissional vai ter aulas teóricas e práticas.

Mas, para você ter acesso ao diploma de Técnico em Enfermagem, vai precisar fazer um estágio obrigatório de 6 meses (aproximadamente) em clínicas ou hospitais, para colocar em prática tudo aquilo que aprendeu durante o curso.

Além disso, todo Técnico em Enfermagem deve ter um registro ativo no Conselho de Enfermagem do estado onde atua ou mora.

Qual é o valor do salário médio desse profissional?

O salário de um Técnico em Enfermagem pode variar bastante, já que diversas variáveis devem ser levadas em consideração. Por exemplo, a região em que esse profissional atua, se o trabalho é exercido em instituições privadas ou públicas, o porte e o segmento da empresa, o nível de experiência na área, dentre outras.

No Brasil, o valor médio do salário de um Técnico em Enfermagem gira em torno de R$ 1.628,00 para uma carga horária de trabalho de 38 horas semanais. Em algumas situações específicas (como as que mencionamos acima), o salário desse profissional pode chegar a R$ 2.498,00, para a mesma carga horária.

Atividades que fazem parte da rotina de um Técnico em Enfermagem

Conheça as principais atividades que todo Técnico em Enfermagem está acostumado ou precisa saber executá-las com maestria:

  • Assistência aos médicos plantonistas em hospitais;
  • Administração de medicamentos diversos;
  • Coleta de materiais para exames;
  • Cuidados em pacientes que estão no pré ou pós operatório;
  • Preparação dos equipamentos hospitalares que serão usados em procedimentos;
  • Vacinação em geral.

Viu como esse profissional deve ser responsável e ter toda a atenção durante a execução do seu trabalho?

Conheça as áreas de atuação do Técnico em Enfermagem

Como já dissemos, a área de atuação do Técnico em Enfermagem é bastante vasta. Conheça as principais, caso esteja pensando em investir nessa profissão.

  • Enfermagem laboratorial (atuação em laboratórios em geral);
  • Enfermagem geral (atuação em hospitais e clínicas);
  • Enfermagem médico-cirúrgica (atuação em centros cirúrgicos);
  • Enfermagem geriátrica (autuação nos cuidados com a saúde dos idosos);
  • Atendimentos de urgência e emergência (atuação como socorrista paramédico, como o SAMU, por exemplo);
  • Saúde ocupacional e do trabalho (atuação em grandes empresas ou indústrias que têm enfermarias);
  • Enfermagem materno-infantil (atuação em maternidades em geral ou clínicas pediátricas);
  • Enfermagem administrativa (atuação em consultórios médicos de diversas especialidades);
  • Enfermagem em infectologia (atuação nos cuidados com a saúde de pessoas que precisam estar em isolamento total);
  • Enfermagem aeroespacial (atuação no acompanhamento de pacientes que precisam ser transportados via aérea, por motivo de urgência).

Agora, é escolher a área que deseja atuar, manter o foco nos estudos e ser um Técnico em Enfermagem de referência no concorrido mercado.

Leia também

você pode gostar também