Assistente Social: o que faz, descrição do cargo e salário médio

Descubra o que esse profissional faz, quanto ganha em média por mês e as exigências para se tornar um.

Você sempre se preocupou com as questões sociais e tem muita vontade de trabalhar em prol de um mudo mais igualitário? O cargo de Assistente Social, que está em ascensão no momento em todo o Brasil, pode ter muito a ver com o seu perfil.

Esse post vai te mostrar o que faz esse profissional, qual é o salário médio e demais exigências para se tornar um.

O que faz um Assistente Social?

De uma forma simples e prática, podemos dizer que o Assistente Social analisa, elabora, coordena e executa as diretrizes das políticas e direitos sociais, para que a população em geral (especialmente os grupos sociais mais vulneráveis) seja igualmente beneficiada por elas.

Esse profissional cumpre um papel extremamente importante em todas as demandas das áreas da saúde, educação, habitação, previdência e cultura, da nossa sociedade. O Assistente Social trabalha para que todas as pessoas tenham condições de vida dignas e, sobretudo, satisfatórias, conforme rege a Constituição Federal.

Além disso, ele faz a coleta de dados, elabora laudos e realiza estudos que auxiliam no cumprimento e na aplicação de programas sociais do governo, ou qualquer outro tipo de assistência financeira oferecida, especialmente para as pessoas que se encontram em situação de maior vulnerabilidade social.

Outras funções do Assistente Social

Conheça as outras responsabilidades que também são pertinentes ao Assistente Social:

  • Identificar e buscar soluções para os problemas sociais;
  • Atuar na defesa dos direitos, principalmente da população mais carente;
  • Auxiliar a propor políticas públicas de interesse geral;
  • Buscar por mais igualdade social, em todos os aspectos;
  • Apoiar e orientar pessoas e famílias de baixa renda;
  • Trabalhar em prol da implantação de mais projetos sociais;
  • Prestar toda a assistência necessária às famílias carentes.

As responsabilidades de um Assistente Social podem até parecer simples e corriqueiras, mas tudo aquilo que envolve pessoas, direitos e a sociedade em geral, pode ser mais complexo do que podemos imaginar.

Onde um Assistente Social pode atuar?

O Assistente Social pode atuar em empresas públicas e privadas. No setor público, por exemplo, podemos encontrar esse profissional nos Centros de Referência e Assistência Social (CRAS) dos municípios, em creches, centros de convivência, hospitais, postos de saúde, escolas e demais órgãos que exigem o trabalho do Assistente Social.

Já no setor privado, esse profissional pode atuar em Organizações Não Governamentais (ONG), em universidades particulares (que oferecem bolsas de estudo), asilos e em diversas empresas de outros segmentos. Como podemos perceber, o mercado de trabalho para o Assistente Social é bem amplo.

Quanto ganha um Assistente Social?

O valor do salário do Assistente Social pode variar bastante, já que vai depender do seu nível de experiência e se esse profissional atua na área pública ou privada. Na maioria das vezes, órgãos públicos pagam salários maiores em comparação com a iniciativa privada.

Em média, o valor do salário mensal de um Assistente Social com um nível de experiência mediano, fica em torno de R$ 2.800,00, para uma carga horária de 44 horas semanais (regime CLT). Mas esse ganho pode variar entre R$ 2.135,00 a R$ 3.513,00 por mês. Quanto maior for a experiência na área do profissional, mais alto poderá ser o salário.

Qual é o nível de escolaridade exigido?

Se você está pensando em se tornar um Assistente Social, vai precisar ter concluído o curso de graduação completo em Serviço Social de qualquer universidade credenciada pelo MEC. A duração do curso é de quatro anos, em média.

Vale destacar que, na maioria das vezes, é exigido um período de estágio (de seis meses a um ano) em uma empresa pública ou privada. Após a conclusão do curso, o Assistente Social também precisa fazer o seu registro no Conselho Regional de Serviço Social (CRESS), que é o órgão que regulamenta essa profissão no Brasil.

Outras habilidades necessárias

Agora que você está a par sobre as particularidades do cargo de Assistente Social, conheça algumas competências comportamentais que esse profissional precisa ter, para que consiga exercer um trabalho eficiente:

  • Conhecer as leis que envolvem direitos e deveres, da população e das instituições em geral;
  • Ter gosto pela leitura;
  • Saber trabalhar em equipe;
  • Gostar de lidar com pessoas no cotidiano;
  • Ter bastante inteligência emocional;
  • Senso de empatia apurado;
  • Excelente comunicação oral e escrita;
  • Paciência para lidar com as mais variadas e inusitadas situações;
  • Ter bom relacionamento interpessoal;
  • Possuir plena capacidade crítica e reflexiva.

Se você se identificou com todas as atribuições do cargo de Assistente Social e acredita que tenha a maioria das habilidades citadas acima, essa profissão pode ser bastante promissora para quem tem paixão e se dedica exclusivamente a ela.

Leia também

você pode gostar também