Arquiteto: o que geralmente faz, quanto ganha e formação

Ao longo de nossa matéria, vamos te mostrar tudo a respeito do cargo de Arquiteto. Além disso, entrevistamos uma profissional para entendermos os desafios da área.

Você já reparou que, por mais antigas que sejam, algumas profissões continuam se mantendo relevantes no mercado de trabalho? O cargo de Arquiteto é um ótimo exemplo disso. Ao longo de nossa matéria, vamos te mostrar tudo a respeito do cargo de Arquiteto. Além disso, entrevistamos uma profissional para entendermos os desafios da área.

continua depois da publicidade

Continue a leitura e descubra o que os arquitetos fazem, quanto ganham e quais são os requisitos mínimos para atuar nessa função.

O que faz um Arquiteto?

De uma forma simples e bem resumida, o Arquiteto é o profissional responsável pela elaboração de projetos arquitetônicos dos mais variados tipos de edificações, como residências, prédios, praças públicas, indústrias, hospitais, lojas, escolas, galpões e quaisquer outros estabelecimentos.

É ele quem faz todo o planejamento das construções, cria as plantas, define o tipo de material que deverá ser empregado nas obras, implementa soluções que atendam as necessidades dos clientes, além de organizar áreas externas e internas, com o objetivo de deixá-las funcionais.

continua depois da publicidade

O Arquiteto também precisa acompanhar o andamento da obra no dia a dia, para averiguar se as orientações contidas na planta de Arquitetura estão sendo devidamente seguidas pelos executores. Outras atribuições desse profissional, que atua majoritariamente na construção civil são:

  • Coleta de dados e elaboração de projetos de Arquitetura;
  • Criação de projetos arquitetônicos em tecnologia 3D;
  • Acompanhamento da compra de materiais elétricos e hidráulicos;
  • Realizar orçamentos;
  • Visitas periódicas às obras.

É importante salientar que os serviços oferecidos variam de acordo com cada profissional. Ou seja, existem Arquitetos que se especializam em uma área na qual tenham mais afinidade e se dedicam exclusivamente a ela.

continua depois da publicidade

Arquitetura: principais desafios

A arquiteta Danna Pedroso Machado, formada pela PUC Goiás, nos informou que existem sim alguns desafios na área. “Acho que em relação a vida profissional e financeira, a falta de união da classe, principalmente porque tem muito profissional cobrando muito barato e desvalorizando a classe”, pontua.

Outro desafio é lidar com impressões equivocadas a respeito da carreira. “Do ponto de vista da procura, o estigma de que arquitetura é caro. Tem uma pesquisa do CAU que chega ao número que só 15% das obras ou reformas levantadas tiveram contratação de arquiteto”.

A formação na área também representa um problema, segundo a arquiteta. “Dentro da própria classe, existe um grande problema de formação quanto às áreas de paisagismo e urbanismo que não são vistas na faculdade e [isso] gera péssimos profissionais”, opina Danna.

continua depois da publicidade

E complementa: “quando simplesmente não têm profissionais, topógrafos e engenheiros acabam fazendo o desenvolvimento desses projetos, o que é ruim [para a classe] (…)”.

Quanto ganha esse profissional?

Assim como em outras profissões, o salário de um Arquiteto pode variar bastante, já que diversos fatores precisam ser levados em consideração. Regime de trabalho (CLT ou autônomo), porte da empresa contratante, habilidades técnicas, tempo de experiência e qualidade do portfólio são bons exemplos.

Por via de regra, o piso salarial (2022) de um Arquiteto que trabalha com carteira assinada gira em torno de R$ 8,8 mil por mês, para sete horas de trabalho diárias. Mas existem profissionais que ganham até R$ 12 mil mensais, nessas mesmas condições.

No caso de profissionais autônomos, os ganhos são variados, já que tudo depende da demanda de trabalho durante o mês e dos valores dos serviços cobrados por esse profissional. Dependendo do tipo de trabalho, um Arquiteto que presta serviço de forma autônoma pode faturar R$ 10 mil por mês (ou mais).

A arquiteta Danna Pedroso Machado, por outro lado, informa que é necessário entender o panorama geral. “Sim, você pode ganhar muito mais, mas de forma geral, os profissionais vivem bastante precarização, e só começam a se dar bem quando abrem seus próprios negócios”, explicou. Ela também nos disse que a área é ampla.

“Você de fato pode atuar em muitos campos. Então, é meio difícil não gostar de nada em arquitetura. E ter uma experiência vasta de conhecimentos agrega bastante, porque a gente se depara com situações normalmente muito inusitadas e diversas, e repertório de saber lidar com situações diversas ajuda bastante. Não é garantido o sucesso financeiro e não é um mercado fácil, muita gente forma em arquitetura e migra pra área do design, tatuagem, fotografia, etc.”, conclui.

Quais são as principais exigências?

Se você sempre sonhou em se tornar um famoso Arquiteto, será preciso se formar no curso superior de Arquitetura e Urbanismo em qualquer universidade credenciada pelo MEC (Ministério da Educação e Cultura) e ter registro válido no CREA (Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura).

Mas para se destacar ainda mais nessa profissão, é recomendado que você também faça Pós-Graduação, Mestrado e, se puder, Doutorado em alguma área específica da Arquitetura. Em suma, quanto maior for a sua formação acadêmica ou a sua bagagem de conhecimento, melhor para você. Acredite.

Como é o mercado de trabalho?

Essa é uma dúvida comum e pertinente de milhares de pessoas que sonham em investir nessa profissão. O mercado de trabalho é bastante amplo para um Arquiteto capacitado. Ele pode atuar nas seguintes áreas e se dar muito bem financeiramente:

  • Planejamento urbano;
  • Restauração de edificações antigas;
  • Luminotécnica (projetos de iluminação);
  • Paisagismo;
  • Arquitetura Promocional (voltada para feiras, shows e eventos em geral);
  • Carreira acadêmica;
  • Administração de obras civis;
  • Fotografia de Arquitetura;
  • Design de videogames;
  • Especialista em BIM (Building Information Modeling ou Modelagem de Informação da Construção).

Além disso, também é possível ingressar na carreira pública. Diversas prefeituras disponibilizam vagas em seus concursos para Arquitetos, por causa das obras viárias e/ou de saneamento básico que são constantemente realizadas nas cidades.

A questão é que, se você se dedicar para valer nessa área e desenvolver as habilidades necessárias, trabalho não vai faltar no mercado, haja visto as possibilidades de atuação de um Arquiteto. Só depende de você.

Habilidades que um Arquiteto deve ter

Por fim, vamos te mostrar as principais habilidades (técnicas e comportamentais) que esse profissional precisa ter, para se dar bem em sua área. Olha só:

  • Ciência de que cada projeto arquitetônico é único;
  • Constante preocupação com a qualidade técnica e estética dos projetos concluídos e em andamento;
  • Pensamento inovador, sempre voltado para o futuro;
  • Busca incessante pela sustentabilidade;
  • Familiaridade com a tecnologia;
  • Perfil analítico;
  • Afinidade com números e cálculos exatos;
  • Plena capacidade de abstração;
  • Elaborar desenhos com traços claros;
  • Ter uma boa noção multidimensional do espaço disponível;
  • Opinião própria e autoconfiança nas decisões;
  • Excelente relacionamento interpessoal;
  • Saber trabalhar em equipe;
  • Paciência e empatia (comuns a toda profissão);
  • Boa interação multidisciplinar;
  • Boa habilidade para se comunicar de maneira assertiva;
  • Grande poder de persuasão;
  • Habilidades de negociação;
  • Refinado senso estético;
  • Capacidade de gerir processos e pessoas.

Leia também

você pode gostar também

Terapeuta Ocupacional: o que faz, requisitos e salário

Conheça as principais atividades de um Terapeuta Ocupacional, bem como o valor do salário médio desse profissional e as principais exigências para se tornar um.

Fisioterapeuta: o que faz, quanto ganha em média e requisitos

Fique por dentro das principais responsabilidades de um Fisioterapeuta, bem como da sua faixa de ganhos mensais e principais exigências para se tornar um.

Gerente de Supply Chain: o que é, formação e salário médio

Sempre quis trabalhar na área de Suprimentos? Conheça um pouco mais sobre o cargo de Gerente de Supply Chain, bem como o valor do salário e demais particularidades.

Empacotador: o que faz, quanto geralmente ganha e requisitos

Fique por dentro sobre todas as particularidades do cargo de Empacotador e conheça as principais exigências para se tornar um.

Balconista de Loja: o que faz, quanto ganha e exigências da profissão

O Balconista de Loja é um profissional essencial em um estabelecimento comercial. Confira neste texto do que você precisa para se tornar um Balconista de excelência.

Acupunturista: o que faz, formação necessária e média salarial

Você sempre foi fã da secular Medicina Tradicional Chinesa? Então, conheça um pouco mais sobre a função de Acupunturista, que tem uma alta demanda no mercado de trabalho.