5 truques infalíveis para montar um plano de estudos realmente eficaz

Acabou de fazer a inscrição em um concurso público? Conheça cinco truques infalíveis para montar um plano de estudos eficaz.

Estudar para um disputado certame exige que o concurseiro tenha planejamento, organização, foco e muita disciplina. Mas para que ele tenha maiores chances de aprovação, é preciso se valer de uma ferramenta essencial no dia a dia: o plano de estudos.

Leia também

Elaboramos essa matéria que traz cinco dicas infalíveis para você montar um plano de estudos eficaz. Siga todas elas à risca e triplique as possibilidades de começar uma carreira pública de sucesso.

Como montar um plano de estudos

5 dicas para montar um cronograma de estudos eficaz para concurso
Foto: montagem / Pixabay – Canva PRO.

1) Compreenda a sua rotina

A primeira coisa que o concurseiro precisa fazer na hora de montar um plano de estudos eficiente é entender a sua rotina diária. E isso se traduz em saber o tempo gasto com todas as suas atividades como trabalho, afazeres domésticos e compromissos pessoais.

Quando o candidato tem uma melhor compreensão da sua rotina, ele consegue identificar os horários livres que podem destinados aos estudos. Lembre-se de que, muitas vezes, pode ser necessário abrir mão de algumas coisas em prol dos estudos. Se for preciso, faça isso.

Na verdade, para que o seu plano de estudos seja eficiente, você precisa considerar somente as atividades indispensáveis. Além disso, identifique as tarefas que podem ser trocadas por mais algumas horas de estudo ou realizadas com uma frequência menor. A prioridade é o seu aprendizado, lembra?

2) Defina as horas de estudo diárias

Depois que o concurseiro já tem uma noção da sua rotina, é hora de calcular quantas horas estão disponíveis em seu dia. Por exemplo, se você tem duas horas de almoço no trabalho, que tal reservar uma para estudar e a outra para se alimentar e descansar a mente?

Se você identificou que tem três horas livres depois que chega da academia, por exemplo, deve investir pesado nos estudos. O mais importante é dedicar o máximo de tempo em assimilar os conteúdos exigidos pelo edital do concurso.

Um bom plano de estudos exige que o concurseiro defina as horas diárias que serão destinadas a sua aprendizagem. Definiu que vai estudar todos os dias das 19 horas até as 23 horas? Perfeito. Estabeleça esse compromisso consigo mesmo e não deixe de cumpri-lo por nada.

3) Conheça as disciplinas que vai estudar

Agora que você conhece a sua rotina e já definiu os horários que vai se dedicar aos estudos, chegou o momento crucial: conhecer as matérias que vai estudar. Confira o conteúdo programático no edital (se já tiver sido publicado) e separe o material das disciplinas que serão cobradas.

Se porventura o edital ainda não foi lançado, você pode se basear em editais de certames passados, já que os assuntos costumam ser bem parecidos. O tempo é o seu maior aliado, lembre-se disso.

Priorize em seu plano de estudos aquelas matérias que têm maior peso, que você tem maior dificuldade de aprender ou menos conhecimento, além de sempre observar a recorrência de alguns temas. Estudar só aquilo que gosta ou tem mais familiaridade não vale.

4) Defina o seu cronograma de estudos diário

Depois que você seguir as dicas acima, é hora de definir o seu cronograma de estudos diário. Caso a data do concurso já esteja marcada, recomendamos que você saiba quanto tempo disponível terá até o grande dia.

Um cronograma de estudos eficaz consiste na distribuição das matérias cobradas pelo edital ao longo das semanas. Sendo assim, você deve estipular horários fixos para começar a estudar, para as pausas, revisões e terminar os estudos.

Para o seu plano de estudos ficar ainda mais eficiente, faça uma tabela no Excel discriminando todos os seus horários ou momentos de aprendizagem com cada assunto cobrado pelo edital. Lembre-se sempre de estabelecer prioridades.

5) Seja comprometido e tenha regularidade em seu plano de estudos

Para que o seu plano de estudos turbine as suas chances de aprovação no concurso, é preciso que você seja comprometido com ele e tenha regularidade. De nada adianta montar um plano de estudos realista se o concurseiro não estiver disposto a cumpri-lo, certo?

Aqui vale alguns lembretes importantes que têm muito a ver com o compromisso e a regularidade do concurseiro com os estudos:

  • Não fique muitos dias sem estudar (ou rever) um determinado assunto;
  • Dedique um número maior de horas para as disciplinas que você tem mais dificuldade ou não gosta;
  • Priorize sempre os temas que têm maior peso ou que são cobrados com maior frequência em concursos;
  • Jamais se esqueça de revisar os conteúdos estudados no dia anterior.

Leia também


você pode gostar também

“Subir para cima”: 11 exemplos de pleonasmo para evitar no dia a dia

"Subir para cima", "descer para baixo" ou "sair para fora": confira alguns exemplos de pleonasmo para evitar no dia a dia.

Estes 5 sinais mostram se o seu amigo está apaixonado por você

Tem percebido que a pessoa com a qual tem amizade quer algo mais sério contigo, concurseiro? Fique por dentro dos cinco sinais de que o seu amigo está apaixonado por você.

Confira 3 signos que, geralmente, preferem ficar sozinhos

Existem alguns signos que, geralmente, preferem ficar sozinhos e apreciam a solidão mais do que ninguém. Confira quais deles integram a lista.

11 carros incríveis para quem é apaixonado por tecnologia

Se você é fã de carteirinha do universo automotivo, conheça 11 carros incríveis e tecnológicos, com funções incríveis de motorização, conforto e segurança.

Entenda para que realmente serve o lado preto da raquete de ping pong

A raquete de ping pong é um dos principais instrumentos do tênis de mesa, mas nem todas as pessoas conhecem para que realmente serve o lado preto dessa ferramenta.

7 hábitos que realmente podem prejudicar a sua produtividade

Quer realmente ser aprovado em um concurso público e alcançar a tão sonhada estabilidade financeira? Conheça os sete hábitos que prejudicam a sua produtividade e deixam a sua aprovação mais longe.