Palácio da memória: veja 5 truques para aplicar a técnica em sua rotina

Se você está estudando para as provas de um concurso, conheça cinco dicas para a aplicar a técnica do palácio da memória e aumente suas chances de aprovação.

Quando o assunto é memorização de conteúdo, existem várias técnicas disponíveis que auxiliam milhares de concurseiros. Mas uma que é considerada infalível é o palácio da memória. Afinal, a sua aprovação depende do seu nível de conhecimento.

Leia também

Continue a leitura que vamos te explicar o que é o palácio da memória e dar cinco dicas sobre como aplicar essa incrível técnica em sua rotina de estudos. Dificuldades para memorizar algum assunto? Nunca mais.

O que é o palácio da memória?

Conheça 3 exercícios infalíveis para ativar e desenvolver a memória
Foto: montagem / Pixabay – Canva PRO.

Podemos dizer que o palácio da memória é uma poderosa técnica mnemônica usada para auxiliar as pessoas a memorizarem conteúdo. Essa metodologia se base na criação de uma espécie de “reforço” para a memória do estudante.

E isso pode acontecer por meio de símbolos, palavras-chaves, gráficos, esquemas ou frases que tenham relação com o conteúdo que o concurseiro pretende memorizar. O palácio da memória, se bem usado, permite uma associação mais rápida, o que se traduz em assimilação mais efetiva do assunto.

Além disso, os principais benefícios do palácio da memória para os concurseiros são:

  • Armazenar e “encontrar” informações na memória com a máxima eficiência e rapidez;
  • Essa metodologia pode ser usada com outras técnicas de estudos, como o flashcards e mapas mentais;
  • É prefeito para estudantes que precisam relembrar informações de maneira estruturada, como nas provas de concursos públicos;
  • É uma ferramenta simples, já que é necessário apenas a imaginação, visualização e a plena capacidade de fazer as devidas associações.

Saiba como aplicar o palácio da memória

Agora que você sabe o que é o palácio da memória, saiba como fazer um e arrase nas provas do certame.

1) Primeiramente, escolha um local que esteja familiarizado

A primeira coisa que o concurseiro deve fazer é definir um local onde ele vai construir o seu palácio. Uma boa dica é a sua casa ou o seu ambiente de trabalho, já que são dois lugares bem conhecidos.

Depois, é hora de sequenciar a ordem dos ambientes. Imagine-se na porta de entrada e comece a enumerar mentalmente os cômodos. Por exemplo: sala de estar (1), cozinha (2), quarto de casal (3), banheiro (4), lavanderia (5) e por aí vai.

2) Memorize cada ambiente do seu palácio

Agora, você deve escolher um lugar para começar. A porta da frente da sua casa, a portaria principal do prédio onde trabalha ou o portão de entrada do cursinho preparatório, são boas sugestões.

Faça esse trajeto mentalmente por duas ou três vezes, até que esteja bem memorizado. Cada ambiente que você enumerar em sua rota no palácio da memória é chamado de “estação”. Assim fica mais fácil o processo.

3) Escolha conceitos ou palavras que precisa memorizar

O concurseiro precisa ter em mente que o número de conceitos ou palavras deve ser igual ou menor do que o número de estações do seu palácio da memória.

Por exemplo, suponha que você queira memorizar alguma teoria importante. É preciso sintetizar o conceito, separá-lo por palavras e imaginar as estações, enquanto faz o percurso em seu palácio imaginário.

4) Faça as devidas associações com os ambientes do palácio

Chegou a hora do concurseiro associar os conceitos que precisam ser memorizados a cada estação do seu palácio da memória. Uma boa dica para fazer associações eficientes é imaginar uma imagem nítida para cada conceito.

Mesmo que a teoria seja algo abstrato (como os processos químicos, por exemplo), você deve criar uma imagem concreta para fazer essa representação.

Ou seja, para cada palavra que forma o conceito você deve fazer uma associação que faça sentido, entendeu?

5) Revise mentalmente a sua rota com os símbolos associados

Agora é refazer o trajeto dentro do seu palácio da memória até que ele esteja totalmente memorizado. A dica é fazer isso durante três ou quatro dias seguidos, depois duas vezes por semana e novamente a cada 10 dias, em média. O objetivo é fixar tudo em sua mente.

Vamos montar um palácio da memória simples para exemplificar:

  • Suponha que a porta da entrada da sua casa é onde começa o seu palácio;
  • As estações são: sala (1), cozinha (2), banheiro (3), lavanderia (4) e quarto (5);
  • Você precisa memorizar a lista de compras do supermercado (queijo, ovos, óleo de soja, arroz e maçãs);
  • Associe cada produto a uma estação do seu palácio, de forma aleatória;
  • Percorra mentalmente cada ambiente (estação) do seu palácio da memória e tente se lembrar do produto no qual foi feita aquela conexão.

Leia também


você pode gostar também

Estas 7 leis Bizarras já existiram no Brasil; a 5ª é surpreendente

As leis mais estranhas são de autoria das Câmaras Municipais de Vereadores pelo Brasil, onde costuma ter uma aprovação mais fácil.

9 livros emocionantes que vão te deixar inspirado e mais otimista

Precisa de um pouco mais de inspiração e otimismo na sua rotina de preparação para as provas do concurso? Conheça nove livros emocionantes.

Consegue responder? Veja as 5 adivinhas mais DIFÍCEIS do mundo

Se você gosta de desafios, uma boa maneira de se divertir e exercitar o raciocínio ao mesmo tempo é por meio de adivinhas difíceis.

9 coisas que você precisa fazer todo dia para ficar ainda mais inteligente

As coisas que você precisa fazer todo dia para ficar ainda mais inteligente envolvem mudanças na sua rotina para exercitar as habilidades associadas a essa capacidade.

Eleições 2022: posso votar de bermuda e chinelo?

De acordo com as questões estabelecidas pelo TSE, é preciso cumprir determinadas regras no dia de votação com relação às vestimentas. Descubra se é possível votar de bermuda, entre outros detalhes.

Precisa estudar o Código Civil? Advogada lista dicas que ajudam

O Código Civil é um dos conteúdos mais cobrados dentro da matéria de Direito Civil, que possui diversas ramificações.