Como manter a memória ativa? Veja 7 dicas que realmente funcionam

A memória é um recurso que pode ser exercitado ao longo da vida, através de dicas e ferramentas simples que desaceleram a degradação natural dessa função cerebral.

Do ponto de vista biológico, a memória é o mecanismo cerebral que permite adquirir, armazenar, processar e recuperar informações disponíveis, tanto internamente quanto externamente. Nesse sentido, envolve o processamento de experiências, demandando grande energia mental.

Como consequência, é natural que a memória se degrade com o tempo, assim como outras funções orgânicas conduzidas pelo cérebro. Apesar disso, existem práticas que podem ajudar a desacelerar esse processo e manter a memória ativa, também prevenindo enfermidades como Alzheimer. Confira-as a seguir:

7 dicas para manter a memória ativa

1) Faça atividades físicas

A atividade física estimula a formação de novos neurônios, e também desenvolve as respostas cardiovasculares, o que auxilia no bom fluxo sanguíneo para o cérebro. Ademais, estima-se que o exercício regular aumente o volume do hipocampo, responsável pelo armazenamento e processamento de memórias.

No geral, práticas como corrida e natação, combinadas com exercícios como musculação ou pilates são catalisadores de mudanças positivas no organismo. A princípio, uma hora de exercício por dia pode trazer grandes benefícios para o corpo e a mente.

2) Exercite a sua mente

Além das práticas para o corpo, uma forma de manter a memória ativa é exercitar o cérebro. Sobretudo, jogos como xadrez, sudoku ou palavras cruzadas estimulam o raciocínio lógico, a memória, os cinco sentidos e outras funções básicas para manter o sistema nervoso em atividade.

Nesse caso, até os jogos de videogame ou jogos digitais podem ajudar, desde que não haja excesso e estímulos que causem fadiga mental.

3) Realize leituras

A leitura é uma das principais ferramentas para exercitar a mente, pois demanda diferentes habilidades como interpretação, cognição, memória e imaginação.

Desse modo, uma forma de manter a memória ativa é utilizar leituras desafiadoras, como em outros idiomas, para estimular o cérebro a encontrar novas formas de criar sentido.

4) Tenha uma alimentação balanceada

O alimento é o combustível do corpo e da mente, pois é através das substâncias e nutrientes que conseguimos abastecer o organismo para continuar trabalhando corretamente.

Nesse sentido, uma dieta balanceada, com carboidratos, fibras, proteínas e gorduras boas permite com que o cérebro atue de maneira equilibrada.

5) Opte por boas noites de sono

No geral, o sono é o momento em que o cérebro consolida todos os processos realizados ao longo do dia, incluindo o que diz respeito à memória.

Portanto, um sono tranquilo, com horas suficientes e sem interrupções permite com que a mente armazene as informações adquiridas e garante a funcionalidade desse órgão no dia seguinte.

6) Evite o estresse

O estresse é um dos maiores inimigos da memória e de um cérebro saudável, pois degrada as funções orgânicas enviando uma série de sinais de perigo, atenção e cansaço. Como consequência, surge a dificuldade de se concentrar, retendo informações e novas experiências.

7) Visite o médico regularmente

Além de todas essas dicas, as visitas regulares aos médicos permitem a identificação precoce de possíveis problemas à memória e à saúde cerebral. Portanto, consultas anuais e exames rotineiros são fundamentais para garantir a longevidade das funções mentais.

Leia também

você pode gostar também