CNH sem autoescolas pode se tornar realidade em 2023; confira o projeto

Sendo uma proposta já antiga, o Projeto de Lei 6485/2019 volta a ser tema de discussão para obtenção da CNH sem autoescolas.

O Projeto de Lei 6485/2019, feito pela Senadora Kátia Abreu (PP-TO), busca fazer com que deixe de ser obrigatória a realização de aulas práticas nas autoescolas para obter a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) nas categorias A e B.

Leia também

O projeto de Lei já está tramitando e sendo analisado no Senado Federal desde maio deste ano, e, se for aprovado, seguirá para votação na Câmara dos Deputados para mudar o cenário das autoescolas no Brasil.

A justificativa da proposta é que o custo para tirar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) atualmente é bastante alto. Diante disso, grande parte da população brasileira não tem condições financeiras para arcar com as taxas cobradas pelos Departamentos de Trânsito Estaduais (Detran) de cada Estado e com o valor cobrado pelas autoescolas para fazer o Curso Teórico e o de Prática de Direção Veicular.

Veja a seguir o que prevê o projeto de lei para tornar possível ter a habilitação sem o processo realizado nas autoescolas.

CNH sem autoescolas: o que diz o projeto de lei?

De acordo com a Senadora Kátia Abreu, é extremamente importante que as aulas obrigatórias na autoescola para obtenção da CNH, cheguem ao fim imediatamente. Isso porque cerca de 84 milhões de brasileiros que possuem mais de 18 anos de idade não possuem a habilitação por não ter condições financeiras de adquiri-la.

Desse modo, o Projeto de Lei 6485/2019, apresentou o cálculo de que 80% do valor total do processo de habilitação feito nas autoescolas, é referente às aulas práticas e teóricas. Assim, a proposta da senadora é de que estas aulas continuem existindo, mas sem a obrigatoriedade de que seja feita nas autoescolas.

Os altos preços das autoescolas para tirar a CNH, chegam em alguns Estados a R$ 3.000,00, o que vai contra a realidade de muitas famílias que vivem em situação de pobreza no país. Logo, algumas alternativas foram dadas para resolver esse problema.

Como vai funcionar?

Dentro do projeto de lei, a senadora defende a opinião de que os alunos realizem as aulas de forma individual com algum familiar, ou com instrutores independentes que estejam credenciados pelo Detran de cada Estado.

No entanto, para que os instrutores independentes possam preparar seus alunos, é obrigatório que cumpram com os seguintes requisitos: ter mais de 25 anos de idade e ter ao menos três anos de habilitação na categoria de ensino.

Dessa forma, sabendo que 80% do valor total pago pelos alunos é referente a obrigação de frequentar aulas da autoescola e que o preço médio para tirar a CNH pode chegar a R$ 3.000,00, se estas deixarem de existir, seriam economizados aproximadamente R$ 600,00 no processo.

Por fim, mesmo que o projeto de lei não tenha nenhuma estimativa do valor exato da CNH neste modelo de aprendizagem, o PL 6.485/2019 visa a redução no custo para obter a habilitação, que é tão desejada por muitas pessoas.

Leia também


você pode gostar também

Novo remédio passa a ser o mais caro do mundo; valor de R$ 18 milhões

Estima-se que mais de 190 mil pessoas sofram da doença em todo o mundo, por isso este novo medicamento dá esperança para quem pode pagar o valor do fármaco.

Tempestades podem atingir 1,3 mil cidades a partir desta segunda, 28

Inúmeras cidades brasileiras podem ser atingidas por chuvas intensas entre esta segunda (28) e terça-feira (29/11). Veja se a sua região está na lista.

Reforma Tributária deverá ser prioridade do próximo governo em 2023

O plano do novo governo é aprovar a Reforma Tributária no início de 2023, aproveitando propostas já existentes no Congresso Nacional.

Copa do Mundo: Receita Federal terá atendimento diferenciado

Em um primeiro momento, o atendimento diferenciado da Receita Federal somente acontecerá nos jogos do Brasil da primeira fase da Copa do Mundo 2022 do Catar. Saiba mais.

IBGE: expectativa de vida do brasileiro fica mais alta

Em dez anos, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, por meio de seus levantamentos, aponta que a população brasileira ganhou 2,4 anos de vida.

Levantamento mostra quais são as 10 senhas mais usadas no Brasil

A utilização de senhas comuns para acesso em diversos sites pode diminuir a sua segurança digital. Veja quais são as senhas constantemente usadas no Brasil.