Bolsonaro confirma que não haverá reajuste para servidores em 2022

Presidente Jair Bolsonaro afirmou que servidores não terão ganhos salariais ao longo de 2022. Governo cogita aumentar auxílio-alimentação.

O presidente Jair Bolsonaro afirmou que os servidores públicos não terão reajuste salarial no ano de 2022. A declaração ocorreu em frente ao Palácio do Planalto, nesta segunda-feira, dia 13 de junho. Segundo ele, o governo vem tentando aumentar auxílio-alimentação.

Vale lembrar que, inicialmente, o governo havia prometido que daria aumento apenas para servidores do setor de segurança pública. O anúncio gerou insatisfação nas outras áreas, fazendo com que o Ministério da Economia apresentasse uma proposta de reajuste de 5% para todos.

Entretanto, levando em consideração que somente a inflação em 2021 foi de 10,06%, a maior parte dos servidores públicos foi contra.

Servidores não terão reajustes em 2022

De acordo com o presidente Jair Bolsonaro, em 2022 não será possível reajustar os ganhos dos servidores. “Lamentavelmente, não tem reajuste pra servidor. Nós estamos tentando. Tem que vencer legislação eleitoral, dobrar, no mínimo, o valor do auxílio-alimentação”, afirmou o presidente aos jornalistas.

No caso, o aumento do auxílio-alimentação é visto como uma maneira do governo dar uma resposta aos impactos da inflação no bolso dos trabalhadores do setor público. De acordo com jornalistas que cobrem o cotidiano da presidência, Bolsonaro teria se reunido com o ministro da Economia, Paulo Guedes, na busca de uma saída para se pagar o aumento do auxílio.

Ainda na porta do Palácio do Planalto, o presidente voltou a justificar que a crise econômica se deve a fatores externos. Segundo Bolsonaro, a pandemia e a guerra na Ucrânia prejudicaram o país. Ele ainda comparou a situação dos servidores com quem trabalha na iniciativa privada. “Servidor não perdeu nada. Perderam poder aquisitivo? Perderam. A inflação está aí. Está no mundo todo. Infelizmente.”

Anteriormente, em entrevista ao SBT News, ele já havia indicado que possíveis aumentos ficariam somente para o ano de 2023. “Lamento, pelo que tudo indica, não será possível dar nenhum reajuste para o servidor no corrente ano”, apontou Bolsonaro na época.

Leia também

você pode gostar também