Novo RG terá numeração única; veja mudanças e como tirar o documento

Numeração única no novo RG foi instituída pelo governo federal. Veja como a mudança afetará o documento de identidade.

Em março de 2022, o governo federal anunciou o novo RG. O documento possui diversas modificações em relação à versão antiga. Uma mudança que chama a atenção é a numeração única do novo RG. Entenda o que é, o motivo e como funcionará.

Vale lembrar que a nova identidade será emitida em papel de segurança ou em cartão de plástico, terá mais itens de segurança e contará com validade, conforme determina sua lei de criação.

Antes de seguir com a matéria, veja o novo modelo do RG:

novo rg, novo documento de identidade, novo modelo de rg
Foto: Reprodução / Governo Federal – Decreto 10.977/22

Novo RG com numeração única

De acordo com as mudanças realizadas pelo governo federal, o novo RG terá uma numeração única, sendo a mesma do mesmo do Cadastro de Pessoa Física (CPF). Ou seja, RG e CPF compartilharão o mesmo número.

A ideia de reunir o CPF e o RG tem como objetivo dar mais segurança ao documento de identidade, evitando fraudes. Na prática, a versão antiga do RG permitia que cada estado liberasse seus documentos sem que houvesse compartilhamento de dados.

Assim, era possível que uma pessoa emitisse 27 identidades diferentes, uma em cada estado. Por outro lado, o CPF é um registro nacional, onde só é possível que a pessoa tenha um. Portanto, a segurança dele foi entendida como superior ao da antiga carteira de identidade.

Além disso, ao compartilhar o mesmo número que o CPF, o novo RG retira burocracias, pois não será mais necessário decorar novas sequências numéricas, bastando saber uma.

Como pedir o novo RG

O novo RG pode ser solicitado nos mesmos locais de emissão do documento antigo. Geralmente, as secretarias de segurança estaduais são responsáveis pelo assunto. A emissão do documento é gratuita.

Para pedir o novo RG, a o interessado deve levar a certidão de nascimento ou de casamento (versão digital ou impressa) ao local de emissão. Lá, um servidor fará todos os trâmites legais para a obtenção do documento. Quem ainda não passou pelo processo de biometria (coleta de impressão digital), deverá realizar o procedimento na hora.

Por fim, vale ressaltar que o governo federal deu o prazo de um ano para que as instituições responsáveis pela emissão do RG se adequassem às novas normas. Portanto, a partir da primeira semana de março de 2023, somente a versão atualizada da identidade será feita.

Leia também

você pode gostar também