Confira infrações que suspendem a CNH de maneira automática

Motoristas podem ter a CNH suspensa ao atingirem a pontuação máxima, mas também existem multas autossuspensivas.

Várias normas em relação à Carteira Nacional de Habilitação (CNH) estão sendo alteradas, como o aumento do limite de pontos para suspensão do documento. Por isso é importante saber quais infrações podem restringir a sua licença de motorista.

Suspensão da CNH: como funcionam os pontos

O novo Código de Trânsito Brasileiro (CTB) começou a valer em abril deste ano (2021). De acordo com as novas regras, a CNH pode ser suspensa quando o número de multas atingir a pontuação máxima.

Contudo, também existem algumas infrações de trânsito que podem causar essa restrição automaticamente. O valor atual das multas são:

  • Infração leve: 3 pontos e multa de R$ 88,38;
  • Infração média: 4 pontos e multa de R$ 130,16;
  • Infração grave: 5 pontos e multa de R$ 195,23;
  • Infração gravíssima: 7 pontos e multa de R$ 293,47.

Sabendo disso, é preciso perceber também que a suspensão da CNH pode acontecer quando o motorista atingir:

  • 40 pontos sem ter nenhuma infração gravíssima;
  • 30 pontos tendo uma infração gravíssima;
  • 20 pontos tendo duas ou mais infrações gravíssimas.

O CTB define diferentes prazos de suspensão. Por exemplo, quem fica impedido por atingir o limite de pontos deve ficar sem dirigir pelo período de seis meses a um ano. Havendo reincidência em menos de um ano, o prazo de restrição pode chegar a até dois anos.

Multas autossuspensivas: quais são as infrações

Infrações autossuspensivas podem gerar suspensão da CNH por períodos de dois até oito meses. No caso de reincidentes, o prazo pode chegar a até 18 meses. A autoridade de trânsito é quem decide o tempo de impedimento.

Esse prazo é decidido levando em consideração a gravidade da infração, circunstâncias em que a infração aconteceu e os antecedentes do motorista. Veja quais são as multas que suspendem sua carteira automaticamente:

  • Dirigir embriagado;
  • Recusa ao teste do bafômetro;
  • Dirigir ameaçando pedestres ou demais veículos;
  • Disputar corrida e promover racha;
  • Manobra perigosa;
  • Deixar de prestar socorro quando envolvido em acidente;
  • Não adotar medidas de segurança no local de um acidente;
  • Não facilitar a perícia em um acidente;
  • Recusar-se a mover o veículo de um acidente;
  • Não prestar informações para Boletim de Ocorrência em um acidente;
  • Forçar passagem entre veículos;
  • Transpor bloqueio policial;
  • Transitar com mais de 50% da velocidade máxima permitida;
  • Conduzir motocicleta sem capacete com viseira;
  • Conduzir motocicleta com passageiro sem capacete;
  • Conduzir motocicleta com malabarismos e empinando;
  • Conduzir motocicleta com faróis apagados;
  • Conduzir motocicleta com criança menor de 7 anos;
  • Usar veículo para interromper a circulação na via.

Os condutores que tiverem a CNH suspensa deverão fazer um curso de reciclagem. São realizadas 30 horas de aula teórica e, depois, é aplicada uma prova. Aqueles que acertarem pelo menos 70% das questões têm direito à permissão novamente.

Leia também

você pode gostar também