Estudando para concurso: 4 dicas para alcançar a aprovação

Se aquele edital pegou você de surpresa e o seu tempo para estudar é curto, conheça quatro dicas infalíveis que podem ser de grande valia.

Quem está estudando para concurso sabe muito bem que é preciso ter muita dedicação, esforço e foco. Mas nem sempre isso pode ser suficiente para conseguir a tão sonhada aprovação. Por isso, selecionamos quatro dicas incríveis sobre como aumentar as chances de passar nas provas do concurso. Se você quiser começar uma carreira pública de sucesso, basta continuar a leitura.

Veja nossas dicas de estudos para você ser aprovado no concurso

1) Estabeleça um cronograma de estudos

Se você está estudando para concurso e realmente quer ser aprovado, independente de quanto tempo falta para as provas, a primeira coisa a ser feita é um roteiro de estudos. Por meio do edital, você vai ficar sabendo sobre os assuntos que serão cobrados e deve fazer um roteiro de estudos baseado nele.

Anote o seu cronograma em uma agenda, pois isso pode ter dar um melhor entendimento sobre as atividades que devem ser realizadas naquele dia, semana ou mês. E esse panorama geral vai te auxiliar a organizar melhor o seu tempo, que é o maior aliado do concurseiro nesse momento.

Depois de fazer o seu cronograma de estudos, a sua missão agora é elaborar uma lista bem detalhada para cada matéria que precisa ser estudada. Observe bem a quantidade de assuntos que estão sendo exigidos pelo edital, já que você deve dividir o seu tempo disponível para estudar sempre de forma proporcional.

2) Não abra mão de fazer simulados

Muita gente se esquece, mas quem está estudando para concurso deve reservar um tempinho no cronograma de preparação para resolver questões dos certames anteriores. Afinal de contas, é preciso colocar em prática tudo aquilo que você está aprendendo, certo?

E não existe uma maneira melhor de fazer a sua mente reter as informações novas com mais eficiência, do que testando os seus conhecimentos. A dica aqui é: selecione os assuntos que estão sendo cobrados e que você esteja estudando (óbvio) e faça exercícios periodicamente através dos simulados.

Lembre-se de que pouco adianta só estudar e absorver o máximo de conhecimento, sem testá-lo. O concurseiro precisa ter uma noção se o seu aprendizado está sendo efetivo ou não.

Então, não deixe de fazer questões das provas de certames passados. Caso perceba que está errando mais do que acertando, talvez seja o momento de estudar um pouco mais aquele determinado conteúdo.

3) O ambiente de estudos conta muito

Se você está estudando para concurso, é importante dar atenção especial para o seu ambiente de estudos, que precisa ser adequado. Por isso, antes de dar início a sua fase de preparação para as provas do certame, não abra mão de um local que seja propício ao seu aprendizado.

O espaço deve ser bem iluminado, tranquilo, limpo, arejado (para manter a oxigenação constante do cérebro) e oferecer móveis confortáveis que permitam que o seu aprendizado seja ainda mais proveitoso. Em suma, nada pode atrapalhar a sua concentração, em nenhuma hipótese.

Estudar na sala de TV, deitado na cama ou em um cômodo que tenha trânsito intenso de pessoas, pode ser extremamente prejudicial no dia a dia. As distrações são as piores inimigas de qualquer concurseiro que esteja se preparando as provas. Se for possível, deixe o seu celular desligado ou no “modo avião” quando estiver estudando.

4) Escrever para não esquecer

Os candidatos que estão estudando para concurso e focados em passar nas provas, precisam adotar essa técnica, que costuma ser infalível. Para fixar o conteúdo necessário em sua mente é preciso anotar (à mão e com suas próprias palavras) os principais pontos de cada disciplina que está sendo estudada.

Quando você faz isso, as informações ficam retidas por mais tempo no cérebro, já que ele entende que aquilo é algo importante que não deve ser esquecido.

Além disso, o simples ato de escrever aumenta o raciocínio cognitivo e desenvolve a criatividade. Por isso, por mais que seja algo trabalhoso, conte sempre com o bom e velho caderno de anotações, fechado?

Não importa se você vai fazer tópicos, resumos, esquemas, uso de palavras-chave, mapas mentais, fichas ou desenhos. Desde que as suas anotações façam sentido e sejam passíveis de entendimento posterior, está valendo concurseiro.

Lembre-se: quanto mais você escrever, maiores serão as chances de aprender ainda mais. E é esse o seu objetivo.

Agora é colocar as nossas dicas em prática e aumentar as chances de aprovação, principalmente se estiver estudando para concurso já há bastante tempo. Boa sorte.

Leia também


você pode gostar também

Validade de concursos: como esse prazo afeta os concurseiros?

Entenda como funciona a validade de concursos públicos e saiba como esse prazo afeta a vida de todo concurseiro aprovado.

Estas 5 profissões antigas voltaram à moda no país e ganharam relevância

Conheça cinco profissões antigas que voltaram a ganhar espaço e relevância no mercado de trabalho brasileiro.

Concurso INSS: veja 5 dicas infalíveis para aplicar durante os estudos

As dicas infalíveis para aplicar durante os estudos do concurso INSS permitem que o concurseiro tenha mais organização nas etapas de aprendizagem e revisão do conteúdo.

Veja 5 coisas que você não pode colocar no seu currículo em 2022

Está procurando emprego? Saiba o que não colocar no currículo em 2022 e aumente as chances de ser convocado para uma entrevista.

5 profissões que pagam bem aos que desejam ter jornada de 20 horas semanais

Se você sempre sonhou em ter um alto salário mas sem trabalhar demais, conheça cinco profissões que pagam bem e trabalham pouco.

Profissões de Humanas: veja os 5 cargos mais bem pagos do Brasil

Sonha em começar uma carreira que paga um alto salário? Conheça cinco profissões de Humanas que podem transformar isso em realidade.