Estas 3 técnicas de estudo são desconhecidas mas funcionam bem

Está querendo passar nas provas do concurso? Conheça três técnicas de estudo que são desconhecidas, mas funcionam bem.

Quando o assunto é aprender conteúdo para as provas de um certame, as técnicas de estudo precisam ser levadas em consideração pelo concurseiro. Afinal, estudar sem uma metodologia específica não é o mais recomendado.

Leia também

Esse artigo vai te apresentar três técnicas de estudo que são desconhecidas por muitos, mas que costumam funcionar bem, desde que sejam usadas da forma correta. Curioso para conhecer quais são elas? Basta continuar a leitura até o final.

Técnicas de estudo desconhecidas que vão ajudar a melhorar seus estudos

1) Personalização

Essa é uma das técnicas de estudo que muita gente desconhece, mas que funcionam bem. Antes de colocar a mão na massa, o concurseiro deve personalizar o seu método de estudo. Ou seja, ele deve encontrar a metodologia de aprendizagem que mais combina com o seu perfil.

Existem pessoas que são mais “visuais”, ou seja, que aprendem com mais facilidade através da leitura ou escrita. Já outras, preferem aprender somente ouvindo. E ainda há quem prefira aprender por meio da prática em si. Não importa qual seja a sua maneira, o que vale é aprender de verdade, certo?

Quando falamos em personalização, é necessário que o concurseiro identifique qual é o horário que ele é mais produtivo. Pela manhã, na parte da tarde, à noite ou de madrugada? O mais importante é que ele consiga identificar isso e estude dentro desse período, já que o seu aprendizado será mais efetivo.

O fato é que o concurseiro deve personalizar a sua forma de estudar para as provas. Somente assim, ele vai conseguir aprender o conteúdo que precisa. Lembre-se de que o que funciona para uns nem sempre vai funcionar contigo. Acha que aprende melhor ouvindo música clássica de madrugada e fazendo pilhas de exercícios? Manda bala.

2) Estudo intercalado

Outra das técnicas de estudo que muita gente desconhece e que funciona bem quando o assunto é aprender, é o estudo intercalado. Por exemplo, o concurseiro pode estudar duas horas seguidas, com o máximo de foco, e depois descansar por 15 minutos.

Mesmo que a sua resistência aumente com o tempo, é fundamental fazer os intervalos, já que o seu cérebro precisa desse período para assimilar o que aprendeu e, acima de tudo, se manter mais elástico. Intercalar estudo com descanso é uma estratégia interessante na hora de aprender algum assunto.

A vantagem do estudo intercalado é que ele possibilita o aprendizado efetivo do concurseiro, já que o mesmo vai estudar durante um período e descansar a mente logo em seguida. Para uma maior produtividade, recomenda-se intercalar disciplinas diferentes no mesmo dia.

Por exemplo, você pode estudar uma disciplina da área de Exatas na parte da manhã e outra de Humanas no período da tarde. Estudar o dia inteiro (por várias horas seguidas) o mesmo assunto ou conteúdos semelhantes pode sobrecarregar a sua mente, além de ser cansativo para o concurseiro. Lembre-se disso, fechado?

3) Técnicas de estudo: gravar sua própria explicação

Essa também é outra das técnicas de estudo que são desconhecidas, mas que também funcionam bastante. Por mais que pareça estranho, gravar a sua própria explicação sobre o conteúdo que aprendeu, para escutá-la depois, faz a mente assimilar as informações com uma eficácia muito maior.

Funciona da seguinte forma: depois que você acabar de estudar o conteúdo necessário, explique para si mesmo (ou para um amigo) em voz alta e observe se a sua explicação está passível de entendimento. Depois, pegue o seu celular ou outro dispositivo eletrônico e grave a sua explicação.

Explique, com suas próprias palavras, tudo aquilo de importante que aprendeu. “Organizar” o conteúdo estudado usando o seu próprio vocabulário consegue ter uma maior eficiência do que simplesmente ler. E o fato de escutar (por várias vezes) a mesma gravação, pode estimular a memorização de uma forma mais contundente.

Além disso, quando o concurseiro grava a sua explicação, ele pode escutá-la a hora que bem entender. Seja durante a malhação na academia, no trânsito, no intervalo do trabalho, enquanto arruma a casa, apronta para sair ou até durante a faxina de sábado.

Se você for daqueles que têm o perfil que aprendem melhor por meio da escuta (auditivos), esse método é perfeito para garantir uma assimilação efetiva do assunto que foi estudado. Não perca tempo e invista nele.

Agora é escolher uma das técnicas de estudo mais combina com você e usá-la da melhor maneira. O que não vale é usar uma metodologia diferente a cada dia, pois isso não vai aprimorar em nada o seu aprendizado para as provas do concurso. Boa sorte.

Leia também


você pode gostar também

7 grandes filmes da Netflix que podem transformar a sua vida

Anda meio sem motivação para prosseguir com os estudos para as provas do concurso? Conheça sete filmes da Netflix que podem te inspirar.

Tem inglês fluente? Veja 5 profissões ideais para você e que pagam bem

Se você domina bem a língua inglesa, conheça cinco profissões que exigem inglês fluente e que pagam bem.

Dias contados: estes 11 carros vão SAIR de linha a partir de 2023

Os carros que vão sair de linha a partir de 2023 incluem modelos populares e de grande adesão dos brasileiros, como é o caso do Volkswagen Gol e do Fiat Uno.

Garçonete recebe gorjeta de R$ 15,5 mil e chora de tristeza depois. Saiba o motivo

Esta gorjeta acabou indo parar nas barras dos tribunais e envolve a garçonete, o cliente e o restaurante. Confira a matéria completa!

Concurso INSS: qual a nota mínima para ser aprovado nas provas?

As regras e normas do concurso INSS estão previstas no edital, onde os candidatos podem acessar as informações sobre qual a nota mínima para ser aprovado nas provas objetivas.

Pensão alimentícia: definição, principais regras e novas mudanças

Está estudando para um disputado certame da área jurídica? Conheça as particularidades da pensão alimentícia, que faz parte do conteúdo programático de vários editais.