Estas 5 técnicas infalíveis te darão mais inteligência emocional

Se você procura uma forma de desenvolver ainda mais a sua inteligência emocional, conheça cinco dicas infalíveis.

Saber lidar com as emoções e sentimentos de uma forma racional nem sempre é algo fácil, já que estamos rodeados de situações adversas. Além disso, a convivência diária é um baita desafio, já que somos seres humanos pensantes e errantes. Por isso, se você quer ter mais inteligência emocional, fique por dentro das nossas cinco dicas e tenha mais sucesso em todos os âmbitos da sua vida.

O que é inteligência emocional?

Podemos dizer que inteligência emocional é quando uma pessoa consegue identificar as suas emoções e sentimentos com uma certa facilidade.

Não se trata de possuir conhecimentos de cunho científico, acadêmico ou intelectual, mas sim de reconhecer e, sobretudo, lidar com os sentimentos e emoções mais latentes, através do pleno desenvolvimento de determinadas habilidades comportamentais.

Dicas para ter mais inteligência emocional

1) Tenha mais autoconhecimento

Para você ter mais inteligência emocional, a primeira coisa a se fazer é investir em autoconhecimento. É preciso aprender a observar todas as suas emoções como tristeza, raiva, medo, ansiedade, alegria, encantamento, amor, entre outras.

O autoconhecimento vai permitir ter total consciência de quando você está sentindo uma determinada emoção e identificá-la. Além disso, quando você se conhece a fundo, é possível reconhecer suas emoções e saber qual é a influência delas em suas ações.

Por isso, uma pessoa que investe em autoconhecimento conhece e sabe analisar todas as emoções e ações que são oriundas dos estímulos externos. Quando nos conhecemos melhor, não “sufocamos” nossas emoções. Ao contrário, as usamos em nosso favor de uma forma sensata.

2) Saiba dominar suas emoções

Um bom domínio emocional é importantíssimo para termos atitudes mais inteligentes que não vão nos trazer consequências negativas no futuro. Sendo assim, comece a observar a sua reação quando for acometido por determinada emoção e como isso pode afetar a sua vida.

Não é algo fácil e exige muito treino e paciência. Na verdade, é preciso criar uma espécie de conexão com suas emoções e jamais menosprezá-las.

Quando dominamos todas as nossas emoções de maneira inteligente, seguramente, as nossas decisões poderão ser bem mais assertivas. Lembre-se de que as emoções, na maioria das vezes, vêm acompanhadas de sensações físicas que são fáceis de serem percebidas.

3) Motive-se diariamente

Um dos principais fundamentos da inteligência emocional é uma maior automotivação diária. Quando existe uma motivação positiva, os indivíduos ficam com mais coragem e ânimo para encarar os desafios do dia a dia.

Por isso, que tal buscar dentro do seu íntimo os reais motivos pelos quais está fazendo algo? A motivação é o guia dos estímulos mais positivos que podem existir.

Por exemplo, se você está estudando para as provas de um concurso público, estabeleça metas e desafios diários (realistas), para que se sinta sempre motivado a estudar a ainda mais. Somente dessa forma, o seu potencial de realização será totalmente liberado.

4) Não tenha receio de se expressar

Para que a inteligência emocional seja alcançada em sua totalidade, é fundamental que você não tenha medo de expressar suas opiniões, já que essa é uma condição indispensável para que o equilíbrio seja mantido.

Afinal, essa importante habilidade tem a ver com a forma como os nossos pensamentos são racionalizados. Por isso, se você tem medo de expressar aquilo que está sentindo, mesmo que sejam emoções mais íntimas, poderá haver um prejudicial desequilíbrio dentro da sua mente.

Além disso, a maneira mais sensata de evitarmos os desagradáveis conflitos pessoais, é expressando opiniões e sentimentos. Mas vale ressaltar que, acima de tudo, eles precisam ser verdadeiros, independente da complexidade da situação.

5) Pratique a empatia

Por fim, para se ter mais inteligência emocional é preciso desenvolver uma habilidade comportamental extremamente importante no mundo de hoje: a empatia.

Colocar-se no lugar de uma outra pessoa sempre procurando compreender suas emoções e sentimentos, auxilia a desenvolver a tolerância, compreensão e paciência. Afinal, não existe nada melhor para compreender uma outra pessoa do que se colocar na pele dela, certo?

Pessoas com um alto nível de empatia conseguem compreender mais facilmente as necessidades, falhas e limitações alheias, bem como as qualidades e talentos. Dessa forma, o respeito mútuo acaba acontecendo de forma natural.

O mais interessante é que o autoconhecimento é o principal combustível da empatia, ou seja, quanto mais conhecemos nossas emoções e sentimentos, com mais facilidade conseguimos fazer isso com os outros.

Viu como não é assim tão complicado desenvolver a inteligência emocional? Se você seguir as cinco dicas acima, poderá notar uma considerável melhora em sua vida pessoal e profissional.

Leia também


você pode gostar também

Validade de concursos: como esse prazo afeta os concurseiros?

Entenda como funciona a validade de concursos públicos e saiba como esse prazo afeta a vida de todo concurseiro aprovado.

Estas 5 profissões antigas voltaram à moda no país e ganharam relevância

Conheça cinco profissões antigas que voltaram a ganhar espaço e relevância no mercado de trabalho brasileiro.

Concurso INSS: veja 5 dicas infalíveis para aplicar durante os estudos

As dicas infalíveis para aplicar durante os estudos do concurso INSS permitem que o concurseiro tenha mais organização nas etapas de aprendizagem e revisão do conteúdo.

Veja 5 coisas que você não pode colocar no seu currículo em 2022

Está procurando emprego? Saiba o que não colocar no currículo em 2022 e aumente as chances de ser convocado para uma entrevista.

5 profissões que pagam bem aos que desejam ter jornada de 20 horas semanais

Se você sempre sonhou em ter um alto salário mas sem trabalhar demais, conheça cinco profissões que pagam bem e trabalham pouco.

Profissões de Humanas: veja os 5 cargos mais bem pagos do Brasil

Sonha em começar uma carreira que paga um alto salário? Conheça cinco profissões de Humanas que podem transformar isso em realidade.