Concurso TCE SP: Edital em breve; iniciais de até 15,9 mil

Concurso TCE SP (Tribunal do Contas do Estado de São Paulo) já teve a sua banca contratada. Edital de abertura deve ser publicado em breve. Saiba mais.

Um novo concurso TCE SP (Tribunal do Contas do Estado de São Paulo) já está confirmado e o edital poderá sair em breve. Serão ofertadas vagas imediatas para cargos da carreira de TI do órgão público. Apesar de a Fundação Getúlio Vargas (FGV) ter sido escolhida como a banca organizadora no início do ano, o contrato só foi formalizado pelo Diário Oficial da União no dia 24 de julho de 2023.

continua depois da publicidade

O contrato também prevê que o concursos TCE SP será homologado em até 180 dias. Ou seja, é possível que o edital de abertura seja liberado ao longo das próximas semanas para que o prazo seja devidamente cumprido. Vale destacar que, atualmente, existem mais de 180 cargos vagos no quadro de pessoal do órgão público. Muitos concurseiros já estavam aguardando o novo certame devido aos salários atrativos.

Em nossa matéria, você confere mais detalhes a respeito do concurso TCE SP, como editais anteriores, o que caíram em provas passadas, cargos com oferta de vagas e requisitos mínimos para ingressar na disputa. Aproveite o conteúdo, mas também não deixe de realizar os nossos simulados para que a sua preparação seja completa. As questões são gratuitas e podem ser encontradas em nossa seção de simulados.

Concurso TCE SP: situação atual do novo certame

Leia também

De acordo com os prazos estabelecidos no contrato com a banca organizadora, o edital do novo concurso TCE SP deve sair ainda neste ano. Os candidatos poderão se inscrever em vagas para os cargos de Agente da Fiscalização - TI e Auxiliar Técnico da Fiscalização, que contam com requisitos diferentes. Lembrando que a FGV foi contratada para ser a banca organizadora do novo certame.

continua depois da publicidade

A empresa geralmente é temida pelas concurseiros por aplicarem provas que se adaptam ao contexto de cada órgão público. No entanto, a FGV geralmente conta com questões de múltipla escolha e uma prova discursiva para avaliar conhecimentos técnicos. Ela costuma contemplar quase todos - ou todos - os itens dos conteúdos programáticos, sendo que os enunciados são longos e complexos.

O concurso TCE SP mais recente foi realizado em 2017 com 133 vagas para Agente da Fiscalização (geral) e Agente da Fiscalização (Administração). Toda a organização ficou sob a responsabilidade da banca Vunesp. Agora, o último certame para a área de TI ocorreu em 2015 e, na época, 38 candidatos foram convocados para executar as funções correspondentes no TCE SP.

continua depois da publicidade

Entramos em contato com a assessoria do órgão para obter mais informações sobre o novo concurso TCE SP. Como resposta, só nos informaram que a atualização mais recente diz respeito à contratação da banca organizadora. O edital, segundo a assessoria, ainda não tem prazo para ser publicado. Confira a mensagem na íntegra:

Resposta da assessoria de comunicação do TCE SP

Edital ainda não tem prazo para ser lançado. Foto: Concursos no Brasil

Concurso TCE SP: déficit de servidores

Conforme dados atualizados em junho pelo Portal da Transparência, 1.880 servidores do TCE SP estão ativos e 1.127, inativos. Confira quais deles estão com déficit de profissionais devido às vagas não providas no órgão público:

Agente da Fiscalização: 6 vagas;
Agente da Fiscalização - Administração: 3 vagas;
Agente da Fiscalização - Assistente Social: 2 vagas;
Agente da Fiscalização - Dentista: 3 vagas;
Agente da Fiscalização - Enfermeiro: 3 vagas;
Agente da Fiscalização - Médico: 4 vagas;
Agente da Fiscalização - TI: 6 vagas;
Assessor de Transporte e Segurança: 11 vagas;
Assessor Técnico: 1 vaga;
Assessor Técnico de Gabinete I: 6 vagas;
Assessor Técnico de Gabinete: 2 vagas;
Assessor Técnico-Procurador: 3 vagas;
Auxiliar Técnico da Fiscalização: 127 vagas;
Auxiliar Técnico da Fiscalização - Enfermagem: 2 vagas;
Auxiliar Técnico da Fiscalização - Odontologia: 3 vagas;
Auxiliar Técnico da Fiscalização - TI: 3 vagas;
Chefe Técnico da Fiscalização: 2 vagas.

continua depois da publicidade

Concurso TCE SP: cargos confirmados

De acordo com o contrato firmado junto à banca organizadora, a ideia do concurso TCE SP é suprir as vacâncias para os cargos de Agente da Fiscalização - TI e Auxiliar Técnico da Fiscalização. As duas carreiras acumulam nove vagas livres para preenchimento, mas o quantitativo oficialmente somente será divulgado com o edital de abertura da seleção. Confira todos os detalhes a respeito dos cargos confirmados:

Auxiliar Técnico da Fiscalização - TI

  • Requisitos: nível médio com habilitação em Informática;
  • Atribuições: executar atividades rotineiras e técnicas de suporte às soluções de Tecnologia da Informação e Comunicação do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo e outras atividades correlatas;
  • Jornada: possivelmente 40 horas semanais;
  • Remuneração prevista no concurso TCE SP: R$ 7.283,72.

Agente da Fiscalização - TI

  • Requisitos: nível superior na área de Computação e Informática e dois anos de experiência profissional comprovada na área de atuação;
  • Atribuições: planejar e incrementar a automação e a integração dos processos de trabalho e dos dados das unidades do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo; manter e gerenciar a utilização da metodologia e dos padrões aplicados nas modelagens, nos projetos e nas estruturas de dados do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo; participar nos projetos de aquisição de novos sistemas aplicativos; dar suporte técnico no treinamento e capacitar os usuários na utilização dos sistemas aplicativos das atividades meio e fim do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo, e outras atividades correlatas;
  • Jornada: possivelmente 40 horas semanais;
  • Remuneração prevista no concurso TCE SP: R$ 15.986,81.

Último concurso TCE SP ocorreu em 2017

O edital anterior do concurso TCE SP foi lançado em 2017 pela Vunesp com a oferta de 133 vagas, sendo distribuídas para para Agente da Fiscalização (geral, sem especialização) e Agente da Fiscalização (especialidade de Administração). Era necessário ter curso superior na área pretendida para concorrer às vagas. A distribuição das oportunidades foi definida da seguinte maneira:

Distribuição das vagas no concurso TCE SP de 2017

Houve reserva de vagas para candidatos PcDs. Foto: edital do concurso TCE SP 2017

As provas objetivas do último concurso TCE SP foram compostas por 80 questões de múltipla escolha, contemplando as disciplinas de Língua Portuguesa, Raciocínio Lógico, Informática e Conhecimentos Específicos. Foi considerado habilitado o candidato que acertasse, no mínimo, 50% da totalidade das questões da etapa objetiva.

Último concurso TCE SP para TI ocorreu em 2015

Também organizado pela Vunesp, o último concurso TCE SP para a carreira de TI ocorreu em 2015 e ofertou 31 vagas efetivas para Auxiliar da Fiscalização Financeira II – Informática, Agente da Fiscalização Financeira – Informática (Área de Infraestrutura de TI e Segurança da Informação) e Agente da Fiscalização Financeira – Informática (Área de Sistemas, Gestão de Projetos e Governança de TI).

Na época, mais de 11 mil pessoas se inscreveram para o concurso TCE SP. Era necessário cumprir algumas exigências mínimas para além do requisito escolar, no caso de investidura do cargo:

  • Ser brasileiro nato ou naturalizado ou português em condições de igualdade de direitos com os brasileiros; em caso de nacionalidade portuguesa, estar amparado pelo estatuto de igualdade entre brasileiros e portugueses, com reconhecimento de gozo dos direitos políticos, nos termos do § 1º, artigo 12, da Constituição da República;
  • Ter idade mínima de 18 anos completos;
  • Estar quite com as obrigações do Serviço Militar, para os candidatos do sexo masculino;
  • Estar quite com as obrigações eleitorais e com o CPF (Cadastro de Pessoa Física) regularizado;
  • Entregar os documentos comprobatórios de escolaridade/formação acadêmica e de experiência profissional;
  • Ter aptidão física e mental para o exercício das atribuições do respectivo cargo, comprovadas no exame médico a ser realizado pelo Departamento de Perícias Médicas do Estado de São Paulo;
  • Não registrar antecedentes criminais, achando-se no pleno exercício de seus direitos civis e políticos;
  • Ter cumprido os prazos estabelecidos nos artigos 254 e 307, parágrafo único, ambos da Lei Estadual nº 10.261/1968 (Estatuto dos Funcionários Públicos Civis do Estado), com a redação dada pela Lei Complementar Estadual nº 942/2003, referentes a penas disciplinares sofridas no exercício de cargo, função ou emprego públicos. Esses prazos também devem ser observados no caso de candidatos penalizados no âmbito de outros entes federativos, começando a contar o período – em quaisquer das hipóteses – do primeiro dia útil da data da publicação da penalidade disciplinar em periódico oficial até o dia do término das inscrições conforme estabelecido no edital do concurso TCE SP.

A taxa de inscrição no concurso TCE SP foi de R$ 65,00 para o cargo de Auxiliar da Fiscalização Financeira II – Informática e R$ 86,70 aos demais. Por sua vez, a isenção integral do pagamento pode ser solicitada pelos candidatos que tivessem sido doadores de sangue a órgão oficial ou entidade credenciada pela União, estados ou municípios. Número mínimo de três doações em período de 12 meses.

Provas objetivas no concurso TCE SP, realizado em 2015

Com duração de 4h30, as provas objetivas do concurso TCE SP foram realizadas na cidade de São Paulo - SP. Todos os candidatos tiveram que se preparar para as seguintes disciplinas:

  • 8 questões de Língua Portuguesa;
  • 4 questões de Língua Inglesa;
  • 8 questões de Raciocínio Lógico-Matemático;
  • 60 questões de Conhecimentos Específicos.

Foi considerado habilitado aquele candidato que obtivesse, no mínimo, a nota padronizada de 50,00 pontos. No caso de empate da nota final, os seguintes critérios de preferência seriam adotados (sucessivamente):

  1. Tivesse idade igual ou superior a 60 anos, conforme estabelece a Lei nº 10.741, de 1º de outubro de 2003 (Estatuto do Idoso), sendo considerada para tal fim a data da aplicação das provas;
  2. Tivesse maior número de acertos nas questões de Conhecimentos Específicos;
  3. Tivesse maior número de acertos nas questões de Língua Portuguesa;
  4. Tivesse maior número de acertos nas questões de Raciocínio LógicoMatemático;
  5. Tivesse sido, comprovadamente, jurado, nos termos do disposto no artigo 440 do Código de Processo Penal (Decreto-Lei nº 3.689/1941), alterado pela Lei Federal nº 11.689/2008, conforme disposto nos itens 8.3. até 8.3.3. deste Edital;
  6. Persistindo o empate, mesmo depois de aplicados os critérios de desempate previstos, teria preferência o candidato de maior idade, sendo considerada para tal fim a data da aplicação das provas do concurso TCE SP.

Concurso TCE SP: o que geralmente cai nas provas?

É possível ver um notebook no fundo. Destaque da imagem para texto: concurso TCE - SP

Vagas serão destinadas para carreiras de TI. Foto: Pixabay / montagem Concursos no Brasil

Conforme o edital do concurso TCE SP realizado em 2015, o conteúdo programático variou conforme a especialidade pretendida. Apresentamos, a seguir, os itens que caíram nas provas do cargo de Agente da Fiscalização Financeira – Informática (Área de Sistemas, Gestão de Projetos e Governança de TI).

Vale a pena conferir na íntegra porque parte do conteúdo programático pode ser reaproveitado no novo concurso TCE SP, com edital previsto para este ano de 2023.

Conhecimentos Básicos no concurso TCE SP

  • Língua Portuguesa: Leitura e interpretação de diversos tipos de textos (literários e não literários). Sinônimos e antônimos. Sentido próprio e figurado das palavras. Pontuação. Classes de palavras: substantivo, adjetivo, numeral, pronome, verbo, advérbio, preposição e conjunção: emprego e sentido que imprimem às relações que estabelecem. Concordância verbal e nominal. Regência verbal e nominal. Colocação pronominal. Crase;
  • Língua Inglesa: Compreensão de textos técnicos da área de Computação e Informática. Itens gramaticais relevantes para a compreensão dos conteúdos semânticos. Obs.: Os textos serão apresentados na língua inglesa e as perguntas formuladas na língua inglesa;
  • Raciocínio Lógico-Matemático: Matemática. Operações com números reais. Mínimo múltiplo comum e máximo divisor comum. Razão e proporção. Porcentagem. Regra de três simples e composta. Média aritmética simples e ponderada. Juro simples. Equação do 1º e 2º graus. Sistema de equações do 1º e 2º graus. Relação entre grandezas: tabelas e gráficos. Sistemas de medidas usuais. Raciocínio Lógico. Estrutura lógica de relações arbitrárias entre pessoas, lugares, objetos ou eventos fictícios; deduzir novas informações das relações fornecidas e avaliar as condições usadas para estabelecer a estrutura daquelas relações. Compreensão e elaboração da lógica das situações por meio de: raciocínio verbal, raciocínio matemático, raciocínio sequencial, orientação espacial e temporal, formação de conceitos, discriminação de elementos. Compreensão do processo lógico que, a partir de um conjunto de hipóteses, conduz, de forma válida, a conclusões determinadas.

Conhecimentos Específicos no concurso TCE SP

  • Noções de Arquitetura Computacional: Plataformas de hardware (alta, média e baixa); Organização e arquitetura de computadores: componentes básicos de 29 hardware e software, sistemas de entrada e saída, sistemas de numeração e codificação, aritmética computacional, arquitetura de computadores RISC e CISC e características dos principais processadores do mercado. Sistemas Operacionais: Gerência de processos, memória, dispositivos de I/O; Conceitos de concorrência, paralelismo, Cluster e computação em grade (grid); “cloudcomputing”; Sistemas de arquivos; Características dos sistemas operacionais corporativos da família Windows e Linux: Fundamentos, administração e comandos básicos. Linguagens de programação, compiladores e interpretadores: Software proprietário x livre: conceito, tipos de licença.Servidores: Arquiteturas de Storage SAN, NAS e DAS. Serviços DHCP e WINS. Alta Disponibilidade: Soluções de Armazenamento RAID, SAN, NAS e DAS. ILM – Information Lifecycle Management. Virtualização e Clusterização de servidores. Balanceamento de carga. Contingência e continuidade de operação;
  • Noções de Redes de Computadores: Comunicação de dados: tipos e meios de transmissão, cabeamento estruturado, padrões Ethernet, topologias de redes de computadores, Internet, Intranet, modelo de referência OSI e arquitetura TCP/IP: endereçamento IP, máscara de rede, protocolos (IP, UDP, TCP, FTP, SMTP); Elementos de interconexão de redes de computadores (hubs, bridges, switches, roteadores, gateways); Configuração e gerenciamento de serviços de rede Windows e Linux: DNS, DHCP, FTP, Active Directory, Terminal Service, servidores WEB, servidores de arquivos, serviço de diretório LDAP e serviço de impressão em rede; Gerenciamento de redes de computadores: conceitos, protocolo SNMP, agentes e gerentes, gerenciamento de dispositivos de rede, servidores e aplicações e qualidade de serviço (QoS); Tecnologias de redes de longa distância; Voz sobre IP: conceitos, arquiteturas, protocolos; Redes sem fio (wireless): conceitos e protocolos (802.1x, EAP, WEP, WPA, WPA2);
  • Segurança da Informação: Conceitos básicos: confidencialidade, disponibilidade, integridade, segregação de funções, vulnerabilidade, risco e ameaça; Classificação da informação; Single sign-on; Prevenção e tratamento de incidentes; Projeto e arquitetura de segurança: Modelos de segurança, princípios de contramedida; Operação de Segurança: proteção de recursos, resposta a incidentes, CSIRT, resposta e prevenção de ataques, gerenciamento de vulnerabilidades e patches; Segurança física: considerações sobre segurança em projetos de infraestrutura física, perímetro de segurança e segurança interna;
  • Microinformática para Desenvolvedores / Recursos de automação: utilização de formulários, macros, programação e conectividade (VBA, VSTO, Linha de Comando, Scripts) envolvendo: Ambiente operacional de estações-cliente (Windows e Linux); Automação de Escritório (MS-Office e LibreOffice); Acesso a Redes de Computadores (mecanismos de autenticação); Protocolos e Serviços de Internet: Correio Eletrônico: endereços, utilização de recursos típicos; World Wide Web (IE, Firefox e Chrome): browsers e serviços típicos, mecanismos de busca;
  • Engenharia de Software: Fundamentos - Conceitos gerais e disciplinas da engenharia de software; Ciclo de vida de software; Processos de desenvolvimento de software; UML: visão geral, modelos e diagramas; Processo Unificado (conceitos gerais do UP, disciplinas, fases, papéis, atividades, artefatos); Processos e práticas ágeis de desenvolvimento de software, com ênfase no SCRUM. Engenharia de Requisitos - Conceitos básicos; Técnicas de elicitação de requisitos; Gerenciamento de requisitos; Especificação de requisitos; Técnicas de validação de requisitos; Prototipação; Usabilidade. Análise de Requisitos e Projeto de Software - Análise e projeto orientado a objetos com notação UML; Projeto de aplicações corporativas para ambiente Web, cliente/servidor em camadas, desktop e mobile; Interconectividade e interoperabilidade com ênfase em orientação a serviços; Ferramentas CASE. Desenvolvimento de Software - Implementação: Arquitetura e Construção de Software; Manutenção de Software e Gerência de Configuração: Técnicas de manutenção, Versionamento de artefatos e rastreabilidade. Qualidade de Software: Métricas de Software, Gerência da Qualidade do Processo e do Produto, Melhoria dos processos de software com ênfase em CMMI e MPS.BR; Testes de Software: Tipos de testes (Unidade, Integração, Funcional, Aceitação, Carga, Desempenho, Vulnerabilidade, Usabilidade), Técnicas de testes, Verificação e Validação. Conceitos de Desenvolvimento de Software Seguro: Ciclo de vida e desenvolvimento de sistemas. Estimativa de Esforço - Análise por pontos de função: Conceitos básicos e aplicações; Contagem em projetos de desenvolvimento: IFPUG e Nesma; Contagem em projetos de manutenção: IFPUG, Nesma e uso de deflatores;
  • Implementação de Software: Padrões ou Estilos de Arquitetura: baseada em Camadas, Componentes, Dutos e Filtros, Eventos, Repositório; orientada a Serviços, a Modelos, a Objetos; do tipo Distribuída (Broker), Cliente-Servidor, Peer-to-peer (P2P), MVC, Microkernel, Clusterizada e Blackboard. Padrões de Projeto: Padrões de criação - Abstract factory, Builder, Factory method, Prototype, Singleton; Padrões estruturais - Adapter, Bridge, Composite, Decorator, Facade, Flyweight, Proxy; Padrões comportamentais - Chain of responsibility, Command, Interpreter, Iterator, Mediator, Memento, Observer, State, Strategy, Template method, Visitor;
  • Ambientes Corporativos de Desenvolvimento: Plataforma Java / JEE: Máquina Virtual Java (JVM); Ambientes integrados Tomcat/Jboss; Conceito de servidor de aplicação; Containers web e EJB; Java Server Pages (JSP); Java Server Faces (JSF), Facelets, Filtros e Servlet; Enterprise JavaBeans 3 (EJB); Java Persistent Architecture (JPA); Java Database Conectivity (JDBC); Java Messaging System (JMS); Frameworks (Spring, Struts, Hibernate, Jasper Reports/iReports); Web Services SOAP e REST; Portlets (JSR 168 e JSR 286); Segurança e Desempenho em Aplicações JEE. Plataforma dotNET: Características e Estrutura - Ambiente Comum de Execução - CLR, Sistema Comum de Tipos - CTS, Especificação Comum de Linguagem - CLS, ActiveX Data Objects - ADO.NET / Dados e XML, Biblioteca de Classes Base - BCL, Linguagem Intermediária Microsoft - MSIL, Compilador Just-In-Time - JIT; Tipos de Aplicação - Browser, Windows Form, Console, Component Libraries, Windows Custom Controls, Web Custom Controls, Web services, Windows Services. Segurança e Desempenho em Aplicações dotNET. Plataforma WEB: Servidores WEB (IIS/Apache); Desenvolvimento de Sistemas WEB - HTML, CSS, JQuery/Javascript, JSON, XML, XHTML, DHTML, AJAX. Ferramentas de Desenvolvimento de Web Pages; Interfaces gráficas; Comunicação visual; Engenharia de websites; Ferramentas gráficas; Fatiamento de layout; Flash; Elaboração de tabelas; Folha de estilo; Scaneamento de imagens; Photoshop; Fireworks; Diagramação; Dreamweaver; Elaboração de layouts; Estudos das cores; Editoração fotográfica; Ferramentas multimídia; Interação com usuário: usabilidade e acessibilidade, padrões W3C e e-Mag. Segurança e Desempenho em Aplicações WEB;
  • Plataformas Especializadas de Desenvolvimento: Portais Corporativos: Conceitos básicos: colaboração, personalização, gestão do conhecimento, gestão de conteúdo, taxonomia, single sign-on, integração de sistemas, funcionalidades de web 2.0; Noções de sistemas de busca e indexação de conteúdo, noções de análise das estatísticas de site. Sistemas de Suporte à Decisão: Inteligência de negócios. Processo de Data Warehousing - Data Warehouses e Data Marts, Modelagem multidimensional. Recuperação e visualização de dados - OLAP, Painéis e dashboards, Data Mining. Integração de dados - Extração, transformação e carga (ETL). Qualidade de dados. Gestão Eletrônica de Documentos - GED: Criação, Aprovação e Publicação de Documentos. Auditoria e Colaboração. Segurança e Controle de Acesso. Autenticação e Certificação. Indexação e Recuperação. Plano de Retenção, Conservação e Descarte. Automação documental. Business Process Management - BPM: Automação de processo de trabalho (workflow). Gerenciamento de processos de negócio (BPM). Enterprise Resource Planning - ERP: Módulos, Recursos de Integração, Recursos de Customização, Ciclo de Vida de Implementação. Justificativas de Utilização;
  • Bancos de Dados Relacionais: Conceitos básicos: esquema, campos, registros, índices, relacionamentos, transação, tipos de bancos de dados, modelo conceitual, modelo Entidade x Relacionamento, normalização de dados: conceitos, primeira, segunda e terceira formas normais. Restrições: de domínio, chave candidata, chave estrangeira, definidas para tabela, assertivas; Ações na restrição de chave estrangeira. Fundamentos de programação SQL: Procedures, Packages, Functions, Triggers, Views, Queries. Linguagem SQL. DML: Linguagem de manipulação de Dados; DDL: Linguagem de Definição de Dados. Sistemas de gerenciamento de bancos de dados relacionais (RDBMS): arquitetura, segurança, integridade, concorrência, recuperação após falha, gerenciamento de transações; Administração: de usuários e perfis de acesso. Controle de proteção, integridade, concorrência e bloqueio de transações. Backup e restauração de dados. Tolerância a falhas e continuidade de operação. Monitoração e otimização de desempenho. Bancos de dados distribuídos;
  • Algoritmos, Estruturas de Dados e Lógica de Programação: Fundamentos de programação: Operadores e expressões, Estruturas de controle, seleção, repetição e desvio. Algoritmos e estrutura de dados: Complexidade de algoritmo; Listas e Pilhas; Vetores e matrizes; Estruturas em árvores; Árvores balanceadas; Métodos de ordenação; Pesquisa e hashing. Estruturas de arquivo. Programação estruturada: Tipos de dados (vinculação; verificação de tipos; tipificação forte); Estruturas de controle (comandos de decisão e repetição); Modularização; Subrotinas e funções; Passagem de parâmetros por referência e valor; Escopo de Variáveis. Programação orientada a objetos: principais conceitos - objetos, abstração, classes, subclasses, herança e composição, polimorfismo; encapsulamento; identificação de classes primárias; classes derivadas; mensagens e seus tratadores;
  • Programação: Linguagem Java: Tipos e estrutura de dados; Variáveis; Enumerações; Operações e expressões; Instruções de controle; Interfaces e classes abstratas; Acesso a banco de dados; Pacotes; Exceções; Coleções; Tipos genéricos; Anotações; Sincronismo e multi-threading. Linguagens C#, ASP.NET e VB.NET: Formulários, Caixas de diálogo, Variáveis, Vetores e Matrizes, Tipos de Dados, Funções; Estruturas básicas de programação - sequência, repetição e seleção; Controles, Objetos Gerenciados; Programação Assíncrona; Recursos de acessibilidade; Construção e uso de Componentes e Bibliotecas; Acesso a banco de dados; Tratamento de erros; Integração de C# com ASP.NET e VB.NET; Event Procedures; Stored Procedures; Tracing, Debug; DataSet, DataAdapter, DataGrid; DataReader. Linguagem PHP: Variáveis, declarações, matrizes, operadores, instruções condicionais, formulários, modelos de objetos, classes, acesso a banco de dados, tratamento de erros, análise de desempenho, paginação de informações, relatórios, autenticação de usuários. Ambientes Integrados de Desenvolvimento e ferramentas de ALM (Application Lifecycle Management) usuais ao JAVA: IDE's: Eclipse e Visual Studio; Testes unitários com JUnit e mocking de classes. Automatização de testes funcionais com Selenium. Testes de carga com JMeter. Gestão de defeitos (Bugtracking). Análise estática de código e métricas: PMD, Findbugs e Checkstyle, Cobertura, Complexidade ciclomática; Ferramentas de build: Ant, Maven; Ferramentas de versionamento, de entrega contínua e de gerência de configuração: Subversion (SVN), Jenkins. Práticas de Programação: programação segura e revisão de código. Controles e testes desegurança para aplicações web. Controles e testes de segurança para Web Services. Técnicas de análise de desempenho e otimização de consultas SQL. Técnicas de gerenciamento de memória. Práticas ágeis de implementação: Integração Contínua, Test-driven Development (TDD), Acceptance Test-driven Development (ATDD) e Especificação por Exemplo, Refactoring;
  • Gestão de Tecnologia da Informação: Planejamento de TI: Balanced Scorecard do negócio e de TI, Planejamento estratégico e o alinhamento entre o negócio e o uso da TI, Planejamento estratégico de sistemas e da infraestrutura de TI, Plano Diretor de Informática. Governança corporativa e governança de TI: Conceitos de governança, governança funcional, governança de TI; Conceitos de processos organizacionais; Alinhamento e coerência entre governança, arquitetura, infraestrutura, planos e processos de TI; Governança no setor público; Frameworks de melhores práticas em TI (COBIT 5, ITIL v3). Governança e COBIT 5 (Control Objectives for Information and related Technology) - Conceito, importância e responsabilidades sobre a governança de TI; COBIT como framework de governança de TI: Principais características (foco em negócio, orientação a processos, controle através de objetivos e direcionamento para medições), Áreas de Foco da Governança de TI, Domínios de processos do COBIT, Modelo de maturidade para o COBIT, Objetivos de controle, de negócio e de TI. Governança e ITIL v3 (Information Technology Infrastructure Library) - ITIL como framework de gerenciamento de serviços de TI: Conceitos, papéis genéricos, ciclo de vida dos serviços; Estratégia do Serviço: Gerenciamento de Demanda, e do Portfólio de Serviços; Desenho do Serviço: Gerenciamento do Catálogo de Serviços, do Nível de Serviço, de Disponibilidade, de Capacidade, de Continuidade de Serviços de TI, e de Segurança da Informação; Transição do Serviço: Gerenciamento de Configuração e Ativos de Serviço, de Mudanças, e Avaliação de Mudanças; Operação do Serviço: Gerenciamento de Eventos, de Incidentes, de Problemas, e de Acesso. Auditoria de Sistemas: Controle Interno, Análise de riscos, Revisão e avaliação de sistemas e de recursos de tecnologia de informação;
  • Contratação de Soluções de TI: Preparação de contratos de TI - Avaliação de sistemas, de produtos e de serviços disponíveis no mercado; Adoção de Software Livre, de Código Aberto ou Solução Proprietária: conceitos, prós e contras; Critérios de remuneração por esforço versus produto; Cláusulas e indicadores de nível de serviço; Elaboração de termos de referências e/ou projetos básicos para contratação de bens e serviços de TI. Acompanhamento de contratos de TI - O papel do fiscalizador do contrato; O papel do preposto da contratada; Acompanhamento da execução contratual; Registro e notificação de irregularidades; Definição e aplicação de penalidades e sanções administrativas; Gerenciamento de licenças de software, de aquisição de bens de informática e de prestação de serviços de TI;
  • Gerenciamento de Projetos – PMBOK 5ª edição: Conceitos básicos, estrutura e objetivos; Projetos e a organização; Ciclo de vida de projeto e ciclo de vida do produto; Processos e Grupos de Processos. As nove áreas de conhecimento para a gestão de projetos e seus processos: Gerência de Escopo (Estrutura de decomposição de trabalho - WBS), Prazo, Gerência de Custos, Qualidade, Recursos Humanos, Comunicação, Risco, Aquisições, Integração;
  • Análise de Negócio - BABOK v.2: Conceitos básicos, estrutura e objetivos. As sete áreas de conhecimento da Análise de Negócios e seu relacionamento: Planejamento e Monitoramento da Análise de Negócios, Elicitação, Gerenciamento e Comunicação dos Requisitos, Análise Corporativa, Análise de Requisitos, Avaliação e Validação da Solução, Competências Fundamentais. Técnicas de Análise de Negócios;
  • Processos de Negócio: Gerenciamento de processos de negócio (BPM): Conceitos básicos, Desenho de processos de negócio, Desempenho de processos de negócio, Transformação de processos de negócio, Gerenciamento corporativo de processos, Tecnologias de BPM. Modelagem de processos de negócio: Conceitos básicos; Identificação e delimitação de processos de negócio; Técnicas de mapeamento de processos (modelos AS-IS); Técnicas de análise e simulação de processos; Construção e mensuração de indicadores de processos; Técnicas de modelagem de processos (modelos TO-BE); Modelagem de processos em UML e BPMN: notação, artefatos e atividades.

Sobre o TCE SP

YouTube video

De acordo com o site oficial do órgão, o Tribunal de Contas do Estado de São Paulo atua na "fiscalização contábil, financeira, orçamentária, operacional e patrimonial do Estado de São Paulo e de seus Municípios, exceto o da Capital, bem como na das respectivas entidades de administração direta ou indireta e na das fundações por eles instituídas ou mantidas".

Algumas curiosidades sobre o TCE SP:

  • Lei nº 1.961 organizou o Tribunal de Contas do Estado de São Paulo em 1923;
  • Jorge Tibiriçá foi o primeiro presidente do TCE SP;
  • Em 1930, o TCE SP foi extinto, mas houve a retomada 17 anos depois;
  • O primeiro congresso dos Tribunais de Contas do Brasil foi realizado em São Paulo em 1958;
  • Os Escritórios Regionais passaram a se chamar Unidades Regionais em 1993.
Você também pode
gostar

Concursos em sua
cidade