Agente de Trânsito: o que faz, jornada, quanto ganha e requisitos

Conheça todas as particularidades do cargo de Agente de Trânsito e veja se você gostaria de se tornar um desses profissionais.

Se você está estudando à beça para disputar o cargo de Agente de Trânsito em um órgão público municipal e sempre teve a curiosidade de saber o que faz esse profissional, qual é a sua jornada de trabalho, quanto ganha e os principais requisitos, vamos te informar tudo nesse post.

Leia também

Saiba tudo sobre a função de Agente de Trânsito, caso esteja pensando em se tornar um.

O que faz um Agente de Trânsito?

Podemos dizer que um Agente de Trânsito é um profissional bastante versátil no dia a dia e que tem diversas responsabilidades no desempenho da sua função.

Além de contribuir para uma melhor fluidez no trânsito das grandes cidades e garantir mais segurança para os pedestres, é obrigação do Agente de Trânsito:

  • Remoção de obstáculos que estejam atrapalhando o trânsito em via pública;
  • Lacrar veículos que serão removidos;
  • Detectar possíveis focos de incêndio às margens da via pública e acionar os meios para eliminá-los;
  • Fiscalizar veículos de grande porte, no que diz respeito à carga e dimensões;
  • Preservar o local de crimes de trânsito ou de acidentes em via pública;
  • Auxiliar pedestres no que for necessário;
  • Acionar autoridades policiais, dependendo do tipo da ocorrência em questão;
  • Sinalizar obstáculos que possam causar acidentes em via pública;
  • Garantir uma maior fluidez no trânsito em casos de falta de sinalização, obras na via ou pane nos semáforos;
  • Atuar em interseções de vias;
  • Criar rotas alternativas para o tráfego, em casos de acidentes que interrompem o fluxo de carros;
  • Preencher formulários sobre eventuais irregularidades no trânsito, para que as devidas providências sejam tomadas.

Provavelmente você deve ter percebido que esse profissional tem uma grande responsabilidade nas ruas e precisa ter atenção a tudo e o tempo todo.

Qual é a jornada de um Agente de Trânsito?

Na maioria das vezes, o Agente de Trânsito tem uma carga horária de 8 horas diárias, totalizando 44 horas semanais. Mas não é raro esse profissional trabalhar em regime de escala 5×1 ou 6×1, mas com uma carga horária menor, de 6 horas diárias, por exemplo.

Tudo vai depender da empresa contratante ou do órgão público que o Agente de Trânsito trabalha. Afinal de contas, o trânsito nas cidades é praticamente ininterrupto e as mais variadas ocorrências em via pública podem acontecer a qualquer hora do dia ou da noite. Por isso, esse profissional é necessário nas ruas praticamente 24 horas, todos os dias.

Quanto ganha um Agente de Trânsito?

A faixa salarial de um Agente de Trânsito é de R$ 2.095,00, dependendo do nível de experiência dele. Mas o salário desse profissional pode variar entre R$ 1.604,00 a R$ 3.000,00 mensais.

Qual é o nível de escolaridade exigido?

Se você está pensando em se tornar um Agente de Trânsito, deverá ter o ensino médio completo, que é a mesma escolaridade exigida nos editais de concursos.

Caso tenha se formado em algum curso técnico profissionalizante (desde que seja equivalente ao ensino médio) também poderá trabalhar com Agente de Trânsito, sem restrições.

Principais habilidades que um Agente de Trânsito deve ter

Agora que você está mais familiarizado com a profissão de Agente de Trânsito, conheça as principais habilidades que esse profissional deve ter no cotidiano:

  • Polidez ao lidar com as pessoas;
  • Ter uma comunicação clara e eficiente com todos;
  • Saber se comunicar através de códigos;
  • Saber trabalhar sobre pressão;
  • Ter bom senso e discernimento;
  • Saber lidar com situações adversas, todos os dias;
  • Ter bastante iniciativa;
  • Demonstrar domínio das emoções;
  • Saber dialogar com empatia com os demais;
  • Ter descrição em diversas situações desfavoráveis;
  • Mostrar responsabilidade;
  • Oferecer segurança às pessoas que circulam na via;
  • Saber e gostar de trabalhar em equipe.

As competências comportamentais de um Agente de Trânsito são importantíssimas para que esse profissional desempenhe um trabalho com a máxima eficiência.

O Agente de Trânsito também faz…

Além das principais atividades do Agente de Trânsito já citadas, conheça outras funções que esse profissional também pode desempenhar:

  • Investigar eventuais infrações penais;
  • Patrulha ostensiva em rodovias estaduais e federais;
  • Prezar pela total segurança do trânsito rodoviário e nas principais ruas e avenidas dos grandes centros urbanos;
  • Prestar todo apoio e colaboração com agentes da segurança pública;
  • Manter uma rígida fiscalização do cumprimento das leis que regem o trânsito;
  • Reprimir possíveis atos de infrações contra patrimônios públicos;
  • Prezar pela segurança e proteção de todos os serviços e instalações públicas.

Viu como ser um Agente de Trânsito significa muita responsabilidade e trabalho duro? Por isso, a demanda por esse profissional é cada vez maior, especialmente nas principais capitais do Brasil.

Leia também


você pode gostar também

Analista Tributário da Receita Federal: veja requisitos, o que faz e quanto ganha

Descubra o que faz um Analista Tributário da Receita Federal, conheça os requisitos para se tornar um e saiba quanto esse profissional ganha.

Bombeiro militar: quais são os requisitos e as atribuições

Conheça as principais atribuições e requisitos de uma das profissões mais admiradas, que é a de bombeiro militar.

Agente Censitário do IBGE: o que faz, quanto ganha e requisitos

Conheça um pouco mais sobre o cargo de Agente Censitário do IBGE, bem como os requisitos para se tornar um.

Digitador: o que faz, quanto ganha e requisitos mínimos para o cargo

Saiba o que faz um digitador, quanto ganha esse profissional e quais são os requisitos exigidos para o cargo.

Recepcionista: o que faz, salário médio e nível escolar

Recepcionista é o profissional responsável pelo atendimento aos clientes de uma empresa ou o público em geral.

Técnico Bancário: o que faz, quais os requisitos e quanto ganha

O Técnico Bancário é o profissional responsável pelas atividades técnico-administrativas das instituições financeiras, cobrindo desde a parte burocrática até o atendimento.