Novo RG (CIN): veja diferenças com o modelo antigo e quem precisa emitir

O novo RG (CIN) pode ser emitido gratuitamente por qualquer pessoa. Confira quais são as mudanças e quem tirar.

O novo RG, também denominado de Carteira de Identidade Nacional (CIN), já está em vigor em todo território nacional. Ele começará a ser emitido a partir do dia 04 de agosto em pelo menos menos oito estados brasileiros. Sendo assim, confira quem precisará fazer a troca e quais são as diferenças entre o modelo novo e o antigo.

continua depois da publicidade

Quem precisa emitir o novo RG

De acordo com a norma que rege o novo RG, a emissão do documento deverá ser feita por todos os cidadãos, exceto quem tiver 60 anos ou mais (facultativo para esse grupo). O modelo antigo da identidade passará a ter um prazo de validade de dez anos, a partir da data de emissão.

Quando o vencimento chegar, o documento será considerado como inválido. Por isso, espera-se que haja uma troca gradual para o novo modelo. Ainda segundo a lei, o novo RG também terá validade, seguindo a idade do cidadão:

Leia também
  • 0 a 12 anos: validade de cinco anos;
  • 12 a 60 anos: validade de dez anos;
  • A partir de 60 anos: validade indeterminada.

A emissão do documento é gratuita, sendo feita nos mesmos locais onde eram feitas as versões antigas (geralmente Secretarias de Segurança Pública). Para tirar o novo RG é preciso que a pessoa leve sua certidão de nascimento ou casamento (em formato digital ou impresso).

continua depois da publicidade

Quem não tiver passado pela biometria, será submetido ao processo na hora.

Novo RG: outras mudanças

A principal mudança do RG está na unificação com o CPF. Agora, a identidade utilizará o mesmo número do CPF com o objetivo de diminuir fraudes. No modelo antigo, era possível emitir um RG diferente em cada um dos 26 estados e o Distrito Federal. Ou seja, a mesma pessoa podia ter 27 identidades diferentes.

Além disso, a carteira de identidade também passará a ter mais itens de segurança como marcas d’água e o MRZ (Machine Readable Zone). Também foi informado determinada a presença do QR Code.

continua depois da publicidade

Segundo o governo, além de servir como aspecto de segurança, o QR Code oferecerá a opção de ter a identidade digital, de forma semelhante ao que já ocorre com a Carteira Digital de Trânsito (Android e iOS).

Por fim, veja o modelo do novo RG:

novo rg, novo documento de identidade, novo modelo de rg

Foto: Reprodução / Governo Federal - Decreto 10.977/22

Compartilhe essa notícia

Leia também

Concursos em sua
cidade