Serasa permite parcelar dívidas em até 14 vezes; veja como negociar

A instituição prevê auxiliar mais de 28 milhões de brasileiros negativados em todo o país, oferecendo quitação de débito a partir de R$ 9,90 com consultas gratuitas pela instituição.

Em junho, a Serasa anunciou uma nova etapa da operação Serasa Limpa Nome, que inclui mais de 100 empresas parceiras e disponibiliza cerca de 7 milhões de negociações para dívidas negativas. Neste sentido, estima-se que cerca de R$ 2 milhões em dívidas poderão ser parcelados em até 14 vezes nos canais oficiais da instituição.

Além disso, a empresa oferece a oportunidade de quitar débitos a partir de R$ 9,90 através de consultas realizadas pelo aplicativo Serasa, disponível para Android e iOS, ou diretamente nas agências de Correios do país. A expectativa é que mais de 28 milhões de brasileiros inadimplentes utilizem dessa oportunidade para regularizar o CPF e encerrar as dívidas.

Como negociar as dívidas no Serasa Limpa Nome?

O primeiro passo para a negociação e quitação das dívidas é acessar o site do Serasa Limpa Nome ou acessar o aplicativo pelos canais apresentados anteriormente. Logo em seguida, o usuário precisa informar o CPF para realizar um cadastro, confirmando outras informações como e-mail, número de telefone e nome completo.

Com o cadastro efetuado, o usuário pode entrar na plataforma e acessar as informações financeiras. Neste sentido, o site informa sobre dívidas e opções de acordos oferecidos pelas instituições responsáveis. Sendo assim, basta clicar em uma das opções para conhecer as condições detalhadamente e renegociar a dívida.

Após selecionar a melhor oferta, o usuário pode selecionar a forma de pagamento, estando disponível a quitação à vista ou em parcelas. No caso do pagamento parcelado, é necessário informar a melhor data para o vencimento dos boletos e o número de parcelas a serem pagas.

Por fim, basta baixar o boleto e pagar pelo internet banking, na casa lotérica ou presencialmente nas agências da instituição financeira. Em caso de dúvida ou necessidade de suporte, os usuários podem entrar em contato com a Central de Atendimento da Serasa.

Qual o cenário da inadimplência no Brasil?

Segundo uma pesquisa realizada pela Serasa Experian no mês de março deste ano, a média devida por cada brasileiro negativado é de R$ 4 mil. Em resumo, esse valor representa um aumento de 3% no comparativo realizado em abril de 2020, quando houve um pico na inadimplência por conta da pandemia da COVID-19.

Além disso, a análise revelou que são mais de 65,6 milhões de brasileiros com o nome sujo, o que corresponde a um aumento de 0,81% no número observado no mês anterior, em fevereiro. Sendo assim, a soma das dívidas ultrapassou a casa dos R$ 265 bilhões.

Sobretudo, autoridades e especialistas responsabilizam os empréstimos e as dívidas nos cartões de crédito pelo crescimento da inadimplência no país. Atualmente, as dívidas com contas básicas de energia e água representam 23,21% do total de dívida dos brasileiros.

Leia também

você pode gostar também

CNH gratuita pode virar realidade em 2022? Veja o que se sabe até então

Ainda não há previsão de aprovação do Projeto de Lei que desobriga os cidadãos a cursarem as aulas teóricas e práticas nas autoescolas, mas a negociação será individual.

Novo golpe está sendo aplicado em aposentados; saiba se proteger

O golpe é aplicado por meio da prova de vida, solicitando informações dos segurados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Posso levar multa com CNH provisória? Veja as regras oficiais

Ao fim do processo para tirar a CNH, o condutor aprovado recebe a habilitação provisória. Somente após um ano, o motorista pode pegar o documento definitivo.

Regras da nova CNH: veja o que muda na prática para os motoristas

Motoristas que já possuíam um documento válido não precisam tirar a nova CNH. A versão atualizada da carteira possui tecnologia antifraude e outras aplicações.

Já é possível obter CNH no país sem autoescolas? Entenda o projeto

Fim da obrigatoriedade da autoescola para tirar CNH está sendo discutido em projeto que circula no Congresso Nacional.

Feriados nacionais: qual é a próxima folga confirmada em 2022? Veja calendário

Restando apenas seis feriados até o final do ano, a próxima folga confirmada será no dia 7 de setembro, dia da Independência do Brasil.