Como será a transição entre o antigo e o novo RG em 2022? Veja regras

Novo RG já está em vigor em vários estados do país. Documento de identidade conta com mudanças em relação à versão antiga.

O novo RG já pode ser obtido pelos cidadãos brasileiros. O documento passou por diversas modificações visando ter mais segurança e, também, para retirar algumas burocracias. Então, veja como será a transição entre o antigo e o novo RG.

continua depois da publicidade

Vale lembrar que o documento pode ser emitido nos mesmos lugares da versão antiga. Apesar disso, há um prazo até a primeira semana de março de 2023 para que haja uma adaptação dos órgãos responsáveis pela emissão do novo RG.

A emissão do documento é gratuita. O interessado deve apenas levar a sua certidão de nascimento ou de casamento (versão física ou digital) para tirar o novo RG.

Como será a transição para o novo RG

Leia também

Agora, a versão antiga do RG passará a ter validade. A data de emissão do documento será considerada. A partir dela, contará o prazo de dez anos. Assim, com a validade chegando ao fim, o indivíduo será obrigado a trocar o documento e pedir pelo novo RG. Ou seja, espera-se que a troca seja gradual.

continua depois da publicidade

A única exceção são as pessoas que possuem mais de 60 anos. Nesse caso, a identidade não possui prazo de validade. Assim, a troca por parte desses cidadãos será facultativa, com o documento antigo sendo válido por prazo indeterminado.

Validade do novo RG

A nova versão do RG também contará com validade. O prazo para a troca do documento será conforme a idade da pessoa:

  • 0 a 12 anos: validade de cinco anos;
  • 12 a 60 anos: validade de dez anos;
  • A partir de 60 anos: validade indeterminada.

Outras mudanças do novo RG

Além da validade, o novo RG terá outras modificações. Confira as principais logo abaixo:

continua depois da publicidade
  • Unificação com CPF: o RG passará a utilizar o número do CPF. Na versão antiga, era possível emitir 27 identidades, uma em cada estado. Assim, ao unificar com o CPF dará mais segurança, impedindo que fraudes ocorram.
  • QR Code: o QR Code poderá ser utilizado para a autenticação do documento e também para habilitar a função online, da mesma forma que ocorre com a Carteira Digital de Trânsito (Android e iOS)
  • Itens de segurança: além do QR Code, a nova identidade possui o código MRZ (Machine Readable Zone), utilizado em passaportes. Além disso, haverá marcas de segurança na versão de papel e um chip na versão de cartão.

Veja o modelo do novo RG:

novo rg, novo documento de identidade, novo modelo de rg

Foto: Reprodução / Governo Federal - Decreto 10.977/22

Compartilhe essa notícia

Leia também

Concursos em sua
cidade