Toda pessoa com inteligência emocional tem estas 4 atitudes

A inteligência emocional permite que o indivíduo mantenha bons relacionamentos interpessoais, possuindo um alto conhecimento sobre sentimentos, reações e emoções.

A inteligência emocional é um dos pilares para o desenvolvimento de bons relacionamentos profissionais e relacionamentos pessoais. Neste sentido, também pode afetar positivamente as carreiras, pois promove importantes habilidades para a gestão de crises, realização de tarefas e respostas frente a desafios.

Em resumo, este conceito da Psicologia analisa a capacidade do indivíduo em conhecer os próprios sentimentos, assim como o de outras pessoas. Portanto, o alto nível de conexão pessoal, autoconhecimento e autocontrole permite que a pessoa adote algumas atitudes importantes. Confira-as a seguir:

Atitudes comuns de pessoas com inteligência emocional

1) Empatia antes de tomar decisões

Porque dominam os sentimentos, emoções e reações, conseguem entender os motivos pelos quais as pessoas agem diante dos conflitos e problemas. Sendo assim, são capazes de agir com empatia, o que significa que se posicionam no lugar desses indivíduos, compreendendo o que elas sentem sobre diferentes questões.

Neste sentido, tomam decisões com base nos sentimentos de outras pessoas, e não somente o que desejam ou pensam sobre os conflitos. Assim, também acabam incluindo diferentes perspectivas e opiniões, o que os torna bons líderes e influenciadores em grupos.

Como indivíduos empáticos, raramente agem com egoísmo ou focando somente nos interesses pessoais. Além disso, tendem a ser mais sociáveis, estabelecendo conexões com facilidade e sinceridade em todas as relações, ainda que sejam superficiais.

2) Resiliência para enfrentar problemas

A resiliência é uma habilidade que permite com que o indivíduo continue em frente, mesmo diante de adversidades e desafios. Desse modo, consegue se reerguer facilmente ou se adaptar às mudanças. Acima de tudo, a inteligência emocional permite com que o ser humano conheça os seus limites e seus objetivos com maior profundidade.

Sendo assim, quando são testados em suas metas ou enfrentam relacionamentos complicados, conseguem dar a volta por cima e seguir em frente. Em alguns casos, se tornam pessoas inspiradoras porque são capazes de encontrar respostas e força de vontade que outros não enxergam.

3) Autoconhecimento apurado

O domínio sobre os sentimentos permite que o indivíduo consiga se conectar melhor com as próprias vontades, desejos, medos e aspirações em um nível mais profundo que as outras pessoas. Desse modo, são capazes de prever reações, administrar as emoções e agir com maior consciência pessoal.

Além disso, o autoconhecimento apurado também gera maior autocontrole. Como consequência, a pessoa se torna capaz de passar por situações de muito estresse com facilidade, pois mantém os próprios sentimentos sob controle até que seja capaz de encontrar uma solução ou saída.

O autoconhecimento é fundamental na tomada de decisões, como qual carreira seguir ou qual decisão tomar em relação aos seus relacionamentos pessoais. Ao conhecer a si mesmo, a pessoa emocionalmente inteligente tem uma conexão maior com seus desejos e anseios, sabendo decidir sem sofrer influências externas.

4) Se adaptar a diferentes contextos

A adaptabilidade é uma capacidade relacionada à inteligência, mas no campo da inteligência emocional permite que o indivíduo selecione os seus próprios sentimentos para se adequar a diferentes situações ou grupos. Neste sentido, não há um falseamento ou fingimento em relação à própria personalidade.

Em resumo, a pessoa consegue identificar, por meio de uma apurada observação, o que aquele espaço ou aquelas pessoas esperam dele, como características, gostos e temas que são bem vistos. Assim, traz destaque a esses pontos naturais da sua identidade para se destacar.

No geral, essa adaptabilidade permite que os indivíduos emocionalmente inteligentes se adaptem aos novos espaços, como profissões ou cargos, mas também sejam vistos como pessoas influentes. Portanto, podem obter um importante crescimento profissional ou alcançar posições de destaque em diferentes grupos sociais.

Leia também


você pode gostar também

Pagam bem: 5 profissões para quem não quer trabalhar com atendimento

Se você é uma pessoa introvertida e não gosta de lidar com público, conheça cinco profissões para quem não quer trabalhar com atendimento.

5 filmes da Netflix para se inspirar e ter motivação nos estudos

Se você anda meio sem inspiração para continuar estudando para as provas do concurso, conheça cinco filmes da Netflix que podem te motivar.

Concurso INSS: o que levar em conta na hora de estudar leis? Veja 5 dicas

Vai prestar o concurso INSS e precisa ser aprovado? Conheça cinco dicas incríveis sobre como estudar leis.

Conheça 7 tipos de aprendizagem e suas vantagens durante os estudos

Está começando a estudar para um concurso público? Conheça os sete tipos de aprendizagem e as vantagens de cada um deles.

Validade de concursos: como esse prazo afeta os concurseiros?

Entenda como funciona a validade de concursos públicos e saiba como esse prazo afeta a vida de todo concurseiro aprovado.

Estas 5 profissões antigas voltaram à moda no país e ganharam relevância

Conheça cinco profissões antigas que voltaram a ganhar espaço e relevância no mercado de trabalho brasileiro.