Tem dificuldade para decorar conteúdo? Veja 3 técnicas que ajudam

Conheça três técnicas eficientes que podem auxiliar o concurseiro que está com dificuldade de decorar conteúdo.

As provas do concurso estão chegando e você está com dificuldades para aprender tudo aquilo que precisa? Relaxa. Para te dar aquela força de sempre, elaboramos esse post que vai te mostrar três técnicas de ouro que podem te ajudar a decorar conteúdo. Por isso, recomendamos que você leia até o final para aumentar as suas chances de aprovação.

Confira 3 das melhores técnicas para decorar conteúdo

1) Ensine o conteúdo para outra pessoa

Essa técnica para decorar conteúdo costuma funcionar bastante com a maioria dos concurseiros. Você só vai conseguir memorizar uma determinada informação se fizer algo que seja prático com ela. Por isso, que tal explicar o conteúdo recém-aprendido para outra pessoa?

Dessa forma, você estará ensinando e aprendendo ao mesmo tempo. Pode até parecer estranho, mas traz resultados positivos.

Não tem nenhum segredo. Assim que acabar de estudar o assunto que está sendo cobrado pelo edital, basta chamar um amigo ou parente e explicar o estudou para a pessoa.

Mas, para que a sua “aula particular” seja entendida, é preciso organizar e filtrar as informações para somente depois reproduzi-las. Faça de conta de que você é um professor ensinando para uns 30 alunos e concentre-se no conteúdo que foi aprendido.

Se porventura pintar aquela dúvida durante a sua explicação, procure saná-la, voltando ao material de estudo sempre que necessário. Caso a sua explicação não tenha ficado clara para o seu ouvinte, é sinal que o seu nível de conhecimento ainda não está satisfatório.

Estude mais um pouco e explique novamente, repetindo o processo quantas vezes forem necessárias. Quanto mais vezes, melhor. Não encontrou ninguém para “ensinar”? Explique tudo para si mesmo, ora essa.

2) O bom e velho caderno de anotações

O método é bem antigo, sem sombras de dúvidas. Mas quando o assunto é decorar conteúdo, ele funciona de verdade. Para o concurseiro conseguir memorizar as informações que precisa, fazer anotações pode ser altamente eficaz, mesmo estando em um mundo dominado pela tecnologia. Mas pode acreditar, se você fizer isso, por mais que gaste muito tempo, não vai se arrepender.

Quando precisar decorar qualquer tipo de informação, como fórmulas matemáticas, conceitos ou leis, por exemplo, pegue um caderno e anote (com suas próprias palavras) os pontos mais importantes de cada assunto.

Quando escrevemos à mão, o nosso cérebro consegue reter as informações com muito mais eficiência. O resultado? Você arrasando nas provas do certame e com mais chances de começar uma carreira pública de sucesso.

Mesmo que seja algo trabalhoso, não abra mão de anotar aquilo que precisa ser memorizado. Anote da forma que achar mais conveniente, desde que as suas anotações façam sentido e possam ser entendidas depois.

Seja em forma de tópicos, listas, texto corrido, desenhos ou esquemas, não importa. O fundamental é anotar, já que essa prática é excelente para decorar conteúdo. Na hora de estudar, não abra mão do caderno de anotações e fique no lucro.

3) Mantenha um ritmo de estudos

O processo de memorização de informações exige comprometimento do concurseiro e constância. Não adianta tentar decorar conteúdo só de vez em quando ou apenas duas vezes por semana ou menos. Se você não mantiver um ritmo de estudos, seguramente não vai conseguir aprender o que precisa e muito menos memorizar as informações mais importantes. Isso é fato e não adianta contestar.

Aqui entra uma qualidade fundamental que todo candidato que deseja ser aprovado em qualquer concurso público precisa ter: a disciplina.

Por isso, estabeleça um cronograma de estudos bem estruturado e, sobretudo, realista. Além disso, estipule horários determinados para estudar cada conteúdo e concentre-se exclusivamente nessa tarefa, sem distrações.

Tudo é questão de hábito, o que é primordial para o seu aprendizado ser cada vez mais efetivo. Mas não se esqueça de fazer pausas regulares durante o período de estudos. Lembre-se de que o seu cérebro não deve ficar sobrecarregado de informações sem um pequeno intervalo para conseguir absorvê-las com eficiência.

A dica é fazer uma pausa de 15 a 20 minutos a cada duas horas de estudo intenso. Decorar conteúdo exige que o concurseiro mantenha um ritmo adequado de estudos, mas sem nenhum tipo de exagero, que pode ser prejudicial.

Viu como decorar conteúdo para as provas do concurso público não é assim tão complicado quanto parece? Se você seguir as nossas três dicas acima, certamente as suas chances de aprovação serão gigantescas. Mantenha o foco nesse objetivo e boa sorte.

Leia também


você pode gostar também

Concurso INSS: veja 5 dicas infalíveis para aplicar durante os estudos

As dicas infalíveis para aplicar durante os estudos do concurso INSS permitem que o concurseiro tenha mais organização nas etapas de aprendizagem e revisão do conteúdo.

Veja 5 coisas que você não pode colocar no seu currículo em 2022

Está procurando emprego? Saiba o que não colocar no currículo em 2022 e aumente as chances de ser convocado para uma entrevista.

5 profissões que pagam bem aos que desejam ter jornada de 20 horas semanais

Se você sempre sonhou em ter um alto salário mas sem trabalhar demais, conheça cinco profissões que pagam bem e trabalham pouco.

Profissões de Humanas: veja os 5 cargos mais bem pagos do Brasil

Sonha em começar uma carreira que paga um alto salário? Conheça cinco profissões de Humanas que podem transformar isso em realidade.

Este cargo de TI pode obter salário de R$ 17 MIL no país; veja qual é

Está pensando em se tornar um profissional da área da tecnologia? Confira o cargo de TI que pode ter salário de R$ 17 mil por mês.

7 profissões mais bem pagas para quem quer trabalhar no exterior

Sonha em uma carreira profissional fora do Brasil? Conheça sete profissões para quem quer trabalhar no exterior e que pagam altos salários.