Sem erros: 5 dicas para incluir experiências profissionais no currículo

Mesmo que você tenha pouca experiência profissional, incluir o seu histórico de trabalho no currículo é muito importante para obter sucesso na contratação. 

O currículo que vem do latim Curriculum Vitae significa carreira de vida. Esse é o principal documento necessário para as pessoas possam conseguir uma oportunidade de emprego. Além de constar várias informações pessoais, o currículo tem o objetivo de demonstrar ao recrutador a sua experiência profissional.

Dessa forma, preencher o campo da experiência é um ponto muito importante do currículo. Isso porque, devido à sua relevância, a forma como é apresentada pode ser um fator decisivo durante o processo de seleção para a vaga de emprego.

Além disso, você deve mostrar as suas competências dentro das atividades realizadas nas empresas em que você trabalhou, para que o recrutador veja o quanto você está preparado para o cargo pretendido. 

Por esse motivo, incluir adequadamente no currículo as suas experiências profissionais relevantes de forma atrativa pode auxiliar você a conquistar a vaga de emprego desejada. Veja a seguir o que é a experiência profissional e 5 dicas para inseri-la corretamente em seu currículo.

O que é experiência profissional?

A experiência profissional trata do que você já viveu profissionalmente, isto é, diz respeito aos cargos e atividades que fazem parte da sua carreira profissional. Atualmente, é sem dúvidas um grande diferencial para a contratação por diversas empresas. Dessa modo, quanto mais histórias de trabalho você tiver, mais experiência profissional você possui.

No entanto, além das atividades no trabalho, existem outras maneiras de adquirir novas experiências profissionais e enriquecer o seu currículo, sendo algumas delas: praticar trabalhos voluntários; realizar trabalhos temporários, estágios, trainee e freelancers; participar de palestras e eventos ligados a sua carreira; fazer cursos com certificação, entre outros.

É importante deixar claro que, embora o currículo seja um documento que deve conter toda a sua trajetória profissional, esta não deve ser contada de forma muito longa, o ideal é que você conte a sua experiência profissional de forma objetiva, clara e resumida.

Em suma, sendo a experiência profissional o campo mais extenso do seu currículo, é extremamente importante se atentar às informações que devem constar nesse campo, especialmente para evitar mentir sobre as tarefas realizadas ao longo de seus empregos.

Veja como incluir a experiência profissional no currículo

1. Utilize a voz ativa quando estiver escrevendo seu currículo

Usar a voz ativa no lugar da voz passiva deixa o seu currículo mais atrativo. Isso porque, utilizando a voz ativa como por exemplo “eu criei uma campanha publicitária”, você coloca as suas conquistas como um ponto de destaque.

Desse modo, busque implementar os verbos de “ação” que variam entre desenvolver, organizar, coordenar, executar, entre outros, de forma ativa em seu currículo.

2. Coloque suas funções de forma detalhada no currículo

O currículo deve ser organizado em todo o seu processo de construção. Diante disso, para detalhar as suas experiências profissionais de forma organizada no documento basta seguir a seguinte ordem: cargos ocupados, empresas em que você trabalhou, período trabalhado.

Vale destacar que você deve informar até seis funções desempenhadas anteriormente, com descrições de até duas linhas. Além disso, você deve ser direto e objetivo evitando colocar informações imprecisas e, sendo possível, é interessante você provar a sua experiência profissional com dados.

3. Use palavras-chave

É importante que você distribua ao longo de seu currículo as palavras-chave adequadas que fazem parte da descrição da vaga que você pretende conquistar.

Essa estratégia, além de demonstrar para o recrutador que suas experiências profissionais vão de encontro com as necessidades da empresa, também faz com que o seu currículo seja facilmente encontrado pelos meios de busca que fazem a primeira triagem de candidatos.

4. Demonstre através de números as suas conquistas

Os números e estatísticas que demonstram os resultados e conquistas de suas experiências profissionais são um ponto-chave para a sua contratação. Assim, você pode apresentar dados como: “Liderei o treinamento de um grupo de 30 novos funcionários da empresa” trazendo assim uma maior valorização da sua competência.

5. Mostre as suas habilidades

Por fim, é essencial que no campo referente às suas experiências profissionais você demonstre as suas habilidades e competências no trabalho. Assim, como exemplo, você pode escrever em seu currículo: “Utilizei minha capacidade de comunicação para gerenciar o treinamento da nova equipe de funcionários da empresa e, como resultado, a equipe treinada trouxe ganhos acima da meta para a empresa.”

Leia também

você pode gostar também

Mal ou mau: qual a diferença? Veja exemplos

Uma das maiores dificuldades dos falantes da língua portuguesa é descobrir quando usar corretamente os termos mau ou mal. Para sanar esta dúvida de uma vez por todas, confira algumas dicas para exercitar as palavras.

Recebeu uma multa que não é sua? Veja o que fazer e como recorrer

Se você foi multado, mas a pena foi aplicada de forma equivocada ou indevida, é possível entrar com recurso e regularizar a situação.

Tire estes aparelhos da tomada para Economizar Energia

Economizar energia elétrica pode ser mais simples do que se pensa; veja quais eletrônicos devem ficar fora da tomada.

Por que os palitos de pirulito têm um pequeno furinho na ponta?

Sempre fez questão de aprimorar os seus conhecimentos e tem a curiosidade aguçada, concurseiro? Então, descubra para que serve o furinho na ponta dos palitos de pirulito.

Entenda de onde surgiu o “sentido horário” dos relógios

Você já se perguntou por que o relógio gira em sentido horário? Este é um padrão que vem de relógios de sol antigos. Leia e entenda a seguir.

Afinal, qual é a verdadeira diferença entre poema e poesia? Entenda aqui

Apesar de parecerem idênticos, o poema e a poesia possuem algumas diferenças vitais, e que são de conhecimento essencial no mundo literário.