Vagas sobrando: confira 7 profissionais que estão em falta no mercado

Com algumas áreas saturadas de profissionais, tem sido difícil encontrar emprego. No entanto, algumas profissões não passam por isso; veja quais são elas.

O mundo do trabalho está mudando e cada vez mais rápido. No ano passado, a cultura de muitas empresas foi transformada por conta da pandemia, resultando em mais trabalho remoto.

E se você observar onde estão surgindo as melhores oportunidades, a procura por profissionais formados em carreiras digitais aumentou consideravelmente nos últimos anos.

E, apesar do Brasil ter aproximadamente 10 milhões de desempregados, a área de tecnologia deve sofrer um “boom” de vagas, criando até 800 mil oportunidades na área até 2025 no país.

Esse é o cenário apontado pela Associação Brasileira de Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom), que ainda alerta para um déficit anual de 106 mil profissionais.

Portanto, diante da alta demanda de profissionais de tecnologia, veja quais especialistas estão em falta no mercado de trabalho.

1. Desenvolvedor Front-end

Esses profissionais se concentram no manuseio de HTML, CSS e javaScript. Ou seja, seu trabalho é focado em traduzir o design e as funcionalidades propostas para uma interface de usuário, com o uso das linguagens de programação citadas. Estão também ligados à otimização dos recursos consumidos por uma aplicação, através do servidor.

O salário médio de um desenvolvedor Front-end, no Brasil, é de R$ 3.036,00. Mas os salários para profissionais sêniors podem chegar até R$ 10.074.

2. Desenvolvedor Back-end

É responsável por realizar suas tarefas no lado do servidor. É praticamente quem está nos bastidores, e é quem permite ao usuário desfrutar da navegação com o máximo conforto.

Vale ressaltar que sem o esforço investido pelo desenvolvedor Back-end, o trabalho do desenvolvedor Front-end não se sustentaria.

Para ser um desenvolvedor Back-end é necessário ter amplo conhecimento em inúmeras linguagens de programação bem como estar familiarizado com bancos de dados.

Um desenvolvedor Back-end pode receber em média R$ 5.280 no Brasil. Mas seu salário em nível sênior pode chegar a R$ 11.447.

3. Desenvolvedor Full Stack

É um perfil híbrido entre o desenvolvedor Front-end e Back-end. Ele é um especialista com conhecimento em web design, linguagens de programação, bancos de dados, servidores, API’s e sistemas de controle de versão.

Um desenvolvedor Full Stack não necessariamente domina todas as tecnologias. No entanto, espera-se que o profissional trabalhe tanto na interface quanto no servidor e entenda o que acontece no desenvolvimento de um aplicativo.

O salário médio do desenvolvedor Full Stack no Brasil é de R$ 3.060,00 por mês. Esses especialistas estão entre os mais procurados, e é por isso que podem ganhar até R$ 9.696 em nível sênior.

4. Gerente de Produto

Ele é responsável pela estratégia, planejamento, execução e lançamento de um produto. Tem como missão coordenar todas as equipes envolvidas no produto, desde a sua concepção até o lançamento.

Além do acompanhamento das vendas, gestão de incidentes, reclamações ou melhorias que devam ser feitas no mesmo.

O salário médio de um gerente de produto é R$ 10.354,00, no Brasil, mas pode chegar a R$20.000 em nível sênior.

5. Product Owner

Ele é o responsável por garantir que a equipe agregue valor ao negócio. Além disso, representa as partes interessadas internas e externas, portanto, deve entender e apoiar as necessidades de todos os usuários do negócio, bem como as necessidades e a operação do Time Scrum.

O que é Scrum? É um processo onde um conjunto de boas práticas é aplicado ao trabalho apoiado pela equipe para otimizar os resultados.

Assim, o salário médio de um Product Owner é de R$ 7.227,00 no Brasil. Mas ele pode ganhar até R$ 10.389 em nível sênior.

6. Analista de Produtos

É parte integrante do desenvolvimento e progressão dos produtos e serviços de uma empresa. O trabalho de um analista de produto desempenha um papel nos estágios inicial, intermediário e final do desenvolvimento e ciclo de vida de um produto.

Esse profissional trabalha em diferentes ambientes, incluindo empresas de publicidade, marketing e indústrias. Os analistas de produto têm pelo menos um diploma de bacharel em Administração ou Marketing, embora muitos tenham um MBA.

No Brasil, o salário médio de um analista de produto é de R$ 4.684,00, podendo chegar a R$ 8.500 para sêniors da área.

7. Designer de UX/UI

O UI designer foca no design do produto, impactando na primeira impressão visual do usuário, algo que determina se um site ou aplicativo é do seu agrado, enquanto o designer UX foca na usabilidade e facilidade de navegação, criando ótimas experiências ao usar a interface.

Eles podem ganhar em média R$ 4.532,00, no mercado local, podendo chegar até R$ 6.169,00.

Por fim, além dessas profissões de TI, outras que estão com déficit de profissionais são:

  • Analista de Desenvolvimento de Sistemas;
  • Cientista de dados;
  • Analista de Segurança da Informação;
  • Webmaster;
  • Analista de BI (Business Intelligence);
  • Engenheiro Arquiteto;
  • Assistente de Recursos Humanos.

Leia também

você pode gostar também

7 sinais de que você deveria mudar de profissão

Está insatisfeito com o seu atual emprego? Então conheça os sete sinais de que você deveria mudar de profissão e cogite uma transição de carreira.

Para que servem aquelas bolas laranjas nos fios de transmissão?

Fios de alta tensão geralmente possuem itens de segurança bastante chamativos para evitar acidentes que possam danificar os fios e causar maiores problemas.

Convocação, nomeação e posse: saiba qual é a diferença

A diferença entre a etapa de convocação, nomeação e posse em um concurso público pode criar dúvidas nos candidatos, principalmente sobre a burocracia e procedimentos ao longo desses níveis.

O que 2023 reserva para os concursos? Veja 7 editais previstos

Os concursos públicos previstos para serem realizados no Brasil em 2023 podem ofertar vagas para profissionais de níveis médio, técnico e superior.

7 verdades sobre concursos públicos que vão te motivar

Está querendo começar uma carreira pública em 2023? Então, conheça sete verdades sobre concursos públicos que podem deixar a sua motivação nas alturas.

Como usar o marketing pessoal para ter bons relacionamentos no trabalho?

Entenda melhor o conceito de marketing pessoal e veja como aplicar esse conhecimento à sua vivência profissional.