Governo propõe valor do salário mínimo para 2022; alta poderá ser de 6,27%. Confira detalhes

O salário mínimo de 2022 pode chegar a R$ 1.169, sendo R$ 22 a mais do que a estimativa anterior. O valor deve ser fechado até início do próximo ano.

O Projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA) de 2022 foi entregue ao Congresso Nacional nesta terça-feira (31/08). O documento propõe uma correção de 6,27% no salário mínimo para 2022, chegando a R$ 1.169.

Para fazer esse reajuste, o governo está considerando o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), elevando o valor apenas de acordo com a inflação. Ou seja, não haverá um aumento real.

Piso salarial de 2021 ficou abaixo da inflação

Todos os anos é feita uma revisão do salário mínimo, de acordo com a Constituição Federal. O objetivo é que as pessoas não percam seu poder de compra com o aumento da inflação de um ano para o outro.

No reajuste para 2021, o piso salarial deveria ter R$ 2 a mais, para ficar dentro do nível da inflação. Contudo, o valor fixado foi de R$ 1.100, ficando abaixo. De acordo com o secretário especial do Tesouro e Orçamento, Bruno Funchal, esse valor será acrescentado no próximo ano.

“O novo mínimo deve contemplar o resíduo que não foi aplicado no ano passado, esses R$ 2, e pode ser reajustado. Na própria discussão do Orçamento ou no envio da norma é possível fazer esse ajuste. A conta agora é mais para direcionar o volume de despesas no Orçamento”, disse Bruno Funchal

Projeções do salário mínimo para 2022

O novo valor calculado acrescenta R$ 69 ao piso salarial pago atualmente. A nova projeção é maio que a anterior, estimada pela Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), que previa salário mínimo de R$ 1.147 em 2022.

Essa diferença de quantias se dá por causa da inflação do ano referência. Ou seja, para o próximo ano, será considerada a porcentagem de inflação de 2021. Enquanto isso, várias projeções são feitas ao longo do ano.

Dessa forma, é possível que o salário mínimo proposto para 2022 no PLOA ainda mude. Segundo estimativa do Banco Central, publicada no Boletim Focus, a inflação deste ano deve chegar a 7,27%.

Leia também

você pode gostar também

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Aceitar Ler mais