Sem motorista: ônibus autônomo é lançado na Coreia do Sul

Lançado recentemente, o ônibus autônomo percorre, por enquanto, um pequeno trajeto de 3,4 quilômetros no centro da capital da Coreia do Sul. Tal trajeto é feito em torno de 20 minutos.

Já pensou em usar como meio de transporte um ônibus sem motorista para se deslocar de um lugar para o outro? Achou futurista demais? Pois saiba que o ônibus autônomo já é uma realidade, pelo menos em Seul, capital da Coreia do Sul.

A cidade lançou recentemente a sua primeira linha de ônibus sem motorista. Por enquanto, o novo veículo vai percorrer um pequeno trajeto de 3,4 quilômetros, no centro de Seul.

Para percorrer essa distância, o ônibus autônomo leva 20 minutos. Além disso, no momento, ele conta com um motorista de segurança para monitorar o veículo de perto.

Para o passageiro embarcar no ônibus autônomo, ele precisa reservar um assento gratuito por meio de um aplicativo. O embarque acontece em duas paradas designadas para o veículo.

Como é o ônibus autônomo lançado na Coreia do Sul

O ônibus autônomo não é nada parecido com o coletivo comum. O ônibus sem motorista apresenta bordas arredondadas e possui grandes janelas. Ele é munido de câmeras e lasers durante toda a rota, em substituição aos sensores caros.

A tecnologia de direção autônoma foi desenvolvida pela startup 42dot. Porém, essa tecnologia agora pertence a empresa automobilística sul-coreana Hyundai. O objetivo da empresa era tornar a tecnologia mais acessível, ou seja, baixo custo, além de torná-la mais segura e transferível para outros tipos de veículos no futuro.

Direção autônoma do outro lado do Oceano Atlântico

A tecnologia de direção autônoma está presente também no outro lado do Oceano Atlântico. Isso porque, a Tesla, empresa de automóveis do bilionário Elon Musk, disponibilizou recentemente a versão beta do software de direção autônoma da empresa para a América do Norte.

A montadora, no entanto, ainda aguarda aprovação regulatória para que seus veículos sejam dirigidos sem supervisão humana.

O que é direção autônoma?

A direção autônoma é uma função que permite que os veículos não necessitem de motoristas para operá-los com segurança. Tais veículos são conhecidos como autônomos ou sem motorista. Para funcionar, os veículos autônomos contam com 5 tecnologias, quais sejam:

  • Câmeras;
  • Sensores;
  • GPS;
  • Inteligência Artificial (IA);
  • Central de comando.

Todas essas cinco tecnologias trabalham de forma combinada de modo a permitir que o veículo responda precisamente nas situações comuns ao trânsito, como mudar de faixa, parar no semáforo quanto estiver vermelho, parar para pedestres, entre outras.

Vale destacar que existem níveis de autônoma para definir em qual estágio do veículo autônomo está na direção autônoma. São seis níveis de automação. O primeiro nível é o sem automação (nível 0), no qual o automóvel depende de comandos humanos para funcionar.

Já o último nível é o de automação plena (nível 5), no qual o veículo consegue operar sem a interferência humana. Inclusive, ele nem possui volante e pedais, de tão capaz que é de andar em ruas, avenidas e rodovias, e até mesmo tomar decisões difíceis.

Quando surgiu o primeiro veículo com direção autônoma?

A primeira empresa a usar um veículo autônomo foi a alemã Continental. Em 1968, a empresa usou o automóvel sem motorista para estudar o comportamento dos pneus de forma cientifica em condições reais de uso.

Leia também

você pode gostar também

Moeda de 1 real rara vale MUITO dinheiro; veja se você tem

O mercado de colecionadores de cédulas e moedas é surpreendente; conheça mais detalhes, a seguir, a respeito da numismática.

Concurso AGU: inscrições terminam em breve; veja como participar

Concurso AGU 2023 (Advocacia-Geral da União) oferece 300 vagas destinadas a profissionais de nível superior. Veja como realizar sua inscrição.

Tesouro Direto cria complemento para a aposentadoria; conheça o RendA+

Em janeiro, um novo título público do Tesouro Direto entrou em negociação no país. O RendA+ pretende complementar a aposentadoria dos segurados vinculados ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Aumento do salário mínimo 2023 vai depender de novos cortes, diz ministra

O novo valor do salário mínimo nacional pode chegar a R$ 1.320,00, mas, para isso, será preciso fazer cortes no orçamento do governo, segundo Simone Tebet.

Alerta INMET: Tempestades e chuvas intensas em mais de 1,1 mil cidades

As tempestades e chuvas intensas continuam sem dar trégua, dessa vez atingindo mais de 1,1 mil cidades. Confira mais informações do alerta INMET do dia.

ChatGPT: inteligência artificial é capaz de escrever textos inteiros sozinha

Esta nova ferramenta que é capaz de gerar diversos tipos de textos, se tornou viral e já atingiu mais de um milhão de usuários, segundo seus criadores.