Multas de trânsito poderão ser parceladas, caso novo projeto avance

Com a aprovação do projeto, multas de trânsito poderão ser parceladas de maneira simplificada. Entenda mais a seguir.

A Comissão de Constituição e Justiça e Cidadania (CCJ) da Câmara dos Deputados aprovou na última terça (11) um projeto de lei a respeito do parcelamento das multas de trânsito. O texto prevê que multas de trânsito poderão ser parceladas por departamentos de trânsito (Detrans), desde que previstas no Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

Leia também

Com a aprovação, a proposta deve seguir para o Senado, desde que não haja recurso para que seja votada pelo Plenário. A regulação da matéria está sendo feita pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

Além disso, o texto aprovado ainda prevê a questão de que multas em outro estado só podem ser parceladas no caso de convênio entre os Detrans de origem do veículo e de onde foi notificado. 

A relatora, deputada Clarissa Garotinho (União – RJ), por meio de recomendação, fez com que o texto aprovado fosse o substitutivo da Comissão de Viação e Transportes ao Projeto de Lei 2959/19, do deputado Cezinha de Madureira (PSD – SP).

Por meio do substitutivo, torna-se possível que a solicitação do parcelamento e o pagamento da primeira parcela sejam valores suficientes para a emissão do Certificado de Registro e do Certificado de Licenciamento Anual. Estes são referentes ao ano da infração, ou o ano seguinte.

A deputada ainda argumentou que a aprovação de qualquer projeto que permita que multas de trânsito sejam parceladas deve beneficiar milhares de brasileiros. Afinal, muitos se encontram em dificuldade para quitar tais débitos, algo que dificulta a regularização da documentação de seus veículos.

Tramitação da proposta das multas de trânsito

O Projeto de Lei (PL) 2959/2019 de Cezinha de Madureira foi apresentado em maio de 2019. Igualmente, sua proposta alterava a Lei 9.503, que institui o Código de Trânsito Brasileiro, de forma que o parcelamento e cobrança de multas de trânsito fosse alterado.

No mesmo ano, em dezembro, o projeto foi retirado de pauta pelo relator. Em 2021, o prazo de cinco sessões para apresentação de emendas foi encerrado, por não terem sido apresentadas emendas. Deste modo, em maio deste ano, a deputada Clarissa Garotinho foi designada a nova relatora.

Até o momento, o parecer já foi apresentado à Comissão de Constituição de Justiça e Cidadania (CCJC), com leitura pela deputada Érika Kokay, e aprovação da comissão.

Parcelamento de multas de trânsito

A questão do parcelamento de multas de trânsito já é um serviço previsto em lei desde setembro de 2016, com base na Resolução 619 do CTB. Contudo, o recebimento de multas pela rede arrecadadora é feito exclusivamente à vista e de forma integral, por meio de cartão de crédito, por conta e risco de instituições do Sistema de Pagamentos Brasileiro (STB).

Igualmente, órgãos e entidades do Sistema Nacional de Trânsito que queiram oferecer a alternativa de parcelamento podem promover a habilitação de empresas credenciadoras ou facilitadoras para processar as operações. Assim, encargos e outras cobranças via cartão de crédito, por exemplo, ficam a cargo do titular do cartão.

Mesmo que seja um serviço disponível, o parcelamento possui algumas restrições. Ficam excluídas multas inscritas em dívida ativa, veículos licenciados em outras UFs, parcelamentos inscritos em cobrança administrativa e multas aplicadas por outros órgãos que não autorizam o parcelamento.

Leia também

você pode gostar também

13º salário: veja regras e quem tem direito ao valor neste ano de 2022

O 13º salário corresponde a um benefício trabalhista previsto na legislação brasileira, mas existem regras para determinar quem tem direito ao valor neste ano de 2022.

Concurso INSS: Cebraspe aplica provas neste domingo, 27

Avaliações do concurso INSS cobrarão diversos conhecimentos do candidato. Saiba também como conferir o local de prova.

Salário mínimo 2023 tem novo valor previsto; alta pode ser de até 1,4%

Com as negociações da equipe de transição do presidente eleito Lula, salário mínimo 2023 tem novo valor previsto, baseado no método de aumento real.

INMET alerta: chuvas intensas podem atingir mais de 1,2 mil cidades do país

Alerta foi emitido pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) na manhã desta sexta-feira (25) e tem validade até amanhã, dia 26/11, às 10h.

IR: novo lote residual da restituição será pago em breve

Mais de 556 mil contribuintes terão acesso, em breve, ao lote residual do IR de novembro. Confira data e regras.

Mutirão: acaba em poucos dias o prazo para negociar dívidas com bancos

Ação de renegociação de dívidas está ofertando condições especiais para quem quiser limpar seu nome junto a bancos e instituições financeiras.