Pix poderá ser feito sem acesso à internet, diz presidente do Banco Central

Presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto, anunciou que, em breve, Pix não precisará de internet.

Nesta terça-feira (16/11), o presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto, anunciou novas mudanças no Pix. Segundo ele, a ferramenta contará com operações sem internet e também com transações internacionais. Ainda não há data para a implementação das novidades.

O Pix foi criado pelo Banco Central no final de 2020 e se tornou um dos meios de transferência de recursos mais populares do país. A ferramenta permite que recursos sejam enviados ou recebidos de forma instantânea a qualquer hora do dia.

Pix sem internet e outras novidades

Apesar de não dar data para o Pix sem internet e para as transferências internacionais, foi informado que tecnologias estão sendo estudadas. Acredita-se que as opções devem sair em breve, seguindo a evolução da ferramenta.

Por outro lado, já foi prometido que o Pix ganhará novidades até o fim de 2021. No caso, o Pix Saque e o Pix Troco. Ambos serão implementados em 29 de novembro. O Pix Saque permite que saques em espécie sejam feitos em pontos que aceitam Pix e serviço de saques. O segundo oferece a opção da pessoa transferir dinheiro a mais durante uma compra e pegar o restante em espécie, como se fosse um troco.

Segundo Campos Neto, o Pix ainda tem espaço para crescer. Para ele, as ferramentas já disponíveis não estão sendo tão utilizadas pelos usuários. “O uso do QR Code ainda depende de melhor assimilação da tecnologia pelos usuários”, disse o presidente do BC.

Pix: preferência nacional

De acordo com dados do próprio BC, até o mês de outubro de 2021, o Pix realizou aproximadamente 7 bilhões de transações, sendo movimentado R$ 4 trilhões. Além disso, cerca de 348,1 milhões de chaves foram cadastradas na plataforma.

O BC também informou que o Pix já superou a Transferência Eletrônica Disponível (TED) e o Documento de Ordem de Crédito (DOC) em quantidade de transações. Recentemente, a nova plataforma passou até a geração de boletos.

Leia também

você pode gostar também