Existem pelo menos 5 tipos de concurseiros; descubra qual é você

Conheça os cinco principais tipos de concurseiros que existem e descubra com qual deles você se identifica mais.

O mundo dos concursos públicos nos permite notar candidatos com diferentes perfis: aqueles que dedicam todo o seu tempo para os estudos; aqueles mais ocupados que deixam para estudar para as provas faltando poucas semanas; aqueles que querem começar uma carreira pública a todo custo, dentre outros. Selecionamos cinco tipos de concurseiros mais comuns para que você descubra com qual deles se identifica mais. Preparado? Então, bora lá.

Veja qual tipo de concurseiro é você

1) O sonhador iniciante

O concurseiro com o perfil sonhador acredita que se ele for aprovado em um concurso público, todos os seus sonhos estarão realizados e que não precisa se preocupar com mais nada em sua vida.

Geralmente, ele não tem nenhuma experiência no mundo dos concursos e fica totalmente perdido na hora de estudar, já que é um iniciante. Acredita fielmente que não vai mais precisar trabalhar duro e nem tampouco dedicar à sua função, assim que tomar posse do seu cargo.

Para esse tipo de concurseiro, ser aprovado em um concurso público é a solução ideal para a sua vida. O problema é que um candidato com esse perfil sonha mais do que realmente se dedica aos estudos, já que ele não sabe ou não consegue manter o foco.

2) O eterno indeciso

Quando o assunto é tipos de concurseiros, esse perfil também costuma ser bastante comum. O indeciso tem nível mediano de experiência no universo dos certames, mas vive atirando para todos os lados para conseguir a sua aprovação a qualquer custo.

Ele já prestou concursos para diferentes áreas, desde a PRF até a Secretaria da Educação. A única certeza que o concurseiro indeciso tem é que ele precisa ser aprovado em qualquer órgão público, não importando qual seja e mesmo que isso demore uma eternidade.

O grande desafio para esse tipo de perfil é a falta de foco. Aquele velho ditado árabe que diz “Para quem não sabe aonde está indo, qualquer caminho serve”, se encaixa muito bem nesse contexto. Prestar um concurso público sem escolher uma área e se dedicar exclusivamente a ela, é perda de tempo e de energia.

3) O aventureiro procrastinador

Mais um dos tipos de concurseiros que merece destaque. O aventureiro faz a sua inscrição para o concurso público e fica procrastinando os estudos até a publicação do edital. Só depois disso, ele começa a estudar de fato.

Em alguns casos, esse perfil de concurseiro ainda protela o início dos estudos para as provas. Tudo para ele serve como desculpa para não começar a estudar e acha que vai dar tempo de aprender tudo, tranquilamente.

Aí quando falta pouco mais de um mês para a data da prova do certame, o aventureiro procrastinador acredita em seu potencial de que pode compensar todo o atraso, se estudar incansavelmente. O que ele faz? Abre mão de tudo e estuda 16 horas por dia, quase que ininterruptamente. É uma aventura e tanto.

4) O tripla jornada

Sabe aquele concurseiro que trabalha fora, tem filhos, cuida da casa e ainda arruma tempo para estudar para as provas? O perfil tripla jornada precisa se desdobrar para dar conta de tudo, mas sempre arruma um tempinho para se preparar para as provas.

Apesar de já ter alguma experiência no universo dos concursos, porém sem sucesso, o perfil tripla jornada sabe que o seu tempo para estudar é bastante escasso.

Mas ele consegue manter o seu foco nesse objetivo e aproveita cada momento livre para dar aquela revisada nas matérias. Apesar do pouquíssimo tempo livre, a sua dedicação aos conteúdos é exclusiva, o que aumenta as chances de aprovação.

5) O CDF

Outro dos tipos de concurseiros mais comuns que existem por aí. Esse perfil é extremamente dedicado aos estudos e dispõe 100% do seu tempo para aprender todo o conteúdo que será cobrado no edital.

A sua experiência em concursos é grande, e ele sabe que para ser aprovado não existe receita mágica, ou seja, é preciso muita dedicação.

Por isso, a sua vida se resume nas aulas do cursinho preparatório, nos livros e apostilas. O concurseiro CDF é considerado o sabichão do pedaço por ter todo o conteúdo das disciplinas na ponta da língua, anota tudo o que acha importante das aulas e é uma referência até para os outros candidatos.

Sendo assim, esse perfil de concurseiro é o que mais tem chances de passar. Afinal de contas, quem se dedica mais aos estudos pode ser aprovado em diferentes concursos públicos. Por isso, que tal se inspirar nele?

Independente de qual dos tipos de concurseiros você tenha se identificado, o fundamental é que você se dedique ao máximo aos estudos. Boa sorte nas provas.

Leia também


você pode gostar também

7 alimentos que “roubam” a memória; o sexto você nem vai acreditar

Pesquisas recentes mostram que alguns alimentos pobres em nutrientes podem gerar deficiência nutricional no organismo e afetar as funções cerebrais a longo prazo.

7 filmes da Netflix que vão te deixar mais feliz e otimista em 2022

Selecionamos sete filmes da Netflix que podem te dar mais otimismo.

Área jurídica: confira 5 carreiras que têm ganhos acima de R$ 15 MIL

Tem afinidade com a promissora área jurídica? Então, conheça cinco rentáveis carreiras que pagam salários acima de R$ 15 mil por mês.

5 truques infalíveis para montar um plano de estudos realmente eficaz

Acabou de fazer a inscrição em um concurso público? Conheça cinco truques infalíveis para montar um plano de estudos eficaz.

5 dicas úteis para fazer um bom fichamento durante os estudos

Procura uma técnica de aprendizagem que seja eficiente? Fique por dentro de cinco dicas úteis sobre como fazer um bom fichamento durante os estudos.

Moeda de R$ 1, conhecida como Perna de Pau, vale até R$ 8 MIL

A proposta de R$ 8 mil por uma unidade desse modelo surpreendeu os colecionadores e usuários da internet.