Entenda a diferença entre os níveis profissionais júnior, pleno e sênior

Para estudantes e profissionais recém-chegados ao mercado de trabalho, conhecer essas diferenças é muito importante.

Cada vez mais as empresas estão usando esses termos e detalhando se é uma vaga para os perfis Júnior, Pleno e Sênior. Com base nisso, eles decidem atividades, salários e responsabilidades, por isso é muito importante que todos saibam as diferenças entre cada um e como eles podem ser diferenciados de acordo com as diferentes categorias.

Em suma, alguns critérios que diferenciam os perfis Júnior, Pleno e Sênior, saiba mais abaixo.

O que diz a experiência de trabalho?

Refere-se ao número de anos de experiência profissional de trabalho. No entanto, o estágio realizado durante o seu tempo como estudante não conta. Também não acrescenta se a pessoa trabalhou durante 2 anos numa loja, por exemplo, ou em outros tarefas não relacionadas com a sua atividade profissional.

  • Júnior: Menos de 5 anos de experiência;
  • Pleno: De 5 a 10 anos de experiência;
  • Sênior: Mais de 10 anos de experiência.

Diferenças entre Júnior, Pleno e Sênior

Júnior

São profissionais que normalmente iniciam sua carreira profissional após o término dos estudos. Têm geralmente menos de 5 anos de experiência profissional, relacionada com a atividade profissional, excluindo as atividades práticas desenvolvidas durante o estágio de estudante.

Um perfil Júnior é geralmente um jovem que, devido aos seus conhecimentos atualizados, pode trazer um certo “gás” à equipe, embora geralmente exijam mais experiência para contribuir com ideias inovadoras e viáveis ​​para um projeto.

Este profissional geralmente não maneja todas as ferramentas necessárias para o desenvolvimento de suas atividades, por isso necessita de orientação constante em sua gestão, e suporte nos processos específicos da empresa. Além disso, por não ser um especialista, exige acompanhamento durante o desenvolvimento dos projetos, de forma a atender aos padrões da empresa.

Um profissional Júnior pode ter dificuldade em determinadas áreas de sua atuação. Ele pode precisar de orientação na hora de definir e organizar seu trabalho, ou pode ter dificuldade em transmitir suas ideias para o restante da equipe ou para o cliente, podendo até se estressar e ter resultados negativos em atividades realizadas sob pressão.

Por serem profissionais que exigem muita orientação e suporte, o salário costuma ser menor do que os demais perfis.

Pleno

Um profissional Pleno tem entre 5 e 10 anos de experiência profissional. Desse modo, ele tem capacidade para realizar atividades mais complexas e desenvolver projetos de forma independente.

Esse profissional possui bons conhecimentos sobre ferramentas, metodologias e processos que o auxiliam a atuar com responsabilidade, por isso não requer supervisão constante e pode ser considerado um tanto autossuficiente. No entanto, ainda consegue cometer erros que poderiam ser evitados.

Um Pleno tem uma visão mais ampla sobre o seu escopo, por isso procura usar o tempo de forma eficaz e procura por si as atividades a realizar. Costuma ser um profissional que sabe organizar melhor o tempo destinado a cada atividade, e entregar bons resultados em atividades sob pressão.

Este perfil pode não ser um especialista completo no assunto, mas tem o conhecimento e a capacidade de continuar crescendo para que possa ganhar a experiência e as habilidades necessárias para se tornar um Sênior.

Sênior

Por fim, um Sênior é um profissional experiente, com grande experiência e atuação superior a 10 anos. Possui o conhecimento necessário para realizar atividades desafiadoras, tornando-se, inclusive, referência no desenvolvimento de projetos dentro da empresa.

Este profissional tem a experiência necessária para desenvolver projetos sem supervisão e autonomia para tomar decisões importantes. Além disso, tem a capacidade de definir os processos, ferramentas e metodologias que mais se adequam às necessidades da empresa em prol de um trabalho ágil e produtivo.

Um profissional Sênior geralmente ocupa cargos de liderança numa empresa. Ele sabe manejar de forma otimizada as ferramentas necessárias para o desenvolvimento de suas atividades. Da mesma forma, seu desempenho não é afetado mesmo trabalhando sob pressão, pelo contrário, ele busca formas de se aprimorar e se encarregar das dificuldades.

Com efeito, um profissional sênior tem um salário maior do que os perfis menos experientes, mas o trabalho não para por aí. Geralmente são pessoas que estão em constante atualização e que buscam formas de melhorar continuamente e apresentar soluções inovadoras.

Leia também

você pode gostar também

Por que os palitos de pirulito têm um pequeno furinho na ponta?

Sempre fez questão de aprimorar os seus conhecimentos e tem a curiosidade aguçada, concurseiro? Então, descubra para que serve o furinho na ponta dos palitos de pirulito.

Entenda de onde surgiu o “sentido horário” dos relógios

Você já se perguntou por que o relógio gira em sentido horário? Este é um padrão que vem de relógios de sol antigos. Leia e entenda a seguir.

Afinal, qual é a verdadeira diferença entre poema e poesia? Entenda aqui

Apesar de parecerem idênticos, o poema e a poesia possuem algumas diferenças vitais, e que são de conhecimento essencial no mundo literário.

Grampeador tem função “secreta” que muitas pessoas ainda não conhecem

Embora todos nós usemos um grampeador de vez em quando, você provavelmente não conhece este tipo de uso secreto para ele.

15 nomes antigos que voltaram a ser populares no Brasil

Alguns dos nomes retrôs são muito populares hoje em dia no Brasil, sejam femininos ou masculinos. Confira alguns deles abaixo.

Como começar a empreender? Veja 7 dicas para ter um negócio de sucesso

Está querendo começar a empreender em 2023 e pretende alcançar o êxito profissional? Fique por dentro de sete dicas para ter um negócio de sucesso.