Confira 5 profissões que não têm piso salarial definido por Lei

Sempre sonhou em receber um salário atrativo todos os meses? Conheça cinco profissões que não têm piso salarial definido por Lei no Brasil.

A maioria das profissões no Brasil são regulamentadas e possuem um piso salarial definido pelos conselhos e sindicatos de cada categoria. Porém, algumas áreas ainda não possuem uma regulamentação, ou seja, não existe uma remuneração mínima permitida.

Essa matéria selecionou cinco profissões quem não têm piso salarial definido por Lei. Vale lembrar que não são somente as profissões da nossa lista que não possuem piso salarial. A seleção feita é meramente exemplificativa. Por isso, se você procura uma área para investir que seja bem remunerada, continue a leitura até o final.

Profissões sem piso salarial definido por Lei

1) Design Gráfico

Essa é uma das profissões quem não têm piso salarial definido por Lei. Quem atua como Design Gráfico ainda não tem como se basear em um valor de remuneração mínimo, no mercado de trabalho.

Na verdade, a remuneração média do Designer Gráfico pode variar de acordo com a cidade, estado, porte da empresa contratante, habilidades técnicas, experiência na função e o tempo de mercado do profissional.

Os valores podem variar de R$ 2 mil (início de carreira) até R$ 4,3 mil (mais de oito anos de experiência), em média. Por exemplo, na cidade de São Paulo, o salário mensal de um Design Gráfico é um pouco acima da média, podendo variar entre R$ 5 mil a R$ 7,8 mil.

2) Tecnologia da Informação (TI)

Mais uma das profissões quem não têm piso salarial definido por Lei. Ao contrário do que muita gente pensa, os profissionais da área da Tecnologia da Informação também não possuem um valor de remuneração mínimo no Brasil.

A média de ganhos varia de acordo com a área de atuação da empresa onde o profissional trabalha, que pode ser: prestação de serviços, comércio, transportes e indústria. Além disso, o tempo de experiência no ramo e as habilidades técnicas também podem definir o valor do salário de quem trabalha na área de TI.

Em média, um profissional de Tecnologia da Informação em início de carreira pode receber cerca de R$ 2,3 mil por mês. Quem atua em cargos mais altos, como Coordenador, Gestor ou Diretor de TI, por exemplo, a média de ganhos pode variar de R$ de 5,9 mil até R$ 16,8 mil por mês.

3) Profissões quem não têm piso salarial definido por Lei: Turismólogo

Se você sempre sonhou em trabalhar como Turismólogo, sabia que essa profissão ainda não possui um valor de remuneração mínimo previsto na legislação? É verdade. O salário varia de acordo com o cargo e o tempo de experiência na função.

Um Gerente de Turismo, por exemplo, recebe em média R$ 3,3 mil por mês. Já um Guia Turístico em início de carreira pode ganhar até R$ 2,1 mil por mês, dependendo da empresa contratante e da cidade.

Representantes desse setor reivindicaram, em 2021, a criação do valor de um salário-base em uma audiência pública realizada na Câmara dos Deputados de Brasília (DF). Mas ainda não se teve uma definição a respeito desse assunto.

4) Chef de Cozinha

Outra das profissões quem não têm piso salarial definido por Lei. Profissionais do ramo da Gastronomia também não possuem um valor de salário-base da categoria. O valor das remunerações é negociado diretamente com as empresas contratantes.

O salário mensal de um Chef de Cozinha Executivo, por exemplo, pode variar entre R$ 3,3 mil a R$ 5,5 mil por mês. Tudo depende da cidade, do ramo da organização que está contratando, do tempo de experiência na função e das habilidades do profissional.

Se você tem familiaridade com a área da Gastronomia e quer se arriscar nela, saiba que o valor do salário que vai receber pode variar bastante, no mercado.

5) Assistente Social

A última das profissões quem não têm piso salarial definido por Lei. Profissionais formados no curso superior de Serviço Social também não possuem um salário-base a nível nacional. O valor da remuneração média de um Assistente Social no Brasil gira em torno de R$ 2,8 mil por mês.

Uma comissão formada por representantes da categoria exigiu que fosse estipulado um piso salarial para Assistentes Sociais de R$ 5,5 mil, para uma carga horária de 30 horas semanais, cujo valor deveria ser reajustado anualmente com variação no Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).

O projeto de lei 41/2021 está parado na Comissão de Seguridade Social e Família e ainda não tem previsão de ser aprovado. Se você sempre quis trabalhar nessa área, a sua remuneração mensal será definida pela empresa contratante e vai depender da sua experiência e habilidades no ramo.

Qual das profissões quem não têm piso salarial definido por Lei você mais se identificou? É pertinente lembrar que, quanto maior for o seu nível de experiência, habilidades (técnicas e comportamentais) e formação intelectual, maior poderá ser o seu salário nas áreas citadas acima. Boa sorte.

Leia também

você pode gostar também

Conheça 9 profissões que não precisam de diploma

Não pôde concluir os estudos e vai começar a procurar emprego? Conheça nove profissões que não precisam de diploma e que costumam ter uma grande demanda.

Saiba como aumentar sua produtividade em 7 passos

Procura uma forma de aumentar a produtividade nos estudos para as provas do concurso? Fique por dentro de sete dicas incríveis e turbine as suas chances de aprovação.

Síndrome de Burnout: qual é a causa? Descubra como evitar

A Síndrome de Burnout é um distúrbio emocional relacionado com o excesso de trabalho, sendo considerada uma doença ocupacional por especialistas da área de saúde.

9 profissões com bons salários que não exigem nível médio

Sempre sonhou em ganhar bem, mas não quis levar os estudos adiante? Conheça nove profissões com bons salários que não exigem nível médio.

9 informações que não precisam ser citadas em seu currículo

Vai começar a procurar emprego e quer aumentar as chances de ser convocado para um processo seletivo? Então, conheça nove informações que não precisam ser citadas no currículo.

5 profissões que pagam bem e têm vagas sobrando

As profissões que pagam bem e têm vagas sobrando saem das carreiras tradicionais por acompanharem as inovações no mercado de trabalho. Porém, existem requisitos para ocupar os cargos dessa lista.