Concurso: como deve ser feita a alimentação antes das provas?

Para garantir o melhor desempenho possível, é fundamental apostar em uma alimentação balanceada e saudável em nutrientes, sem exageros ou mudanças drásticas.

Uma dúvida comum entre os concurseiros e estudantes refere-se à alimentação no período das provas, principalmente antes da realização dos exames. Como garantir energia suficiente para finalizar a prova, mas sem ficar cheio e sonolento? No geral, esse período é marcado por grande ansiedade, o que prejudica a alimentação e a rotina como consequência.

Por via de regra, os alimentos são combustíveis do corpo, principalmente do cérebro. A partir de uma quantidade e qualidade específica de nutrientes ingeridos é possível inclusive potencializar funções como concentração, memória e absorção de informações.

Portanto, a principal recomendação é manter uma alimentação regular, sem exageros ou mudanças drásticas antes do período de prova. Saiba mais a seguir:

Qual a melhor forma de se alimentar antes das provas?

Segundo a nutricionista Hortência Luz, nas vésperas e no próprio dia da prova é interessante evitar alimentos que não fazem parte do cotidiano alimentar do estudante, como preparações gordurosas, apimentadas ou açucaradas. Ademais, para garantir a concentração e descanso, é fundamental evitar o consumo de álcool.

“No dia da prova a fim de favorecer a memória e controlar a ansiedade, leve uma barra de cereais, frutas, água, suco, sucos energizantes, como o de mamão com laranja, sanduíche natural, castanha de caju e/ou um chocolate meio amargo”, explica a profissional. No caso de provas que não permitem que os participantes levem comida, a principal dica é fazer uma refeição generosa antes.

Porém, cuidado com os excessos nas quantidades. Quando ingerimos muita comida, o cérebro interrompe os envios de sinais que são responsáveis por nos manter acordados, o que causa o sono. Então, para evitar o desvio de energia no organismo, opte por uma refeição generosa, mas moderada para não afetar o desempenho na prova.

Em relação aos concursos que incluem a realização de etapas físicas, é fundamental se manter alimentado para evitar quedas de pressão ou episódios de fraqueza.

De acordo com a nutricionista Hortência Luz, manter uma alimentação equilibrada desde o período de treinamento permite com que o organismo se acostume com a rotina previamente, evitando surpresas indesejadas no dia do teste.

Nesse caso, a principal dica é se alimentar com fontes ricas em proteína e carboidratos complexos, tanto antes quanto depois do treino. “Evite alimentos ricos em gorduras e frituras pois a digestão desses alimentos é lenta, e não se esqueça que a hidratação é fundamental antes, durante e depois dos testes”, aconselha Hortência.

Leia também


você pode gostar também

Validade de concursos: como esse prazo afeta os concurseiros?

Entenda como funciona a validade de concursos públicos e saiba como esse prazo afeta a vida de todo concurseiro aprovado.

Estas 5 profissões antigas voltaram à moda no país e ganharam relevância

Conheça cinco profissões antigas que voltaram a ganhar espaço e relevância no mercado de trabalho brasileiro.

Concurso INSS: veja 5 dicas infalíveis para aplicar durante os estudos

As dicas infalíveis para aplicar durante os estudos do concurso INSS permitem que o concurseiro tenha mais organização nas etapas de aprendizagem e revisão do conteúdo.

Veja 5 coisas que você não pode colocar no seu currículo em 2022

Está procurando emprego? Saiba o que não colocar no currículo em 2022 e aumente as chances de ser convocado para uma entrevista.

5 profissões que pagam bem aos que desejam ter jornada de 20 horas semanais

Se você sempre sonhou em ter um alto salário mas sem trabalhar demais, conheça cinco profissões que pagam bem e trabalham pouco.

Profissões de Humanas: veja os 5 cargos mais bem pagos do Brasil

Sonha em começar uma carreira que paga um alto salário? Conheça cinco profissões de Humanas que podem transformar isso em realidade.