Abono: proposta prevê 13º salário para BPC e Auxílio Brasil

13º salário para BPC e Auxílio Brasil já está sendo debatido no Senado Federal. Projeto de Lei foi apresentado em 2019 e teve movimentação neste ano.

Os inscritos no Auxílio Brasil e os que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC) podem passar a ter direito ao 13º salário? Um Projeto de Lei (PL) prevê o pagamento do abono para os dois programas e já está circulando no Senado Federal.

Vale lembrar que o BPC realiza repasses mensais de um salário mínimo vigente (atualmente em R$ 1212) para seus inscritos. Já o Auxílio Brasil, no momento, vem fazendo pagamentos de R$ 600 por mês aos seus beneficiários.

13º salário para BPC e Auxílio Brasil

O Projeto de Lei n° 6394/2019, do senador Ciro Nogueira (PP – PI), foi colocado para circular no Senado Federal no ano de 2019. O texto aponta que os pagamentos dos benefícios sejam feitos “em dobro” no mês dezembro, o que configura justamente uma espécie de 13º salário.

A tramitação do PL começou na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa. Lá, o projeto teve seu relator, foi votado e aprovado.

Em seguida, o texto foi encaminhado para a Comissão de Assuntos Sociais (CAS). O senador Eduardo Gomes (PL – TO) foi escolhido como relator. Todavia, ele deixou a comissão e, agora, o PL aguarda pela designação de um novo relator. Quando isso ocorrer, o relatório será feito e, depois, haverá uma votação na comissão.

Se passar, o PL pode ainda ser analisado por outras comissões do Senado. Quando finalmente deixar a Casa, o texto será levado para a Câmara dos Deputados. Os parlamentares debaterão a matéria e votarão.

Sendo aprovado, o texto irá para sanção presidencial. Somente a partir disso é que o 13º salário para BPC e Auxílio Brasil poderá ser pago aos seus beneficiários.

Como funciona o BPC e quem recebe

O Benefício de Prestação Continuada (BPC) é um auxílio pago pelo Instituto Nacional do Seguro Social. Contudo, ao contrário do que ocorre com aposentados e pensionistas, o inscritos no BPC não ganham o 13º salário, pois não estão atrelados à Previdência Social.

Assim, os repasses, que são de um salário mínimo, são pagos para as pessoas que cumprem as determinações a seguir:

  • Estar inscrito no CadÚnico com o registro atualizado;
  • Estar com o CPF em situação regular;
  • Ser membro de família com renda per capita de até um quarto de salário mínimo;
  • Ter 65 anos ou mais (pessoa idosa) ou ser Pessoa com Deficiência (PcD) de qualquer idade.

Quem tem direito ao Auxílio Brasil

Originalmente, o Auxílio Brasil fazia pagamentos de R$ 400. Com a PEC Kamikaze, os valores foram para R$ 600 mensais até o final de 2022. Assim, em 2023, os depósitos teoricamente voltarão aos R$ 400.

Contudo, o governo de transição, liderado pelo presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT), quer garantir que os pagamentos continuem em R$ 600 em janeiro do ano que vem. Para isso, vem sendo discutida uma nova Proposta de Emenda à Constituição (PEC), apelidada de PEC da Transição. Se ela passar, os repasses se manterão em R$ 600.

Para receber o Auxílio Brasil, é necessário que a pessoa esteja inscrita no CadÚnico e que se enquadre em uma das situações abaixo:

  • Estar em situação de emancipação;
  • Estar em situação de pobreza;
  • Estar em situação de extrema pobreza.

O Ministério da Cidadania realiza a inscrição de forma automática e também pode excluir as pessoas que não se enquadram nas regras.

Leia também

você pode gostar também

Benefício de R$ 1,2 mil é pago para ESTE grupo de trabalhadores

Uma iniciativa do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) garante a um grupo específico de trabalhadores um benefício de R$ 1,2 mil em parcela única. Saiba mais sobre o assunto.

Calendário Bolsa Família de Janeiro: veja todas as datas

O valor médio do Bolsa Família atualmente é de R$ 614,21; veja quem vai receber o pagamento nesta quinta-feira.

Aposentadoria INSS: veja quem terá as parcelas ainda nesta semana

Além da aposentadoria, o INSS também paga auxílio-doença e pensão aos segurados; confira o calendário de janeiro a seguir.

Prova de Vida: INSS terá 10 meses para provar que segurado está vivo

Saiu uma portaria que regulamenta os novos procedimentos necessários para realizar a prova de vida do INSS dos segurados.

Extrato da aposentadoria do INSS já pode ser consultado via app

Benefício recebeu reajuste, consequência da alta do salário mínimo, que passou a vigorar no começo de 2023.

Empresa é obrigada a pagar auxílio-creche para mães? Confira as regras

O auxílio-creche permite que mães tenham um lugar para deixar seus filhos enquanto trabalham. Contudo, muitos não sabem se a empresa é obrigada a pagar o auxílio às mulheres.