BPC bloqueado ou suspenso? Saiba como reativar o benefício de R$ 1,2 mil

Falta de atualização cadastral é um dos principais motivos para o bloqueio do benefício, pago a um grupo específico de contribuintes previdenciários.

Muitos beneficiários acabam experimentando o bloqueio do Benefício de Prestação Continuada (BPC), pago a idosos ou a pessoas portadoras de deficiência, com renda correspondente a até um quarto do salário mínimo por pessoa do núcleo familiar (R$ 303,00).

Nesse sentido, a maior causa para o bloqueio ou suspensão do BPC é a falta de atualização dos dados no Cadastro Único (CadÚnico). Os beneficiários do BPC passam por um pente-fino no período de dois anos. Sendo assim, se os dados não estiverem atualizados, acontece o bloqueio ou suspensão.

O Benefício de Prestação Continuada é um auxílio do Instituo Nacional do Seguro Social (INSS), pago a pessoas em situação de baixa renda e no valor correspondente a R$ 1.212,00 (um salário mínimo). Para voltar a receber, entretanto, é preciso fazer a atualização cadastral no CadÚnico, no site do Meu INSS ou até mesmo pelo número 135.

Como reativar o BPC

Beneficiários do BPC são submetido a uma espécie de operação pente-fino sempre a cada dois anos. Nesse sentido, se os dados não estiverem atualizados de acordo, acontece a suspensão ou o bloqueio do repasse do BPC.

Para fazer a atualização cadastral é necessário que o interessado se dirija até uma unidade do Centro de Referência e Assistência Social (CRAS) do lugar de domicílio. Após o cumprimento de todas as etapas estabelecidas para o processo, o INSS tem até 30 dias para incluir as informações atualizadas na base de dados do Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS).

Em seguida, o beneficiário deve abrir o Meu INSS e solicitar o serviço de “Reativar Benefício”. O requerimento pode ser feito também pelo número 135, disponível de segunda a sábado, das 7h às 22h. Para isso, basta informar que é um pedido de reativação do BPC. Em casos de atendimento presencial, o beneficiário dever se dirigir à uma agência da Previdência Social.

Reativar o BPC no Meu INSS

Para reativar o BPC, o usuário deve instalar o aplicativo do Meu INSS (disponível para Android e iOS) e seguir os seguintes passos:

  • Clique em “Entrar com gov.br” e informe o CPF, indo até a página “Continuar”;
  • Digite a senha e vá em “Entrar”;
  • Na página seguinte procure por “Reativar Benefício” e clique na opção;
  • Atualize os dados e vã em “Avançar”;
  • A seguir, responda algumas perguntas feitas e envie a documentação necessária para a atualização do CadÚnico;
  • É necessário explicar ao INSS o motivo do pedido de reativação e dizer que deseja fazer o acompanhamento pelo Meu INSS, pelo número 135 ou por e-mail;
  • Anote o protocolo e encerre o procedimento.

Bloqueio e suspensão do BPC

De acordo com o INSS, o bloqueio é uma ação pontual, afetando o pagamento de uma competência, ou seja, o segurado fica apenas um mês sem receber. Por outro lado, a suspensão impede a geração de crédito de qualquer espécie, fazendo com que o BPC deixe de ser pago.

Nesse sentido, cerca de mil beneficiários se encontram com os dados cadastrais desatualizados. O bloqueio é uma medida que afeta diretamente essa faixa da população que não está em dia com os dados cadastrais.

Todavia, o beneficiário deve fazer a atualização cadastral o quanto antes, para evitar o bloqueio ou a suspensão do BPC por muito tempo. Caso perca a renda, será difícil recuperá-la, restando ao beneficiário apenas entrar com um recurso contra o corte ou esperar o prazo de 30 dias e pedir um novo BPC.

Leia também

você pode gostar também

Auxílio Gás terá sua primeira parcela de 2023 em fevereiro; confira o valor

O pagamento do Auxílio Gás, benefício destinado às famílias de baixa renda, ocorre a cada dois meses. A primeira parcela deste ano será paga em fevereiro.

Benefício de R$ 1,2 mil é pago para ESTE grupo de trabalhadores

Uma iniciativa do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) garante a um grupo específico de trabalhadores um benefício de R$ 1,2 mil em parcela única. Saiba mais sobre o assunto.

Calendário Bolsa Família de Janeiro: veja todas as datas

O valor médio do Bolsa Família atualmente é de R$ 614,21; veja quem vai receber o pagamento nesta quinta-feira.

Aposentadoria INSS: veja quem terá as parcelas ainda nesta semana

Além da aposentadoria, o INSS também paga auxílio-doença e pensão aos segurados; confira o calendário de janeiro a seguir.

Prova de Vida: INSS terá 10 meses para provar que segurado está vivo

Saiu uma portaria que regulamenta os novos procedimentos necessários para realizar a prova de vida do INSS dos segurados.

Extrato da aposentadoria do INSS já pode ser consultado via app

Benefício recebeu reajuste, consequência da alta do salário mínimo, que passou a vigorar no começo de 2023.