Idosos que moram sozinhos têm direito ao BPC de R$ 1,2 mil?

Benefício é pago a idosos e pessoas com deficiências e em situação de baixa renda, e possui outros critérios necessários que devem ser preenchidos antes da liberação do repasse.

O Benefício de Prestação Continuada (BPC), é um benefício pago a idosos e a pessoas com deficiência de qualquer idade. Para ter direito ao pagamento do benefício, é necessário que a renda por pessoa da família seja igual ou menor a um quarto do salário mínimo.

Para receber o benefício, entretanto, é preciso também atender a outros requisitos de elegibilidade. Nesse sentido, idosos que moram sozinhos, ou em qualquer outra situação, precisam saber se têm direito ao BPC, pago no valor de R$ 1,2 mil.

Benefício de Prestação Continuada

O Benefício de Prestação Continuada é um auxílio destinado aos idosos com idade igual ou superior a 65 anos e às pessoas com deficiência de qualquer idade. Pessoas com deficiência devem possuir uma condição que cause impedimentos de natureza física, mental, intelectual ou sensorial, impossibilitando-a de participar da sociedade de forma plena.

Assim, para ter direito ao benefício é preciso que a renda por pessoa do grupo da família seja igual ou menor que um quarto do salário mínimo, ou seja, a renda per capita familiar não pode ultrapassar R$ 303,00.

Todavia, a família que deseja receber o Benefício de Prestação Continuada deve estar previamente inscrita no Cadastro Único (CadÚnico). Por outro lado, pessoas com deficiência passam por avaliação médica e social, realizada pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

De acordo com a lei, idosos que moram sozinhos têm direito ao BPC de R$ 1,2 mil. Além desse grupo, pessoas com deficiência que moram sozinhas, ou aquelas que se encontram em Unidades de Acolhimento, bem como as em situação de rua também têm direito ao Benefício de Prestação Continuada (BPC), desde que atendam aos critérios de acesso.

Solicitação do BPC de R$ 1,2 mil

Os interessados em solicitar o Benefício de Prestação Continuada (BPC) devem procurar o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) mais próximo de sua localidade de residência para receber mais informações e fazer o requerimento, inclusive.

Todavia, o requerimento do BPC também pode ser pedido nos canais de atendimento do INSS, pelo telefone 135 ou pelo site ou aplicativo do Meu INSS. Aqueles que preferirem podem se encaminhar diretamente a uma Agência da Previdência Social (APS).

Para fazer o requerimento do benefício é preciso apresentar documento de identificação com foto (cópias são aceitas), além de ter os dados cadastrados no Cadastro Único (CadÚnico) e atualizados nos últimos 24 meses.

Para saber se o benefício foi liberado, basta consultar o site ou aplicativo do Meu INSS, ou consultar por telefone, no número 135. O beneficiário recebe o BPC por meio de um cartão, exclusivo para o pagamento. Pode-se receber o dinheiro também em conta corrente ou conta-poupança.

Leia também

você pode gostar também

Caixa libera saque FGTS de até R$ 6,2 mil para ESTAS pessoas

A modalidade especial do saque FGTS que prevê o pagamento de até R$ 6,2 mil atende a um grupo específico. Além disso, possui critérios de elegibilidade para liberação dos valores vinculados ao fundo.

Projeto prevê bolsas de estudo para crianças e adolescentes

O Projeto de Lei Complementar em tramitação na Câmara dos Deputados pretende distribuir bolsas de estudo para crianças e adolescentes, mas existem regras específicas para o acesso.

Acompanhantes de PcD têm direito a desconto em passagens aéreas

Por enquanto, as pessoas com deficiência que não podem viajar sem acompanhante ainda dependem das decisões das empresas aéreas para os descontos nas passagens; veja detalhes.

Seguro-desemprego tem valores atualizados em 2023; saiba como pedir

Com o novo salário mínimo, os valores do seguro-desemprego foram atualizados para 2023. Veja aqui quais são eles e como pedir o benefício.

Aposentados do INSS têm direito a adicional de 25%; saiba em qual caso

Determinado grupo de aposentados do INSS tem direito a receber mensalmente o adicional de 25%. Saiba aqui se você tem esse direito e como solicitar.

Pensão por morte tem valor diferente da aposentadoria; veja as regras

Pagamentos de pensão por morte são direito de dependentes do trabalhador ou aposentado com vínculos com INSS.