BPC passa a ter novas regras neste mês de dezembro; veja o que muda

As novas regras do BPC começam a valer neste mês de dezembro, mas as mudanças foram divulgadas pelo Instituto Nacional do Seguro Social recentemente.

No dia 10 de novembro deste ano, o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) divulgou as novas regras do BPC, que começam a valer neste mês de dezembro. As medidas estão previstas na Portaria Conjunta 70, vinculada ao Ministério do Trabalho e Previdência (MTP), mas também à Diretoria de Benefícios e Relacionamento com o Cidadão.

Sobretudo, o texto estabelece os procedimentos específicos para a solicitação de pagamentos de diárias e despesas dos inscritos no Benefício de Prestação Continuada. Neste sentido, garante o atendimento especial para Pessoas com Deficiência vinculadas ao BPC/Loas. Saiba mais a seguir:

O que muda com as novas regras do BPC no mês de dezembro?

De acordo com a Portaria número 70/2022, as novas regras do BPC no mês de dezembro afetam exclusivamente os beneficiários inscritos que são pessoas com deficiência. Basicamente, os beneficiários com deficiência poderão solicitar uma diária particular e para o seu acompanhante.

Em específico, esse serviço ficará disponível quando for necessário realizar o procedimento da perícia médica ou social presencialmente nas unidades da Previdência Social. O texto estabelece o limite para o transporte em R$ 118,43, porém, não há especificação do valor da diária.

Em todos os casos, o requerido dessas despesas deve ser realizado por meio dos canais remotos de atendimento do instituto. Ou seja, através do site do Meu INSS, ou pelo aplicativo, disponível para Android e iOS.

Em todos os casos, a funcionalidade aparece como “Solicitar Ressarcimento de Despesas com Deslocamento para Avaliações Social e/ou Médica – BPC. Na plataforma, esse serviço consta com o código 16.435, mas poderá ser utilizada somente após o comparecimento do beneficiário na consulta.

Para os acompanhantes de um novo requerente, ou de um beneficiário que está realizando a perícia para manutenção dos pagamentos, as despesas previstas também serão custeadas pelo instituto. Contudo, é obrigatório apresentar comprovação da necessidade desse acompanhamento por meio de um atestado médico.

A portaria estabelece que a necessidade para o novo requerente ou beneficiários menores de 16 anos é presumida automaticamente. Em outras palavras, será assegurado o pagamento das despesas independentemente do atestado médico nessas duas situações.

Por fim, o texto também prevê o pagamento da despesa em todas as datas de agendamento, mesmo quando a avaliação médica acontecer em um dia e a avaliação social em outro. Contudo, não haverá ressarcimento nos casos em que o cidadão possuir passe livre ou carteira de transporte específica para pessoas com deficiência.

Como funciona o BPC/Loas?

O Benefício de Prestação Continuada é um programa assistencial mantido pelo Instituto Nacional do Seguro Social. Atualmente, o Benefício de Prestação Continuada atende pessoas idosas com 65 anos ou mais, e pessoas com deficiência de qualquer idade, incluindo crianças e adolescentes.

Apesar disso, não equivale à aposentadoria, porque não exige contribuição prévia ao instituto, mas também não garante pensão por morte ou pagamento do 13º salário do INSS. No geral, as regras de elegibilidade para atendimento e inscrição de novos beneficiários são:

  • Estar com inscrição ativa e regular no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal;
  • Possuir uma renda familiar per capita mensal de até um quarto do salário mínimo;
  • Estar com o Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) regularizado com a Receita Federal;
  • Fazer parte da categoria de pessoa com 65 anos ou mais ou de Pessoa com Deficiência de qualquer idade;
  • Ser considerado elegível após avaliação médica e social com profissionais do instituto.

Leia também

você pode gostar também

Benefício de R$ 1,2 mil é pago para ESTE grupo de trabalhadores

Uma iniciativa do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) garante a um grupo específico de trabalhadores um benefício de R$ 1,2 mil em parcela única. Saiba mais sobre o assunto.

Calendário Bolsa Família de Janeiro: veja todas as datas

O valor médio do Bolsa Família atualmente é de R$ 614,21; veja quem vai receber o pagamento nesta quinta-feira.

Aposentadoria INSS: veja quem terá as parcelas ainda nesta semana

Além da aposentadoria, o INSS também paga auxílio-doença e pensão aos segurados; confira o calendário de janeiro a seguir.

Prova de Vida: INSS terá 10 meses para provar que segurado está vivo

Saiu uma portaria que regulamenta os novos procedimentos necessários para realizar a prova de vida do INSS dos segurados.

Extrato da aposentadoria do INSS já pode ser consultado via app

Benefício recebeu reajuste, consequência da alta do salário mínimo, que passou a vigorar no começo de 2023.

Empresa é obrigada a pagar auxílio-creche para mães? Confira as regras

O auxílio-creche permite que mães tenham um lugar para deixar seus filhos enquanto trabalham. Contudo, muitos não sabem se a empresa é obrigada a pagar o auxílio às mulheres.