Todo MEI tem direito a 6 benefícios previdenciários; veja quais são eles

Os microempreendedores individuais, por contribuírem com a Previdência, possuem direito aos benefícios do INSS; confira alguns deles.

O Microempreendedor Individual (MEI) é uma figura jurídica no Brasil reconhecida como os trabalhadores que possuem seu negócio por conta própria e se legalizam como pequenos empresários.

Leia também

Quando estes empresários se formalizam como MEI, eles passam a obter várias garantias, como por exemplo: possuir um CNPJ; se isentar do pagamento de todas as taxas para registro da empresa; pagar poucos tributos com valores fixos mensais (INSS, ICMS e/ou ISS); funcionar sem negócio de imediato, sem a necessidade de alvará ou licença; formalizar seu negócio exclusivamente online; emitir notas fiscais, entre outras vantagens.

Com efeito, mesmo que atividade profissional destes trabalhadores não seja regida pela Consolidação das Leis de Trabalho (CLT), eles realizam uma contribuição para o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) através do pagamento mensal das guias do Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS).

Em suma, com a formalização do direito, o pagamento em dia, com um número mínimo de contribuições, entre outros requisitos a serem cumpridos, o INSS garante aos Microempreendedores Individuais (MEI) e aos seus familiares diversos benefícios. Veja a seguir alguns dos benefícios previdenciários estabelecidos para essa categoria.

Quais os benefícios previdenciários que são de direito dos MEIs?

1. Aposentadoria por idade

Os microempreendedores individuais (MEI) possuem direito à aposentadoria por idade. Dessa forma, para a contabilização do tempo de contribuição necessário à aposentadoria, os homens precisam ter trabalhado até os 65 anos de idade, e as mulheres, até os 62 anos de idade.

Diante disso, os homens necessitam ter 20 anos de contribuição e as mulheres 15 anos de contribuição com o INSS para aposentar nesta modalidade. No entanto, a Emenda Constitucional nº 103/2019 prevê o tempo mínimo de 15 anos de contribuição com a Previdência para ambos os sexos.

2. Aposentadoria por invalidez

Esta modalidade de aposentadoria é aplicada aos microempreendedores individuais que sofrerem um acidente de trabalho, que torne impossível realizar a sua atividade profissional. Nesse caso, não há um período de carência para solicitar este benefício.

No entanto, caso o segurado volte a trabalhar como MEI ou em outra atividade formal, o benefício da aposentadoria por invalidez será retirado.

3. Auxílio-doença

O auxílio-doença é um benefício pago aos segurados do INSS que se encontram afastados de suas atividades em um período superior a 15 dias, por motivo de enfermidade ou acidente. Logo, o auxílio-doença é garantido aos MEI, desde que tenham efetuado no mínimo 12 contribuições mensais através do FAS.

4. Salário-maternidade

O salário-maternidade é garantido aos MEIs que tenham contribuído por no mínimo 10 meses e com duração média de 120 dias com a Previdência. O pagamento deste benefício, sendo de um salário mínimo, é feito nas situações de: parto ou natimorto; adoção ou guarda judicial para fins de ação, quando o adotante possuir máximo 12 anos de idade; e aborto espontâneo.

5. Auxílio-reclusão

O auxílio-reclusão é um benefício garantido às famílias ou dependentes do MEI, enquanto este estiver preso; porém, o pagamento só é realizado quando há o prazo de carência de 2 anos ou 24 contribuições mensais.

6. Pensão por morte

Por fim, este benefício também é garantido à família do MEI, após o seu falecimento. Entretanto, a duração da pensão por morte varia de acordo com a vida e as contribuições feitas pelo segurado antes do seu óbito.

Assim, vale lembrar que o tempo que o MEI permanecer sem realizar os pagamentos do DAS não será considerado para o INSS. Inclusive, caso o MEI ou sua família (no caso de pensão por morte) necessite de algum auxílio previdencial, é possível que a obtenção do mesmo não seja permitida, com exceção à aposentadoria. No caso deste último, as contribuições sempre serão consideradas.

Leia também


você pode gostar também

Calendário INSS novembro: novo grupo recebe benefício hoje (28)

Restam 12 pagamentos, conforme o calendário INSS de novembro. Segurados devem se atentar às datas de recebimento de suas parcelas.

13º salário 2022: primeira parcela deve ser paga até esta quarta, 30

O 13º salário 2022 é um direito de todos os trabalhadores formais, ou seja, que atuem em regime CLT.

13º salário extra do INSS: veja quem recebe o abono nesta segunda, 28

Abono extra do INSS será pago a todos aqueles que passaram a receber algum benefício previdenciário a partir de maio deste ano.

Auxílio Brasil: Caixa faz novo pagamento hoje (28); veja calendário completo

Com a aprovação de mais 400 mil famílias, o programa Auxílio Brasil passou a atender cerca de 21,53 milhões de unidades familiares em novembro.

CNH gratuita para CadÚnico é tema de projeto da Câmara

O Projeto de Lei que prevê a CNH gratuita para o CadÚnico está em tramitação na Câmara dos Deputados, mas existem condições específicas na concessão desse benefício.

Abono PIS: veja como consultar o lote extra que foi liberado neste ano

O novo lote extra do Abono Salarial já foi liberado para aproximadamente 1,1 milhão de beneficiários no Brasil.