Abono retroativo do PIS/Pasep está disponível em 2022; veja quem pode sacar

Muitos trabalhadores ainda não fizeram o saque do abono retroativo do PIS/Pasep. Veja como fazer a consulta e conferir se tem direito.

Todos os anos, normalmente, o governo federal libera novo lote de pagamentos do abono PIS/Pasep. Dessa maneira, milhões de trabalhadores habilitados recebem até um salário mínimo vigente.

Leia também

De acordo com o Ministério do Trabalho e da Previdência, no entanto, cerca de R$ 208 milhões do abono retroativo do PIS/Pasep estão “esquecidos” em 2022 e seguem aguardando o saque aos que possuem direito.

A Caixa Econômica Federal é responsável por organizar o pagamento para trabalhadores do setor privado, correspondente ao PIS. Enquanto isso, o Banco do Brasil libera transferências para profissionais do setor público por meio do Pasep.

Os valores do abono salarial atrasado prometem atender mais de 300 mil brasileiros, com pedidos realizados de maneira presencial ou por e-mail.

Quem recebe o abono PIS/Pasep retroativo de 2019?

abono pis pasep, abono pis pasep 2021
Foto: montagem / Pexels – Canva PRO

Apesar de ter sido liberado originalmente no ano de 2020, muitos trabalhadores não realizaram o saque dos recursos. Veja quem pode solicitar a reemissão dos valores:

  • Trabalhadores registrados no PIS ou no Pasep há, pelo menos, cinco anos;
  • Inscrição por meio do e-Social ou na Rais;
  • Ter recebido até dois salários mínimos, em média, no ano de 2019;
  • Ter trabalhado, ao menos, durante 30 dias em 2019 com carteira assinada;
  • Não ter sido contratado como empregado doméstico;
  • Não ter sido contratado por pessoa física.

É possível conferir os valores no aplicativo da Carteira de Trabalho. O pedido pode ser realizado:

  • Presencialmente, numa unidade da Superintendência do MTP;
  • Ligando para o telefone 158;
  • Aplicativo da Carteira de Trabalho (Android e iOS)
  • Enviando e-mail para o endereço eletrônico trabalho.uf@economia.gov.br. Será preciso alterar o termo “uf” do e-mail pela sigla do seu estado (exemplo: “mg” para Minas Gerais).

Os valores podem chegar a R$ 1.045, que era o salário mínimo da época em que os repasses originais foram realizados. Dessa maneira, se a pessoa trabalhou o ano todo, recebe um salário mínimo. Se trabalhou um mês, receberá os valores proporcionais ao período.

Para conferir o valor de direito, divida o valor do salário mínimo da época por 12 e multiplique pela quantidade de meses trabalhados para encontrar o valor a ser recebido.

Abono PIS/Pasep do ano-base de 2020 está disponível

Outro pagamento de abono salarial, disponível para o trabalhador, é referente ao ano-base de 2020, que teve início dos repasses no começo deste ano pelo governo federal, e já foram pagos a todos os trabalhadores de direito. Os valores, no entanto, poderão ser sacados até dezembro de 2022.

Até então, milhões de pessoas já fizeram uso do dinheiro, mas ainda restam 470 mil trabalhadores para realizar o saque do recurso. Para consultar o benefício, é preciso acessar o aplicativo da Carteira de Trabalho Digital.

Segundo a Resolução 838, lançada no ano de 2019, ficou determinado que os valores do abono não recebidos em vida pelos cidadãos de direito, ficam assegurados aos dependentes ou sucessores legais para solicitar o resgate.

Quem perdeu esse prazo do calendário oficial terá até o dia 29 de dezembro de 2022 para resgatar o valor de até R$ 1.212, salário mínimo praticado neste ano de 2022.

A expectativa era de que neste ano fossem liberados também os pagamentos correspondentes ao ano-base de 2021. Contudo, o Orçamento só disponibilizou verba para realizar um repasse, e a possibilidade de um novo pagamento ainda em 2022 é mínima.

Todos os detalhes sobre os pagamentos referentes ao abono PIS/Pasep de 2021 e 2022 ainda serão confirmados pelo governo federal.

Leia também


você pode gostar também

Auxílio Brasil dobrado em dezembro: veja quem pode receber até R$ 1,2 mil

Auxílio Brasil dobrado em dezembro é uma possibilidade para pessoas que cumprirem regras específicas do programa.

BPC bloqueado ou suspenso? Saiba como reativar o benefício de R$ 1,2 mil

Falta de atualização cadastral é um dos principais motivos para o bloqueio do benefício, pago a um grupo específico de contribuintes previdenciários.

Aposentadoria: saiba quem tem direito ao adicional de 25% no valor

Alguns aposentados do INSS têm direito a receber um adicional de 25% no valor de seus benefícios mensais. Veja como funciona essa regra.

BPC: saiba se o benefício pode ser acumulado com aposentadoria

Por ter natureza assistencial, o BPC gera algumas dúvidas em seus beneficiários. Uma delas é se o benefício pode ser acumulado com aposentadoria. Se você também tem essa dúvida, confira neste texto a resposta.

Minha Casa Minha Vida: comissão aprova projeto para renegociação de dívidas

O objetivo do projeto é oferecer aos beneficiários a oportunidade de regularizar sua situação com descontos sobre multas e juros moratórios. Descubra neste texto o que falta para o projeto virar lei.

Salário-Maternidade Urbano do INSS: veja regras oficiais e como solicitar

Benefício é cedido a pessoas que precisam se afastar do trabalho ao completarem uma gestação e em outras situações como adoção, por exemplo.