Novo Auxílio de R$ 585 é confirmado pelo governo; veja quem pode obter

Instrução normativa do Novo Auxílio de R$ 585 já foi publicada com as regras e formas de pagamento do benefício. Confira como funcionará.

O governo federal passará a pagar um Novo Auxílio de R$ 585. Denominado de Benefício Composição Gestante (BCG), ele deverá ser dividido em nove parcelas aos inscritos elegíveis (R$ 65 cada). Dessa maneira, milhares de pessoas terão acesso aos depósitos do Governo Federal, que compõe o Auxílio Brasil.

Por meio da transferência de renda, famílias em situação de pobreza e extrema pobreza podem ser beneficiadas pelo serviço. Assim, além do benefício médio de R$ 600, o Auxílio Brasil também realiza repasses específicos e complementares.

O Benefício Composição Gestante (BCG), por exemplo, compõe o Benefício Composição Familiar, destinado às gestantes de qualquer idade, que são inscritas no Auxílio Brasil.

Com objetivo de orientar os municípios em relação ao número aproximado de gestantes beneficiárias, para possibilitar a avaliação de seu potencial, será realizado um cálculo de estimativa de gestantes do país.

Quem receberá o novo auxílio de R$ 585?

Benefício Composição Gestante, parcelas Benefício Composição Gestante
Foto: montagem / Pexels- Canva PRO

A Instrução Normativa Conjunta nº 1, de 4 de março de 2022, institui os detalhes que compõem o perfil das beneficiárias do BCG e quais as regras para fazer parte do programa.

O Benefício Composição Gestante é destinado às famílias que, em sua composição familiar, possuam gestantes. Para essas mulheres, serão concedidas nove parcelas no valor de R$ 65, perfazendo um total de R$ 585.

Para receber o novo auxílio de R$ 585, será preciso que as grávidas cumpram algumas regras:

  • Devem estar incluídas em família registrada no CadÚnico, ou que já recebem o Auxílio Brasil;
  • Devem estar em uma família enquadrada em situação de pobreza, extrema pobreza ou em fase de emancipação.

Caso a família possua mais de uma gestante, outro BCG poderá ser liberado. Ao mesmo tempo, uma mulher que engravidou ficará restrita de receber os valores pelo período de um ano, mesmo que volte a estar em situação de gestação.

Pagamento do novo auxílio

Os pagamentos novo benefício são realizados de maneira mensal às famílias que possuem gestantes. O benefício não considerará o estágio da gestação. Isso quer dizer que a mulher poderá estar grávida e não ter feito o pré-natal, por exemplo. Por outro lado, ela pode estar com seis meses e, mesmo assim, terá direito de receber as nove parcelas.

O Governo Federal também optou por continuar pagando o auxílio mesmo em caso de aborto do feto. Segundo a instrução normativa, o objetivo é que o repasse auxilie na recuperação da mulher.

Para identificar se existe de fato uma gestante na família, o governo vai se basear nos dados do Ministério da Saúde obtidos junto aos Serviços de Atenção à Saúde do Sistema Único de Saúde (SUS). As informações serão direcionadas ao Ministério da Cidadania, que irá preparar o montante dos repasses correspondentes ao benefício.

As gestantes terão um acompanhamento de saúde. Essas etapas serão realizadas em dois momentos durante o ano. Uma delas acontecerá entre janeiro e junho e a outra entre os meses julho e dezembro. Será nessas etapas que as pessoas serão acrescentadas nas folhas de repasse do Auxílio Brasil ou do CadÚnico.

É preciso atenção ao prazo para receber o dinheiro. Como informado, o BCG não considera o estágio da gestação. Assim, é importante que a mãe faça todos os acompanhamentos possíveis, pois o SUS conseguirá registrar o nome da gestante e encaminhará o pedido do BCG.

Por outro lado, se o atendimento for realizado após data prevista para realização do parto, contadas até 42 semanas após a última menstruação da mulher, não será possível o registro da gestação.

No geral, os pagamentos acontecem da mesma maneira que o Auxílio Brasil é liberado, com gestão pela Caixa Econômica Federal. Assim, os depósitos são realizados de maneira automática para a conta poupança social digital ou conta corrente na instituição financeira.

Leia também


você pode gostar também

Desconto no IPVA será liberado para ESTES carros

Carros elétricos e híbridos terão descontos no IPVA (Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores). Saiba os detalhes.

Inscritos no Auxílio Brasil podem acumular R$ 1,2 MIL em benefícios

Os beneficiários do Auxílio Brasil podem acumular benefícios complementares, sendo que o valor pode chegar a R$ 1.220. Saiba os detalhes.

Próximo abono PIS já tem regras definidas; veja quem deverá receber

O abono PIS/Pasep de 2021 está previsto para ser pago somente em 2023, mas as regras para o recebimento do benefício trabalhista foram fixadas pelo Ministério do Trabalho.

Auxílio de R$ 800 será liberado no calendário de outubro? Veja o que se sabe

Hoje, o benefício paga parcelas mensais de R$ 600 para quem cumpre com os requisitos. Veja o que se sabe sobre o Auxílio Brasil de R$ 800.

Outubro terá NOVO saque FGTS com valores que podem superar R$ 3,9 MIL

Trabalhadores formais poderão fazer saque FGTS de até 50% do saldo no mês de outubro. Os valores devem ser solicitados por aplicativo.

Quem pode pedir a bolada do Abono PIS/Pasep retroativo?

Trabalhadores podem ter direito a sacar bolada do abono PIS/Pasep retroativo. Veja como fazer a consulta dos valores.