BPC para pessoas com deficiência tem critério de idade? Confira as regras

Pessoas com deficiência de qualquer idade podem solicitar o BPC, desde que cumpram os critérios gerais do programa.

Idosos acima de 65 anos e pessoas com deficiência (PcD) que sejam membros de família de baixa renda podem solicitar o Benefício de Prestação Continuada (BPC). O repasse é feito mensalmente no valor de um salário mínimo vigente (R$ 1.212 hoje). No caso de quem é PcD, não há critério de idade para o recebimento do BPC.

Leia também

Ou seja, crianças e adolescentes também podem se beneficiar com os valores, desde que se encaixem nos requisitos gerais do programa. O depósito é realizado pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), mas não requer período de carência de contribuição. Isso porque não é uma espécie de aposentadoria.

Sendo assim, o beneficiário do BPC não precisa ter qualidade de segurado da Previdência e não têm direito a 13° salário. A ideia é, segundo o governo federal, que os cadastrados possam “participar de forma plena e efetiva na sociedade, em igualdade de condições com as demais pessoas”.

Requisitos gerais para receber o BPC

No caso dos idosos, é necessário ter idade superior a 65 anos completos. Já quem é PcD precisa comprovar possuir deficiência física, mental, intelectual ou sensorial que cause impedimentos à pessoa. As regras também definem que essa deficiência deve ter efeitos a longo prazo (dois anos ou mais).

Dessa forma, é exigido que o beneficiário passe por perícia médica. Em todas as situações, os interessados em obter o BPC devem estar inscritos no CadÚnico, com dados atualizados. Outro critério é ter renda familiar de até 1/4 do salário mínimo vigente (R$ 303 hoje) por pessoa.

O cálculo da renda deve excluir remuneração de estagiário/aprendiz, auxílio brasil e demais benefícios assistenciais. Mas devem ser considerados na conta:

  • Salário;
  • Proventos;
  • Pensões;
  • Pensões alimentícias;
  • Benefícios de previdência pública ou privada;
  • Seguro-desemprego;
  • Comissões;
  • Pró-labore;
  • Outros rendimentos do trabalho não assalariado;
  • Rendimentos do mercado informal ou autônomo;
  • Rendimentos auferidos do patrimônio.

Passo a passo para solicitar o BPC

A forma mais simples para pedir o benefício é pela internet, acessando o portal Meu INSS. Para isso, é necessário seguir os passos abaixo:

  1. Fazer login usando a conta do gov.br (quem não for registrado pode criar uma conta gratuita na mesma hora);
  2. Selecionar “Agendamentos/Requerimentos”;
  3. Clicar em “Novo Requerimento”;
  4. Clicar em “Atualizar” e confirmar os dados do beneficiário;
  5. Pesquisar “BPC” na barra de pesquisa e clicar sobre o benefício na lista.

Outra maneira é a ligação gratuita para o INSS, discando o número 135.

Leia também

você pode gostar também

CadÚnico: etapa inicial de inscrição pode ser feita sem sair de casa

A etapa inicial de inscrição no CadÚnico, que pode ser feita sem sair de casa, pretende diminuir a burocracia e filas de atendimento nos postos especializados.

Auxílio de R$ 712 será pago em dezembro; confira calendário oficial

O Auxílio Social de R$ 712 consiste na junção de outros dois benefícios, que possuem o mesmo calendário oficial de pagamentos durante o mês de dezembro.

Quem não tem carteira assinada pode receber auxílio-doença; veja regras

Brasileiros sem carteira assinada precisam preencher alguns requisitos para receber o benefício do governo. Confira regras para solicitar o auxílio-doença.

Cadastro no BPC: saiba como fazer o requerimento para obter o benefício

O cadastro no BPC é a etapa inicial para recebimento do benefício assistencial do INSS, e os brasileiros elegíveis precisam saber como fazer o requerimento para obter os valores.

Pente-fino do Auxílio Brasil 2022: veja quem pode ter o benefício cortado

O pente-fino do Auxílio Brasil 2022 pode cortar o benefício de muitas famílias que não se atentarem aos critérios de suspensão. Confira quais são os grupos.

BPC de novembro ainda terá 9 saques; saiba quem recebe R$ 1,2 mil

Benefício de Prestação Continuada começa a ser pago pelo INSS. Confira quem tem direito aos valores e como sacar.