3 benefícios do governo podem ser acumulados em 2022; veja regras

Governo federal permite o acúmulo de inscrições em programas sociais. Confira 3 benefícios que podem ser recebidos pela mesma família.

Em 2022, o governo federal disponibilizou alguns programas sociais. Milhões de brasileiros podem fazer parte da lista de inscritos. Veja, em nossa matéria, 3 benefícios do governo que podem ser acumulados, desde que os interessados cumpram todas as exigências.

3 benefícios do governo que podem ser acumulados

De acordo com as regras atuais do governo federal, existem pelo menos 3 benefícios sociais que podem ser acumulados. São eles: Auxílio Brasil, Auxílio Gás e Tarifa Social de Energia Elétrica. Cada um dos programas possui regras próprias. Veja o resumo logo abaixo:

Auxílio Brasil

O Auxílio Brasil foi criado para substituir o Bolsa Família. Com cerca de 18 milhões de inscritos, o programa realiza pagamentos mensais de, em média, R$ 400. Além disso, ele conta com nove benefícios adicionais que podem repassar até R$ 1.000, dependendo do caso.

Os repasses são feitos conforme o dígito final do Número de Inscrição Social. Sendo assim, todos os meses, os inscritos são divididos em 10 grupos. Para fazer parte do programa, é necessário:

  • Estar registrado no CadÚnico e com inscrição atualizada;
  • Estar em situação de pobreza ou extrema pobreza ou em estado de emancipação (em processo de obtenção de renda maior).

O registro é automático, sendo feito pelo ministério da Cidadania.

Auxílio Gás

O Auxílio Gás foi criado por conta do aumento do combustível. Assim, o programa realiza pagamentos de 50% do valor da média nacional do gás de cozinha de 13 kg. A quantia é determinada por meio de levantamentos feitos pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Os repasses do programa são feitos conforme o calendário do Auxílio Brasil. Todavia, o Auxílio Gás só faz depósitos a cada dois meses. Em 2022, ainda são esperados pagamentos em junho, agosto, outubro e dezembro.

A inscrição é feita de forma automática pelo Ministério da Cidadania. Dois grupos de famílias podem receber:

  • Famílias com algum membro que ganhe o Benefício de Prestação Continuada (BPC);
  • Famílias registradas no CadÚnico, com renda per capita de até meio salário mínimo (R$ 606) por pessoa.

Cerca de 5,4 milhões de famílias recebem o Auxílio Gás.

Tarifa Social de Energia Elétrica

A Tarifa Social de Energia Elétrica é um desconto concedido na conta de luz do beneficiário. Quanto menos a família consumir, maior será o subsídio do governo. Dependendo da situação, até 100% da fatura pode ser descontada. Veja quais grupos podem obter o benefício:

  • Família inscrita no CadÚnico, com registro atualizado, e renda de até meio salário mínimo por pessoa ou renda total de até três salários mínimos;
  • Família que possua algum integrante que ganhe o Benefício de Prestação Continuada (BPC);
  • Família que tenha algum membro que seja considerado como Pessoa com Deficiência (PcD), segundo as regras estabelecidas em lei.

O registro é automático, novamente sendo realizado pelo Ministério da Economia.

Leia também

você pode gostar também