Qual é a validade da nova CNH? Taxa para renovação vai mudar? Entenda

A nova CNH entrou em vigor meses após mudanças no Código de Trânsito na validade e renovação terem sido aprovadas.

A Carteira Nacional de Habilitação (CNH) atualizada entrou em vigor no mês de junho, trazendo várias mudanças para o documento. Foram alterados o design e as informações contidas na cédula, no entanto, as regras e taxa de renovação continuam mantidas. A validade da nova CNH, por sua vez, é variável de acordo com a idade do condutor.

Essa regra ficou definida no Código de Trânsito Brasileiro (CTB), que também passou por uma série de modificações. Entre elas estão incluídas a contagem de pontos, inclusão ou alteração de categoria, limite para a suspensão, curso de reciclagem e outros. Todas as solicitações em relação à carteira de motorista devem ser realizadas junto ao Detran do seu estado.

Validade da nova CNH: quando devo renovar

Quem for tirar a primeira habilitação ou renovar o documento a partir deste ano já deve receber ele atualizado. A regra da vigência só começa a valer a partir da renovação da CNH, seja ela nova ou antiga. Ou seja, quem ainda tem a carteira dentro da validade só terá a alteração desse prazo depois de fazer a troca da cédula.

O prazo fica definido no próprio documento e o pedido de renovação deve ser feito assim que este vencer. Pela determinação do CTB, os novos períodos de vigência dependem da idade do motorista. Sendo assim, quem tem:

  • até 49 anos de idade terá CNH válida por 10 anos;
  • de 50 a 69 anos de idade terá que fazer a renovação da CNH em 5 anos;
  • 70 anos ou mais precisará renovar o documento a cada 3 anos.

Taxa de renovação: como funciona o processo

Assim que a validade da CNH vencer, o condutor deve solicitar a renovação do documento junto ao Detran do seu estado. Depois disso, precisará agendar data e hora para realizar exame médico numa unidade autorizada. Essa consulta tem valor variável e é paga na clínica ou posto de atendimento no dia do procedimento.

A cobrança pode ir de R$ 90 a R$ 150, dependendo da unidade federativa. Num geral, é essa a faixa de preço para a emissão da nova CNH. Entretanto, em algumas situações, os custos podem ser ainda mais elevados, como é o caso de condutores profissionais. Quem usa a CNH para o trabalho precisa passar por avaliação psicológica.

No estado de São Paulo, por exemplo, os gastos são de:

  • Avaliação médica: R$ 105,50;
  • Avaliação psicológica: R$ 123,08.

Aqueles que optarem pela entrega do documento via Correios ainda deverá arcar com a taxa de entrega. Todos os valores devem ser consultados diretamente no Detran. É importante que, durante o processo, os motoristas podem dirigir com a CNH vencida por 30 dias. Depois disso, ficam suscetíveis a multa e pontuação por infração gravíssima.

Leia também

você pode gostar também

CNH gratuita pode virar realidade em 2022? Veja o que se sabe até então

Ainda não há previsão de aprovação do Projeto de Lei que desobriga os cidadãos a cursarem as aulas teóricas e práticas nas autoescolas, mas a negociação será individual.

Novo golpe está sendo aplicado em aposentados; saiba se proteger

O golpe é aplicado por meio da prova de vida, solicitando informações dos segurados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Posso levar multa com CNH provisória? Veja as regras oficiais

Ao fim do processo para tirar a CNH, o condutor aprovado recebe a habilitação provisória. Somente após um ano, o motorista pode pegar o documento definitivo.

Regras da nova CNH: veja o que muda na prática para os motoristas

Motoristas que já possuíam um documento válido não precisam tirar a nova CNH. A versão atualizada da carteira possui tecnologia antifraude e outras aplicações.

Já é possível obter CNH no país sem autoescolas? Entenda o projeto

Fim da obrigatoriedade da autoescola para tirar CNH está sendo discutido em projeto que circula no Congresso Nacional.

Feriados nacionais: qual é a próxima folga confirmada em 2022? Veja calendário

Restando apenas seis feriados até o final do ano, a próxima folga confirmada será no dia 7 de setembro, dia da Independência do Brasil.