Quando será necessário emitir o novo RG? Veja as principais regras

Novo RG conta com versão digital e impressa. Confira outros detalhes e novidades do documento de identificação.

Em fevereiro, o Governo Federal anunciou o novo modelo de carteira de identidade para o Brasil, com previsão de entrar em vigor a partir de março de 2023. Inicialmente, a principal alteração é a adoção de QR Code, existente desde 2017 na Carteira Nacional de Habilitação, e também a unificação dos dados dos brasileiros através do número do CPF.

A mudança prevê redução das informações criadas para cada cidadão, tendo em vista que através do RG é possível criar até 27 códigos ao longo da vida. Segundo a legislação atual, um novo registro é gerado a cada vez que o brasileiro muda de estado.

Sobretudo, a alteração pretende gerar mais segurança e reduzir o volume de informações nos bancos de dados nacionais, simplificando a vida dos cidadãos e também das instituições.

De acordo com o decreto que oficializa o novo RG, as secretarias de Segurança Pública de cada estado e do Distrito Federal serão responsáveis pela adaptação ao novo modelo, com data limite para esse processo até 3 de março de 2023. Porém, a emissão será gratuita para todos os brasileiros.

Quais são as principais mudanças no novo RG?

A princípio, a adoção do QR Code garante que a nova documentação tenha uma versão física e digital, podendo ser emitida em ambos meios.

O aplicativo responsável pela gestão dessas informações ainda está em desenvolvimento, mas garante ser uma espécie de carteira digital, agregando outros documentos como certidão de nascimento, carteira de trabalho e carteira de habilitação.

O novo modelo também contará com o código MRZ (Machine Readable Zone) que está presente nos passaportes e poderá ser lido em aeroportos. No entanto, o novo RG somente deve ser utilizado como documento de viagem e para identificação em viagens realizadas aos países do Mercosul.

Além disso, o novo RG não substitui o passaporte, principalmente para viagens internacionais. Sobretudo, o documento continua sendo necessário, pois contém outras informações importantes sobre o viajante. A adoção do código MRZ na carteira de identidade é somente uma forma de facilitar a verificação do documento.

Quando será necessário emitir o novo RG?

Antes de mais nada, o novo RG entrará em vigor somente a partir do dia 3 de março de 2023, sob responsabilidade das secretarias de Segurança Pública de cada estado e do Distrito Federal. Desse modo, a transição para o modelo novo será feita gradativamente.

Além disso, o decreto prevê que o RG atual permanecerá válido por até 10 anos para a população brasileira com até 60 anos. No caso dos brasileiros com idade superior, o documento será aceito por período indeterminado.

Leia também

você pode gostar também

Novo golpe está sendo aplicado em aposentados; saiba se proteger

O golpe é aplicado por meio da prova de vida, solicitando informações dos segurados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Posso levar multa com CNH provisória? Veja as regras oficiais

Ao fim do processo para tirar a CNH, o condutor aprovado recebe a habilitação provisória. Somente após um ano, o motorista pode pegar o documento definitivo.

Regras da nova CNH: veja o que muda na prática para os motoristas

Motoristas que já possuíam um documento válido não precisam tirar a nova CNH. A versão atualizada da carteira possui tecnologia antifraude e outras aplicações.

Já é possível obter CNH no país sem autoescolas? Entenda o projeto

Fim da obrigatoriedade da autoescola para tirar CNH está sendo discutido em projeto que circula no Congresso Nacional.

Feriados nacionais: qual é a próxima folga confirmada em 2022? Veja calendário

Restando apenas seis feriados até o final do ano, a próxima folga confirmada será no dia 7 de setembro, dia da Independência do Brasil.

Novo RG será obrigatório a partir de agosto? Veja prazo e regras oficiais

Alguns estados vão iniciar a emissão do novo RH, mas o prazo final para distribuição em todo território nacional é até março de 2023.