Todo vocativo deve ser separado por vírgula?

Está estudando para a prova de Língua Portuguesa do concurso? Então, descubra se todo vocativo deve ser separado por vírgula.

Você já se perguntou se deve ou não colocar uma vírgula depois de um vocativo, como "oi", "mãe" ou "amigo" quando está escrevendo? Se a resposta for sim,  fique tranquilo concurseiro, pois esse tipo de dúvida é mais comum do que podemos imaginar.

continua depois da publicidade

Muitas pessoas ficam confusas sobre esse assunto. Por isso, resolvemos elaborar esse artigo que vai te mostrar se todo vocativo deve ser separado por vírgula ou não.

Se você está estudando Língua Portuguesa e sempre teve essa dúvida, acompanhe-nos até o fim da leitura para saná-la de vez. 

Afinal, todo vocativo deve ser separado por vírgula?

Leia também

Antes de mais nada, vamos esclarecer o que é vocativo. Vocativo é como chamamos alguém em uma frase. É quando você fala diretamente com uma pessoa, como "Pai", "João", "Amigo" e assim por diante.

continua depois da publicidade

Por exemplo, quando dizemos "Mãe, você pode me ajudar aqui?", estamos chamando a nossa mãe. É como dar um "oi" específico para alguém em um diálogo.

Imagine que você está em uma sala com várias pessoas e quer chamar a atenção de uma delas. Você diz o nome dela diretamente, certo? Isso é um vocativo, concurseiro. Mas será que todo vocativo deve ser separado por vírgula?

A nossa resposta é sim.  Segundo a norma culta da Língua Portuguesa, é obrigatório o uso da vírgula antes e depois de um vocativo na frase. Por exemplo:

continua depois da publicidade
  • Maria, você viu meu celular?
  • Oi, Pedro, tudo bem?
  • Mãe você pode me ajudar?
  • Amigo, você vai à festa?
  • Pedestres, favor atravessarem na faixa de segurança;
  • Ó meu amor, isso não se faz com uma pessoa;
  • Clientes, sejam bem-vindos em nossa loja;
  • Ó meu esposo amado, onde será que você está agora?

Nos exemplos acima, usamos a vírgula para separar o vocativo do restante da frase. Esse sinal gráfico ajuda a destacá-lo e deixar a comunicação mais clara.

Vocativo no meio ou no final da frase

É conveniente lembrar que o vocativo também pode vir no meio ou no final da frase. Mas mesmo assim, o uso da vírgula é obrigatório, para isolá-lo na oração. Observe os exemplos abaixo para uma compreensão mais clara: 

continua depois da publicidade
  • Não diga isso dessa maneira, Ricardo;
  • Veja, meu querido, o belo lugar em que nós estamos;
  • Eu, João, não concordo com essa decisão;
  • Acalmai, tempestade impiedosa;
  • Quando sair, Luís Paulo, favor deixar a luz da sala acesa;
  • Tivemos azar, amigo, pois ninguém nos encontrou na festa;
  • Amanhã será o dia da grande festa na cidade, Dona Margarida;
  • Por que você quer namorar com ele, Bruna?
  • Nunca mais faça isso novamente, Marcelo.

Você deve ter notado que a vírgula está presente antes e depois dos vocativos, mesmo que eles estejam no meio ou no fim da frase. Isso ajuda a isolar o nome do resto da oração, dando ênfase ao chamado direto à pessoa.

Além disso, é importante lembrar que usamos vírgulas para separar vocativos em cartas e e-mails também, concurseiro. Por exemplo:

  • Caro amigo, estou escrevendo para agradecer pelo presente;
  • Querida avó, espero que a senhora esteja bem.

Nesses casos, as vírgulas ajudam a indicar o início do texto direcionado à pessoa específica. Em suma, o uso da vírgula antes e após um vocativo na Língua Portuguesa é obrigatório, de acordo com a norma culta.

Independentemente se ele estiver no início, no meio ou no final da frase, esse sinal gráfico precisa estar presente, combinado? 

Compartilhe esse artigo

Leia também

Concursos em sua
cidade