"Eu que agradeço" ou "eu quem agradeço"? Qual é o correto?

Descubra qual é o jeito certo de falar "eu que agradeço" ou "eu quem agradeço", como se usa os pronomes e não erre nunca mais.

A Língua Portuguesa é muito rica e, às vezes, pode ser cheia de complexidades gerando dúvidas na hora de falar e escrever. Você já deve ter se pegado perguntando "mas qual é o jeito certo?". E esse questionamento é bastante válido, porque ninguém quer sair por aí falando errado. Por exemplo, quando alguém diz "obrigado", você responde "eu que agradeço" ou "eu quem agradeço"?

continua depois da publicidade

O uso de pronomes relativos pode causar confusão em frases como essas. Por isso, é bom entender um pouco mais de gramática para ter certeza e não passar vergonha. Veja a seguir algumas explicações que vão te ajudar a acabar de uma vez por todas com essas dúvidas e não ter problemas na hora de se comunicar.

O que é um pronome relativo?

Para saber como usar uma palavra dentro de uma frase, é interessante saber a classe gramatical dela. Assim você poderá posicioná-la corretamente e deixar a sua fala mais harmônica. Desse modo, para entender se o correto é "eu que agradeço" ou "eu quem agradeço", primeiro é preciso analisar a diferença entre essas sentenças.

Leia também

É claro que você já sabe o que muda: em uma há o "que" e na outra "quem". Simples, não é? Mas o que cada uma dessas palavras quer dizer?

continua depois da publicidade

Ambos os termos são pronomes relativos: aqueles que se referem a uma palavra anterior para evitar repetição ou dividir ideias. Eles também são invariáveis, ou seja, a forma de escrever não muda conforme gênero ou número.

Veja quando cada um pode / deve ser usado:

  • QUE: é bastante geral e pode fazer referência a praticamente tudo. Vale para se referir a objetos, lugares, animais, pessoas... uma infinidade de coisas.
  • QUEM: é um pouco mais específico e se refere apenas a pessoas ou algo personificado. Também é indefinido, ou seja, não especifica o número ou gênero de pessoas a que se refere.

No caso das frases "eu que agradeço" ou "eu quem agradeço" o pronome relativo ainda tem uma outra função: realçar o sujeito. Isso significa que ele serve para dar destaque a quem realiza a ação. A ideia é, quando alguém disser "obrigado", você responder que está mais agradecido.

continua depois da publicidade

Mas qual é o certo: "eu que agradeço" ou "eu quem agradeço"?

Se você chegou até aqui é porque está realmente curioso para saber o jeito certo de fazer esse agradecimento, não é mesmo? Então, aqui vai: ambas as formas estão corretas. É exatamente isso que você leu: tanto "eu que agradeço", como "eu quem agradeço" podem ser ditas e escritas.

Veja bem, quando se usa "que", o verbo em seguida vai concordar com o termo anterior ao pronome relativo:

  • Eu que agradeço;
  • Tu que agradeces;
  • Você que agradece;
  • Ele que agradece;
  • Nós que agradecemos;
  • Vós que agradeceis;
  • Vocês que agradecem;
  • Eles que agradecem.

Já no caso de "quem" a concordância do verbo é com a 3ª pessoa, seja ela do singular ou do plural, uma vez que o pronome também é considerado indefinido. A exceção é para o sujeito na 1ª pessoa. Confira:

continua depois da publicidade
  • Eu quem agradeço (1ª pessoa do singular);
  • Tu quem agradece (3ª pessoa do singular, mesmo que o sujeito seja 2ª pessoa);
  • Você quem agradece (3ª pessoa do singular - "você" sempre conjuga como 3ª);
  • Ele quem agradece (3ª pessoa do singular);
  • Nós quem agradecemos (1ª pessoa do plural);
  • Vós que agradecem (3ª pessoa do plural, mesmo que o sujeito seja 2ª pessoa);
  • Vocês que agradecem (3ª pessoa do plural - "vocês" sempre conjuga como 3ª);
  • Eles que agradecem (3ª pessoa do plural).

Conseguiu entender? Em ambos os casos, o verbo "agradecer" concorda com o sujeito "eu". Por isso, tanto faz usar "eu que agradeço" ou "eu quem agradeço".

Compartilhe esse artigo

Leia também

Concursos em sua
cidade