Estes 4 alimentos "roubam" a saúde do seu cérebro; veja quais são

Apesar de serem fontes de calorias, nutrientes e consequentemente de energia, nem todos os alimentos são saudáveis para o corpo e para a mente, pois afetam os ciclos neurais.

Os alimentos funcionam para o organismo como verdadeiros combustíveis, pois são ricos em calorias e nutrientes que, após ingeridos, se transformam em energia para as funções orgânicas atuarem regularmente. Neste sentido, carboidratos complexos, lipídios e proteínas são referências comuns de alimentos energéticos que devem fazer parte da dieta, pois oferecem as substâncias necessárias sem oferecer riscos ao corpo.

continua depois da publicidade

Portanto, alimentos como arroz e pão integral, carne vermelha e óleos naturais devem participar da dieta para garantir que o organismo seja atendido em suas necessidades. No entanto, também existem alimentos que roubam a saúde do cérebro, pois demandam grande energia. Confira-os a seguir:

Alimentos que prejudicam a saúde do cérebro

Segundo a nutricionista Hortência Luz, os alimentos que prejudicam a saúde do cérebro são basicamente compostos por gorduras trans e aditivos. “O consumo excessivo desse tipo de gordura e de aditivos químicos podem causar efeito deletério sobre o desempenho cerebral, podendo também, contribuir para estados de demência, déficit de atenção, ansiedade e depressão”, explica a profissional.

Leia também

Neste sentido, os quatro alimentos que devemos manter distantes da nossa alimentação são:

continua depois da publicidade
  • Batata frita;
  • Biscoitos recheados;
  • Sorvetes; e
  • Doces industrializados.

De acordo com uma pesquisa realizada por cientistas da Universidade de Manchester, na Inglaterra, em 2018, o que acontece numa perspectiva biológica é que substâncias como o açúcar encontrado nesses alimentos faz com que as células responsáveis por nos manter acordados parem de emitir esses sinais.

Como consequência, o indivíduo fica sonolento, cansado e as funções neurais mais lentas, afetando o raciocínio e o foco, mas também as funções relacionadas ao estado de alerta para maior segurança do indivíduo.

continua depois da publicidade

Por isso, a recomendação é evitar o consumo de alimentos com alto teor de açúcar antes da realização de importantes atividades, até mesmo o expediente de trabalho ou um concurso, por exemplo.

Além disso, quanto mais gorduroso o alimento, mais difícil é a digestão do mesmo. Desse modo, há um aumento do fluxo sanguíneo na direção do sistema digestivo, resultando na diminuição do transporte do oxigênio em outros sintomas do corpo. Portanto, o cérebro entra em um estado de hibernação para preservar energia e garantir que não haja falhas no corpo, o que também causa sono no indivíduo.

Sendo assim, ainda que criem uma sensação de saciedade e disposição logo após o consumo, a tendência é que essa percepção seja substituída por uma sensação de inchaço e estufamento, justamente porque o sistema digestivo está demandando mais energia do corpo.

continua depois da publicidade

Por isso, deve-se evitar alimentos gordurosos como os citados anteriormente, ingerindo nutrientes que não criem déficits energéticos no organismo e no sistema nervoso.

Vale ressaltar que esse artigo é meramente informativo, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento. Para saber quais alimentos incluir no seu dia a dia, o ideal é marcar uma consulta com o nutricionista.

Leia também

Concursos em sua
cidade