É correto escrever "um mil reais"? Entenda a regra gramatical

O concurseiro que não quer errar na grafia da redação do certame precisa saber se é correto escrever "um mil reais".

As regras ortográficas da Língua Portuguesa costumam deixar muitos concurseiros em dúvida na hora da escrita. Afinal, o nosso idioma é cheio de particularidades que devem ser levadas em conta.

continua depois da publicidade

Por exemplo, você já parou para pensar se é correto escrever "um mil reais"? Bateu aquela incerteza? Calma. Elaboramos esta matéria que vai te mostrar se é correto escrever "um mil reais”.

Acompanhe-nos até o fim da leitura para compreender essa regra gramatical de uma maneira simples e prática. Confira.

Afinal, é correto escrever "um mil reais"?

Leia também

Quando se trata de valores escritos, a forma correta segundo a norma culta é "mil reais". Escrever "um mil" ou "hum mil" é uma prática comum na hora de preencher cheques para evitar fraudes.

continua depois da publicidade

Isso ocorre porque um cheque onde está escrito apenas "mil reais" pode ser facilmente adulterado. Então, para garantir mais segurança, algumas pessoas adicionam o "um" ou "hum" antes do mil.

Apesar de não ser gramaticalmente correto, essa precaução é compreensível. Mas lembre-se de que o certo é sempre escrever “mil reais”, combinado?

Agora, quando escrevemos números por extenso, como mil, dois mil, três mil e assim por diante, a regra é simples. Para mil reais, usamos apenas a palavra "mil", sem a necessidade do “um”.

continua depois da publicidade

A partir de dois mil, adicionamos o número cardinal, como dois mil, três mil, quatro mil e assim por diante. Ficou claro, concurseiro?

Por exemplo:

  • 1.000 - mil;
  • 2.000 - dois mil;
  • 3.000 - três mil;
  • 4.000 - quatro mil;
  • 5.000 - cinco mil;
  • 6.000 - seis mil;
  • 7.000 - sete mil;
  • 8.000 - oito mil;
  • 9.000 - nove mil;
  • 10.000 - dez mil;
  • 100.000 - cem mil;
  • 500.000 - quinhentos mil.

Escrita de valores fragmentados por extenso

Veja como fica a escrita correta de valores fragmentados por extenso, de acordo com a norma culta do nosso idioma:

  • R$ 1.005,00: mil e cinco reais;
  • R$ 1.556,00: mil quinhentos e cinquenta e seis reais;
  • R$ 2.199,00: dois mil cento e noventa e nove reais;
  • R$ 13.951,00: treze mil novecentos e cinquenta e um reais;
  • R$ 93.062,00: noventa e três mil e sessenta e dois reais.

Agora, quando falamos de números maiores, como milhão e bilhão, por exemplo, usamos o "um" antes do milhão e bilhão. Por exemplo, "um milhão", "um bilhão", “dois bilhões”, “três bilhões”, “dez bilhões” e por aí vai.

continua depois da publicidade

Aprimorando seus conhecimentos

Aqui estão alguns exemplos de expressões comuns em português que as pessoas costumam escrever errado. Observe:

  • "Meio-dia e meio" ou "Meio-dia e meia": Quando você quer dizer que são doze horas e trinta minutos, a forma correta é "meio-dia e meia". "Meio-dia e meio" está errado;
  • "Fazem dois anos" ou "Faz dois anos": Quando já se passaram dois anos desde algum acontecimento, a forma correta é "faz dois anos". "Fazem dois anos" está incorreto;
  • "À medida que" ou "Na medida em que": Para indicar que algo ocorre à medida que outra coisa acontece, você deve usar "à medida que". "Na medida em que" tem um significado diferente e é usado para indicar uma condição;
  • "Mal-entendido" ou "Mal entendido": Quando você deseja se referir a um equívoco ou erro de interpretação, a forma correta é "mal-entendido", com hífen. "Mal entendido" está errado;
  • "Por cento" ou "Porcento": Quando alguém quiser indicar uma proporção de cem partes, deve-se usar "por cento" separado. "Porcento" junto não está certo.

Compartilhe esse artigo

Leia também

Concursos em sua
cidade