De quanto em quanto tempo é preciso trocar o lençol da cama?

Manter a roupa de cama limpa e cuidada tem um impacto direto no nosso bem-estar e saúde. Mas, de quanto em quanto tempo é preciso fazer isso? Leia e veja a seguir.

Você se lembra da última vez que trocou o lençol da cama? Afinal, de quanto em quanto tempo é preciso fazer isso? Muitas pessoas não sabem, mas o local onde dormimos pode ser um ambiente propício para acumular bactérias, ácaros e outros micro-organismos indesejados.

continua depois da publicidade

Inclusive, estudos descobriram que, ao longo de apenas dois anos de uso, um colchão pode acumular até 1,5 milhão desses germes. Considerando que passamos cerca de um terço de nossas vidas na cama, é compreensível que células mortas da pele acabem entre as cobertas. É por isso que existe uma frequência recomendada para fazer a troca delas, confira a seguir.

De quanto em quanto tempo você deve trocar o lençol da cama?

A frequência ideal para trocar os lençóis da cama varia de acordo com diferentes fatores, como hábitos pessoais, saúde, ambiente e estação do ano. No entanto, os especialistas recomendam fazer isso a cada uma a duas semanas. Esta ação permite que você mantenha a higiene e o conforto, evitando o acúmulo de sujeira, óleos naturais da pele, células mortas e ácaros.

Leia também

Contudo você deve ter atenção redobrada durante os meses mais frios e mais quentes, pois nessas épocas, é normal experimentarmos um aumento no suor corporal ou aumento de umidade, no caso do inverno. Diante dessa circunstância, é aconselhável ajustar o intervalo de troca dos lençóis para cerca de 4 a 5 dias.

continua depois da publicidade

Além disso, vale destacar que compartilhar a cama com outra pessoa potencializa a presença de microrganismos. Como resultado, torna-se ainda mais imperativo considerar trocas mais frequentes dos lençóis.

Negligenciar isso pode resultar em problemas de saúde, principalmente relacionados ao sistema respiratório, como asma, rinite, bronquite e crises alérgicas. Essas condições podem causar sintomas como obstrução nasal, tosse e falta de ar. Em situações mais graves, podem levar a pneumonia ou infecções bacterianas.

Cuidados que você deve ter com a roupa de cama

  • Evite subir na cama com os pés sujos;
  • Não deixe toalhas molhadas sobre a cama após o banho;
  • Elimine germes e ácaros lavando os lençóis em água quente. Use um detergente de qualidade, suave para os tecidos;
  • Opte por materiais de boa qualidade, que resistam ao desgaste e sejam respiráveis;
  • Favoreça a alternância com conjuntos extras. Isso permite lavar e secar os lençóis usados adequadamente;
  • Use protetores de colchão e travesseiros para evitar contato direto com sujeira e líquidos;
  • Guarde cada jogo de lençol em saquinhos para evitar odores de armário.

Compartilhe esse artigo

Leia também

Concursos em sua
cidade